Pesquisar este blog

quinta-feira, 17 de maio de 2018

PF jura que o sítio não é do Lula

Mas, o Dória e o Murrow não concordam

Conversa Afiada, 17/05/2018


PF jura que o sítio não é do Lula

Olá, tudo bem?

Esse podcast é sobre o sitío de Atibaia que não é do Lula.

A Polícia Federal analisou 11 discos rígidos, dois pen drives e dois milhões de arquivos... e nada!

Não há qualquer referência à propriedade de Lula sobre o sitío de Atibaia.

O sitío de Atibaia, como se sabe, é do filho do Jacó Bittar. Como o triplex do Guarujá era da OAS.

Isso é do conhecimento do mundo mineral, diria o Mino Carta.

Mas, o Judge Murrow é o homem do ano dos banqueiros brasileiros de Nova York.

Se ele desse um beijo na boca do João Doria - daqueles beijos soviéticos, do Brezhnev- isso não espantaria ninguém.

Porque o Murrow é infalível. E por isso ele condenou o Lula a 10 anos de cadeia porque o triplex é da OAS.

E vai condenar o Lula a outros 10 anos de cadeia, uma vez que o sítio de Atibaia pertence ao filho do Jacó Bittar.

Segundo a Polícia Federal, é do filho do Jacó Bittar.

Assim como o Judge Murrow confessou que não conseguiu provas de que o triplex tivesse sido comprado com grana da Petrobras.

Mas nada disso tem a menor importância.

A Operação Lava Jato, desde o berço, foi concebida para derrubar a Dilma, fechar o PT e prender o Lula.

O resto, como diria o Nelson Rodrigues, é Luar de Paquetá.

O Moro pode tudo. Ele é o único juiz do Brasil. Quem fez o Moro desse tamanho? Foi o Supremo. Com o Supremo e tudo.

E foi a Globo que deu esse tamanho ao Moro. Sem a Globo, o Murrow não passava de um juizeco de primeira instância.

Que cometeu um crime hediondo.

Ele divulgou para a Globo - em tempo record, com a ajuda da CIA - o grampo da conversa da Presidenta Dilma com o Presidente Lula fora - fora! - do prazo autorizado por outro juiz.

Ele captou o grampo fora do que podia fazer segundo o outro juiz.

É, o Moro... sabe como é que é, né? Aqui, ele vai acabar na cadeira do William Bonner.

Nos Estados Unidos, um juizeco que desse à Fox o grampo do Trump com o Obama ia parar na cadeira... elétrica!

PHA

Papa defende Lula e esculhamba a Globo

A mídia difama quem quer e depois a Justiça dá o Golpe

Conversa Afiada, 17/05/2018
Ventania atrapalha o Papa Francisco durante audiência geral na Praça São Pedro, no Vaticano, na quarta-feira 16/V (Crédito: Max Rossi/Reuters)

Da Fel-lha:

Em uma homilia na qual tratou do assunto da unidade, o papa Francisco criticou nesta quinta-feira (17) o papel da mídia em difamar pessoas públicas a ponto de levar a um "golpe de Estado", afirmou a agência de notícias do Vaticano.

Francisco cita o exemplo de Jesus, que no Domingo de Ramos foi recebido em Jerusalém com aclamações de "Bendito o que vem em nome do Senhor", mas, na sexta-feira seguinte, as mesmas pessoas gritaram "Crucifiquem-no". 

"Essa instrumentalização do povo é também um desprezo pelo povo, porque o transforma em massa. É um elemento que se repete com frequência, desde os primeiros tempos até hoje", disse o pontífice, segundo o Vatican News. "O que aconteceu? Fizeram uma lavagem cerebral e mudaram as coisas. E transformaram o povo em massa, que destrói." 

(...) "A mídia começa a falar mal das pessoas, dos dirigentes, e com a calúnia e a difamação essas pessoas ficam manchadas”. Depois chega a justiça, “as condena e, no final, se faz um golpe de Estado”.

Francisco comparou essa ação à perseguição nas arenas, quando a multidão gritava para ver lutas entre mártires ou gladiadores. 

(...)

segunda-feira, 14 de maio de 2018

CNT/MDA: Mesmo preso, Lula lidera folgado com 32,4%


Pesquisa do MDA para a Confederação Nacional dos Transportes (CNT) mostra que o ex-presidente Lula, que é mantido como preso político desde 7 de abril em Curitiba, segue liderando a preferência da maioria dos eleitores brasileiros.

Na modalidade estimulada, Lula tem 32,4%, enquanto Jair Bolsonaro tem 16,7%, Marina Silva 7,6%, Ciro Gomes 5,4% e Geraldo Alckmin 4,0%.

Para 25,6% dos brasileiros, Lula é o único candidato em quem votariam, e 40,8% acreditam que ele disputará as eleições.

Para 90,3% a Justiça brasileira não age de forma igual para todos.

No segundo turno, o ex-presidente Lula vence em todos os cenários.


Pesquisa CNT/MDA divulgada nesta segunda-feira aponta que em um segundo turno com Jair Bolsonaro (PSL), Lula venceria com 63,8% dos votos, contra 36,2% do deputado federal.

Contra Marina Silva (Rede), a distância é maior: o petista venceria com 67,9%, contra 32,1% da ex-senadora.

A vitória é ainda mais significativa quando o nome do ex-presidente é colocado contra Geraldo Alckmin, Henrique Meirelles e Michel Temer.

Lula: Tenho que provar minha inocência mantendo a candidatura


O monge beneditino Marcelo Barros visitou o ex-presidente Lula na Polícia Federal em Curitiba nesta segunda-feira 14 e trouxe uma mensagem do pré-candidato à militância: Lula diz "que é mais candidato do que sempre. 

'Se eu desistir, de certa maneira eu estou reconheço minha culpa. 'E como sou inocente, tenho que provar minha inocência mantendo a minha candidatura, fortalecendo minha candidatura, e eles que sejam capazes de dizer não. 

Eu só vou desfalecer quando conseguir construir um mundo de direito para todos os cidadãos e todas as pessoas humanas'";

sábado, 12 de maio de 2018

Documento da CIA sobre a Ditadura Militar brasileira repercute






Para o professor do curso de Relações Internacionais da Fundação Getúlio Vargas e pesquisador irrequieto, Matias Spektor, responsável por encontrar um documento da Agência Central de Inteligência (CIA) revelando que o presidente do período da ditadura militar Ernesto Geisel autorizava de seu gabinete no Palácio do Planalto a tortura e execução de opositores do regime, afirma que o material atesta à política de execuções sumárias de gente presa sob o resguardo do estado brasileiro, gente desarmada" e que o "Planalto decidia sobre vida e morte de cidadãos".


A respeito de mais uma fala desagradável de Jair Bolsonaro em defesa da ditadura, Eduardo Guimarães o classifica como besta. "Ele ficou quieto no caso Marielle, mas não consegue se conter e acabou falando besteira novamente. Essas declarações apenas prejudicam sua candidatura, mas ele não sabe se calar", critica.


A Folha resiste a pedir desculpas por ter caracterizado a ditadura militar entre 1964 e 84 como “ditabranda”, mas dá um passo em direção a isso em seu editorial de hoje, no qual reconhece que execuções de adversários políticos derivavam de “ordens superiores”


"Em boa hora vem este documento com sua verdade, quando pesquisas mostram a perda de apreço pela democracia e o flerte com soluções autoritárias", escreve a colunista Tereza Cruvinel, sobre o documento que revela que os generais Ernesto Geisel e João Batista Figueiredo autorizaram assassinatos durante a ditadura.


Em charge especial para o 247, Maurício Baulé aponta o papel do general Ernesto Geisel no assassinato do jornalista Vladimir Herzog.


A presidente da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos, a procuradora regional da República Eugênia Gonzaga, disse que o Brasil ainda não "passou a limpo" o período da ditadura militar no país, que vigorou entre 1964 e 1985.

Segundo ela, o documento confidencial da CIA que revela que o ex-presidente Ernesto Geisel autorizou a execução sumária de opositores ao regime, mostra que o país ainda vive em "total negação" do período. "Tudo isso é dolorido e ao mesmo tempo vergonhoso, porque demonstra que o país não passou a limpo esse período".


Na nova charge de Carlos Latuff para o 247, a revelação de um documento secreto da CIA de que o presidente Ernesto Geisel também comandou assassinatos de opositores ao regime militar.


"Bolsonaro compara execução de presos da ditadura militar brasileira ordenadas por Geisel a um 'tapa no bumbum de bebê'. Se houvesse justiça no país, o deputado devia estar preso por apologia a tortura e ao crime", postou Guilherme Boulos no Twitter


"Só agora ficamos sabendo por meio da CIA que não só Médici, mas também Geisel e Figueiredo foram assassinos", escreve o colunista Alex Solnik; "Esse foi o grande erro da redemocratização. Não mexeu nas feridas", continua.

"As novas gerações, que não sabem o que aconteceu, correm o risco de repetir, devido à ignorância, os erros do passado. Não sabem quem foi Médici, quem foi Geisel, quem foi Figueiredo, e o que fizeram a brasileiros jovens e belos. Muitos deles não conseguem enxergar quem é Bolsonaro. E que ele é o herdeiro direto desses ditadores assassinos".



Presidente deposta Dilma Rousseff, que foi presa e torturada durante a ditadura militar, se manifestou nesta sexta-feira, 11, sobre a divulgação de documento, pela CIA, de que o presidente Ernesto Geisel tinha conhecimento e autorizou o assassinato de opositores políticos durante a ditadura militar no Brasil.

"A divulgação do memorando da CIA, liberado p/o departamento de Estado, confirma o q/ suspeitávamos: executados nos porões, os assassinatos políticos foram decididos ou referendados p/o Palácio. Por isso devemos repudiar os defensores da volta à ditadura militar#Democraciasempre", escreveu Dilma pelo Twitter.

Os otários: Classe A caiu para a B e a C

Deram o Golpe porque o PiG ia ter uma ereção! Quá, quá, quá!

Conversa Afiada,11/05/2018

Olá, tudo bem?

Esse artigo é sobre os coxinhas otários da classe A.

O Bradesco fez um levantamento e descobriu que, só no ano passado, 900 mil membros da chamada classe A - aqueles que ganham, por exemplo, 11 mil reais por mês - 900 mil desabaram e caíram em direção às classes B e C!

Os coxinhas da classe A!

Quem são eles?

São os coxinhas que foram para a rua, para a Avenida Paulista, derrubar a Dilma - uma mulher honesta e uma presidenta honesta - e botaram no lugar um bando de ladrões.

Ladrões e incompetentes, que aplicaram a política do ajuste!

A política do arrocho do FMI!

Esse arrocho que vai acabar por destruir a Argentina do genial, do neoliberal, neolibelês - o Macri!

É... Essa mesma política de arrocho que desmanchou o governo do Fernando Henrique e permitiu a eleição do Lula em 2002.

Agora, os golpistas canalhas repetiram a fórmula: os coxinhas também achavam que era só derrubar a Dilma e prender o Lula que ia acabar a corrupção e o PiG ia ter uma ereção fulminante!

Quem manda ler a Míriam Leitão - quer dizer, a Míriam Lúcia?

Quem pagou a conta do Golpe foram os coxinhas de 11 mil reais por mês!

Onze mil reais por mês e se ferraram!

Não vão poder mais ir a Miami!

Vão tirar o filho da escola paga!

Não vão trocar de carro!

E vão dizer que a culpa é do Lula!

Mas.. E as panelas? Cadê as panelas? Onde enfiaram as panelas?

Folha quer sabatinar Lula na prisão

E o Conversa Afiada, o Paulo Preto!

Conversa Afiada, 11/05/2018
Lula não tem medo da Folha. A recíproca não é verdadeira (Créditos: Victor Moriyama)

Da Fel-lha:

Advogados da Folha, do UOL e do SBT encaminharam na quinta (10) à juíza Carolina Moura Lebbos, responsável pela execução penal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), uma petição para que suas equipes possam sabatinar o petista dentro da prisão, em Curitiba.

Os três veículos têm organizado uma série de entrevistas com os pré-candidatos à Presidência mais bem colocados na pesquisa Datafolha divulgada em 16 de abril. 

Para conversar com Lula, preso na sede da Polícia Federal na capital paranaense desde 7 de abril, as empresas solicitaram a entrada dos jornalistas Fernando Canzian, repórter especial da Folha, Diogo Pinheiro, do UOL, e Carlos Nascimento, do SBT, além dos profissionais responsáveis pela transmissão do vídeo. (...)

Em tempo: agora em previsível liberdade, Paulo Preto poderá vir a ser entrevistado pelo Conversa Afiada. Na segunda-feira, o ansioso blogueiro encaminhará à Justiça o pedido formal para entrevistá-lo sobre o Careca, o maior dos ladrões, na Suíça. Já que, como diz o José Simão, o Serra é contra a corrupção... no Brasil! - PHA

Temer completa dois anos como o presidente mais odiado da História


Nunca um ocupante da presidência da República foi tão rejeitado pelos brasileiros como Michel Temer, que traiu a presidente legítima Dilma Rousseff, conspirou e usurpou seu cargo; numa escala de zero a 200 pontos do Datafolha, Temer marca apenas 25.

O mais popular de todos os tempos é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que vem sendo mantido como preso político para não disputar as eleições presidenciais de 2018.

Em dois anos, Temer destruiu direitos trabalhistas, produziu desemprego recorde e o maior rombo fiscal da história do Brasil, se viu envolvido nos maiores escândalos de corrupção já vistos no País e, de quebra, entregou de bandeja riquezas nacionais – com tudo isso, fez que o Brasil, antes respeitado, se tornasse um pária internacional.

Orar é preciso!


Lula preso e Paulo Preto solto. Que Justiça é essa?


Enquanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é mantido como preso político para não disputar as eleições, depois de ter sido condenado por supostas reformas num imóvel da OAS que nunca foi seu, o operador de propinas do PSDB, Paulo Preto, que chegou a movimentar mais de R$ 100 milhões na Suíça, foi solto por ordem do ministro Gilmar Mendes, indicado por FHC para o cargo. É espantoso, é aberrante, mas esse é o Brasil pós-golpe.

domingo, 6 de maio de 2018

Dilma diz que Moro quebrou as cinco maiores construtoras nacionais


Deposta pelo golpe de 2016, a presidente eleita Dilma Rousseff fez uma crítica direta à Lava Jato, ao participar de um fórum em Londres.

"As cinco maiores empresas de engenharia do Brasil foram sistematicamente destruídas", disse ela.

Dilma também reafirmou a candidatura do ex-presidente Lula: "Em tempos normais, o PT pode apoiar outro partido e até deve. Agora, neste momento, nesta conjuntura, não é esta a posição do partido. Não há plano B".

Lula: a alça do meu caixão tem mais votos do que qualquer um deles


Durante evento político em em Salvador, o ex-governador Jaques Wagner revelou trecho de conversa que teve com o presidente Lula na sexta-feira. 

“O ex-presidente Lula me perguntou: ‘E aí, Galego, como está aí?’. Respondi: “Tem algumas pessoas, principalmente da classe política, que ficam preocupadas’. Ele perguntou de novo: ‘preocupadas com o quê?’ Eu disse: todo mundo querendo saber se o senhor vai ser candidato’. Aí Lula disse: ‘E se não der, o que é que vai fazer?’ Dei a minha opinião: ‘Não tenho plano nem A, nem B, nem C, só tenho plano L’. Aí ele pediu pra avisar: Diga a eles que na alça do meu caixão tem mais votos do povo do que qualquer um deles”, relatou.

Dilma: mídia criou o caos e excluiu o verdadeiro centro, que é Lula


Em entrevista ao jornal argentino Página 12, a presidente deposta Dilma Rousseff afirmou que a mídia brasileira, liderada pela Globo, passou a fazer política e criou um ambiente de caos no País, com sua caçada a Lula. 

"Ele é a única pessoa que ocupa o centro da política. Lula não é uma pessoa que radicaliza. Ele sempre teve uma prática de negociação, de construção de consenso, de estabelecer diálogo". 

Se Lula não for candidato, o processo não será verdadeiramente democrático. Numa sociedade complexa como a brasileira, não é possível conviver sem construir relações de consenso e negociação", afirma.

Direita pressente liberdade de Lula nesta semana



Em artigo publicado neste domingo, a colunista Eliane Cantanhêde vocalizou um temor da direita brasileira: o de que o ex-presidente Lula, que vem sendo mantido como preso político em Curitiba para ser excluído das eleições presidenciais de 2018, ganhe a sua liberdade. "Tudo pode acontecer. Inclusive Lula ser solto", disse ela, ao comentar o julgamento no plenário virtual do Supremo Tribunal Federal, que começou na última sexta-feira e terá seu resultado divulgado até o dia 10 de maio.

Ciro bate no PT porque quer atacar a Previdência


"Agora está explicado: a postura agressiva e até arrogante de Ciro Gomes em relação ao Partido dos Trabalhadores é uma forma de acobertar um projeto econômico conservador, que inclui uma proposta de privatização parcial da Previdência e admite a venda da maioria das estatais", escreve Paulo Moreira Leite, articulista do 247". 

O coordenador de programa de governo de Ciro, o economista Mauro Benevides Filho também "quer recriar o velho imposto do cheque para pagar a dívida pública, em vez de proteger a saúde pública e, num país como 13 milhões de desempregados, defende que o ajuste nas contas públicas é mais importante do que criar estímulos ao crescimento".

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Onde estão as provas?

Se eu morasse perto do Acampamento Marisa Letícia eu me juntaria aos manifestantes, daria meu apoio, abriria minha casa para que muitos tomassem banho, ofereceria lanches etc, como fazem alguns moradores que lá moram e que já deram entrevistas nesse sentido. Infelizmente, moro em Fortaleza e não tenho como pagar passagens para ir a Curitiba. 

O ex-presidente que está preso pode ser até que alguém, sinceramente, considere que ele seja ou foi corrupto. Mas não basta "considerar", não basta ter "convicção", é preciso ter PROVA. Onde está a prova de "corrupção e lavagem de dinheiro" pela qual Lula foi condenado e preso? No apto. da OAS, dado em garantia de uma dívida dessa construtora? Na reforma desse apartamento com a instalação de uma cozinha que só tem um fogão velho e um elevador que não existe que "custaram" mais de um milhão e cem mil reais, tudo "comprovado" por notas frias de empresas de Curitiba, em que a principal é de uma militante do PSDB? Me desculpe, mas só midiotas e pessoas de absoluta má fé acreditam que Lula foi preso por corrupção e não pela verdadeira razão que é para ser impedido de se candidatar e ganhar de novo a eleição para presidente da República, como comprovam todas as pesquisas.

quinta-feira, 3 de maio de 2018

Você é meu encanto!



♥O seu olhar me fascina,
sua beleza me encanta,
a sua voz me domina,
viver sem você me espanta,
se eu me sentir inseguro
só o seu toque me acalma,
você com seu doce encanto
me alivia até a alma. ♥

Gilmar Mendes: Globo News é a 3ª Turma do STF

O que dirá o Ataulpho Merval?

Conversa Afiada, 03/05/2018

Do Blog de Jamildo, no UOL:

Com a retomada do julgamento do foro privilegiado para parlamentares, no STF, o ministro Gilmar Mendes retomou também as ironias. Na primeira delas, ele criticou com ironia a GloboNews, por centrar fogo na pauta do foro e, na sua visão, não dar atenção a outros temas relevantes do judiciário.

Como se sabe, o STF tem duas turmas, a primeira e a segunda.

“São dois meses de férias para promotores. Seis meses de licença prêmio para promotores e procuradores. Se acabar com isto, já seria 10% da força de trabalho. Por isto este debate do foro é bom. Vai ajudar a deitar luz sobre estas mazelas, que não são colocadas na 3ª turma da GloboNews”, ironizou. “Tudo gira em torno do foro privilegiado”.

Mais cedo, Gilmar Mendes disse que foi um erro permitir que o ‘corporativismo’ pudesse ser autorizado a processar deputado federal, depois da Constituição de 1988.

Em tempo: sobre o Ataulpho Merval, não deixe de consultar o trepidante ABC do C Af

terça-feira, 1 de maio de 2018

Duas imagens: o povo com Lula e Temer escorraçado


Manhã de primeiro de maio, milhares de pessoas dão bom dia ao ex-presidente Lula, em Curitiba.

"Bom dia, Presidente Lula!"

Enquanto isso, em São Paulo, uma multidão vaia Temer, chamando-o de ladrão e vagabundo.

"Vai embora, vagabundo... ladrão..."

E Temer sai correndo feito um Rocha Lourens, com o rabo entre as pernas.

Eis o resultado final do golpe: desemprego, desamparo, desespero, desestruturação econômica, social e política.

O que promoveu o caos tá solto, o que pode trazer a paz social de volta está preso.

Um é perseguido, o outro protegido. um é presidente, o outro, ex.

Eis aí a síntese do Brasil de hoje.

Um líder polular preso para não ser eleito, e o eleitor esculhambando o impopular sem votos.

Mas o que diabos Temer foi fazer na rua?, pergunta-me uma senhorinha na fila do pão.

Ora, minha senhora, ele foi testar a sua impopularidade que, segundo Nizan Guanaes, é o seu maior trunfo.

- O que o senhor fará hoje, meu presidente?

- Irei às ruas ser vaiado pelo povo.

- Sábia decisão. diz um deputado, enquanto lhe afaga os ovos.

As eleições se aproximam e, por isso mesmo, ninguém se aproxima de Temer, que virou um leproso.

Enquanto isso há uma romaria em Curitiba, todo dia chega gente querendo visitar o preso político.

Inclusive gente das estranjas.

Cartas lhe são enviadas do Brasil inteiro.

Lhe fazem visitas, vigílias, poemas, canções, cordéis, serenatas...

Parlamentares e intelectuais mundo afora condenam a sua condenação.

De um lado, solidariedade, do outro, demofobia.

Cheios de ódio anti povo, os caipiras de Curitiba chicoteiam trabalhador e atiram pra matar.

A mídia segue usando a tática do Ricupero, "o que é bom (pra nós) a gente mostra, o que é ruim a gente esconde".

Ruiu um prédio ontem em São Paulo, ocupado por brasileiros sem teto.

A turma do relho e do auxílio moradia está a culpar as vítimas.

Há ainda uma outra síntese possível.

Tivemos três feriados seguidos: para celebrar um carpinteiro crucificado, o outro em homenagem ao alferes esquartejado e este para comemorar o dia do trabalhador, que leva tiro de pistola 9 mm e chicotada no lombo.

Deus tenha piedade de nós.

O 1º de maio mostrou que Lula não está só



"O 1º de Maio em Curitiba mostrou que Lula não está só, e isso quem o odeia jamais conseguirá entender. Não concebem a ideia de solidariedade, da luta coletiva, do poder dos símbolos e, exatamente por isso, não fazem outra coisa ao alimentar o mito de Lula ao mantê-lo preso na capital paranaense. A conjuntura está posta, direitos estão sendo perdidos enquanto a maior liderança popular do Brasil está presa. A batalha do amanhã já está ganha. Resta para nós mudarmos o hoje, o agora, e salvarmos o Brasil de ser eternamente o país do futuro. Lula Livre!

domingo, 29 de abril de 2018

O que eles disseram

É preciso repensar a educação no Brasil O sucateamento da educação e o grande desprezo e descaso com os professores fazem parte de uma estratégia de manutenção do poder por parte das elites dominantes. É necessário entender que o que está em risco é um projeto de Brasil.

Privatizações, criminosas agressões ao povo Recentemente os Clubes Militares abriram polêmica com o decano Ministro Celso Melo, do STF. Insurgiram-se os militares contra a qualificação de pretorianos, dirigida às Forças Armadas (FFAA), no decorrer do voto do Ministro.

Instituições falidas e o caminho da recuperação Quando ouço a presidenta do Supremo, Carmem Lúcia, dizer que as instituições brasileiras estão funcionando normalmente ocorre-me perguntar se desse funcionamento normal faz parte o fato de um procurador federal apontar como irresponsável um ministro do STF, e um juiz de primeira instância sair a público para chantagear o STF. Diante disso, o que seria funcionamento anormal na Justiça?

A importância do primeiro de maio em Curitiba - Lula Livre Reconquistar a democracia passa necessariamente pela libertação do Lula e eleições para presidente da república. Temos que aproveitar esse momento histórico em que o golpe está fragilizado e a direita se encontra numa sinuca de bico e não sabe o que fazer.

O braço armado da ideologia fascista Diante de mais uma ataque aos apoiadores de Lula, que estão acampados em Curitiba, aumenta a nossa certeza de que o fascismo está entre nós. A incitação ao ódio, a intolerância e a prática de crimes "do bem", tem se naturalizado em muitos discursos anti esquerda, mas, é louvada com mais fervor e ardor, no proselitismo político praticado pelo ícone da extrema direita, Jair Bolsonaro.

O fascismo não pode ser tolerado Ontem, atentado à caravana de Lula, com tiros em um dos ônibus. Hoje, mais tiros, de madrugada, em pessoas absolutamente indefesas. Um ataque covarde e inaceitável.

Alckmin é abençoado com uma justiça especial É isso mesmo: Alckmin escapou da Lava Jato e da justiça criminal e foi parar na 1ª zona eleitoral de SP, onde será julgado por um ex-agente político do seu governo. Santo e sortudo Alckmin!

"Direito da Lava Jato: O caos como legado Os impactos da Lava Jato em 2015 tiraram 142,6 bilhões de reais da economia brasileira. A queda abrupta das atividades investigadas pela Operação fechou inúmeros postos de trabalho. Foram quase 3 milhões de trabalhadores demitidos.

Sobrinho da mulher de Alckmin venceu licitações no governo do tucano É escandalosa a informação mantida até agora em sigilo de que o filho do irmão da mulher de Geraldo Alckmin vencia licitações comandadas pelo governo do titio governador. Imagine se Lula tivesse dado concessões aos parentes próximos. Teria sido executado a tiros por uma pena de morte excepcional adotada só para ele pela "justiça" brasileira.

A tragédia do triplex Tragédia já começa com o nome: tríplex. Dá a ideia de algo grande, suntuoso, luxuoso, coisa de rico, inadequado para um peão de chão de fábrica, mesmo tendo sido presidente. É a força do símbolo. Mexe com o inconsciente coletivo e manipula o senso comum. Usou-se um nome pomposo com o objetivo de impressionar e enganar.

Guerra Híbrida: outra vez as garras do império sobre a Nicarágua Em 1854, depois que o governo local tentou impor taxas à embarcação de um milionário estadunidense chamado Cornelius Vanderbilt, a marinha dos EUA bombardeou e destruiu o porto nicaraguense de San Juan del Norte. Logo após o ataque, um conhecido bandoleiro chamado William Walker adentrou ao território nicaraguense.

Quadrilha Judiciária? O caso das notas fiscais emitidas por empresas curitibanas como comprovantes de uma reforma que não houve no triplex do Guarujá, supostamente atribuído ao ex-presidente Lula por coparticipação em esquema de propinas confabulado, às escuras, entre Petrobrás e OAS, paulatinamente vem se demonstrando num possível caso, gravíssimo e surreal, de quadrilha formada dentro do sistema judiciário, com o fito específico de prejudicar um réu.

O fator Joaquim Barbosa Inconciliáveis conceitualmente, as origens teóricas do socialismo - seja do Partido Socialista Brasileiro (PSB) ou de qualquer outro partido dito de esquerda tem, são contraditórias ao pensamento de Joaquim Barbosa, assim como em suas ações pretéritas tomadas.

Boechat, bode chato Precisamos não esquecer o que Boechat disse sobre a visita íntima de Dilma a Lula, porque ali com sua peçonhenta língua exibiu sua verdadeira natureza moral. É compreensível que Boechat não explique como as corporações estrangeiras estão manipulando juízes, e façam com que os cidadãos acreditem que isso é justiça verdadeira.

Literatura e ideologia Notem o absurdo: todo escritor é livre para escrever o que quiser, desde que não elogie nem use as bandeiras em que acredita.

Menos investimentos, mais pobreza e mais violência: o Brasil de Temer em dados Três notícias da última semana sintetizam a conjuntura política e econômica do Brasil de Temer. Uma delas é que na economia, o investimento público atingiu em 2017 os menores níveis em 50 anos, e o 1,17% do PIB investido não cobriu sequer a depreciação dos ativos públicos, resultando num desinvestimento líquido.

Tentativa de homicídio A "juíza" nazista de Curitiba está cometendo uma tentativa de homicídio contra LULA. Ao desconsiderar o laudo médico, é isso que essa pilantra de toga está fazendo nesse momento.

Carne Fraca: Brasil fraco Um desastroso cenário se agrava com a Operação Carne Fraca da Polícia Federal, que tem como alvo as indústrias nacionais de carne e consequentemente mais de 40 mil trabalhadores que terão seus empregos afetados com proibição da exportação de carne para Europa.

Lula livre: contra o golpe e o juízo de exceção Não é preciso ser jurista para perceber que a Justiça brasileira montou um juízo de exceção para condenar o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. Quando a gente acompanha o caso, identifica o grau de parcialidade acostado no processo por julgadores e MP.

A imprensa é um partido, diz a CNBB A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou carta aos bispos da Igreja Católica afirmando que a imprensa é dominada por monopólios econômicos e atua como partido político — o ‘Partido do Ódio’. Bingo!

Dupla falácia Geraldo Alckmin foi, direta ou indiretamente, o maior responsável pelos 24 anos de governos do PSDB em São Paulo. Agora, ele pretende partir para a disputa presidencial ancorado numa mensagem principal: levar para o País o que, segundo ele, seu governo fez bem em São Paulo. É, portanto, oportuno debater as suas políticas.

Loprete e o Trompete Os ventríloquos dos Marinho se preparavam para cornetar a iniciativa da Segunda Turma do Supremo, dando voz aos promotores que tentam promover um motim inútil e inusitado. Mas a Globo é que foi cornetada. Um trompetista anônimo fez um fundo musical tocando o hino Olê, olê, olá, Lulá, Lulá.

Dilma desmonta delação forjada de Palocci A pessoas como Palocci, há duas opções: delação e liberdade, como foi o caso de todos os ladrões, ou décadas de prisão em regime fechado. Até quando o país suportará esse golpe?

Globo é alvo na delação de Palocci A Rede Globo é um dos alvos da delação do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci. Abandonado por quem ele sempre ajudou, Palocci também delatou bancos privados.

O conceito de Soberania Nacional afronta as classes dominantes no Brasil Resignadas à coexistirem nas periferias do desenvolvimento, as classes dominantes não possuem o menor apreço pelas causas nacionais. Violenta e radical não titubeiam em golpear o Estado quando seus negócios são contrariados.

EUA destrói Lula para evitar ressurreição de Vargas. Golpe detonou presidencialismo O golpe de 2016 produziu um monstro que está se revelando intragável ao próprio processo eleitoral, na tarefa atual de destruir o próprio presidencialismo de coalizão. Os golpistas destruíram o presidencialismo.

Revisitando o assassinato de Lula As ações da juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara de Execuções Penais de Curitiba, com o constrangimento para brasileiros, aqui e no exterior, desprezando a mais comezinha regra de direito e de humanidade, colocam Lula na solitária, a caminho da morte. Nem lhe é facultada a visita de seu médico.

Ciro e Haddad, conversar é indispensável Boa a iniciativa de Ciro e Haddad irem ao encontro com Delfim Netto e Bresser Pereira. Custa a crer que alguém, afora as forças conservadoras, possa ter dúvidas quanto à necessidade e correção disso.

É hora de negar a “política”  Essa retórica mesquinha de criminalização da política não é senão um modo de manutenção do mesmo. Ela tem como avalista o mercado financeiro e as forças sociais abastadas que pretendem manter seus privilégios. Ou seja, homens, brancos, ricos e conservadores. E é exatamente essa a política que deve ser negada!

Reinaldo Azevedo, o arrependido Reinaldo virou a direita arrependida. Num contexto de endurecimento do fascismo no Brasil, é importante que ele exista. O homem que criou o termo "petralha" hoje aponta a saída mais sadia para os escândalos de corrupção: o devido processo penal, sem abusos de juízes ou de promotores que querem julgar sem os direitos à defesa.

Ataque fascista ao acampamento de apoio à Lula repercute negativamente

As balas usadas no atentado são de uso restrito do Exército e da Policia Federal, assim como também eram as balas usadas para matar Marielle Franco. Quem está atirando com essas balas? Confira a repercussão desse atentado a democracia, se é que ainda existe no Brasil


"As armas que mataram Marielle e atiraram contra acampamento Marisa Letícia, ferindo duas pessoas, uma delas gravemente, o sindicalista Jeferson Lima de Menezes, são ambas pistolas 9 mm, armas de uso restrito no Brasil. Apenas o Exército e a Polícia Federal usam têm autorização para uso destas armas", informa o jornalista Mauro Lopes.

"Marielle foi morta há 45 dias. O atentado contra o acampamento ocorreu há um dia, mas já há até vídeos com a imagem do autor dos disparos. Ninguém foi preso. E as autoridades do golpe e das forças de seguranças recusam-se a investigar e passam o tempo a lançar insinuações e acusações contra as vítimas e as forças de esquerda. Está claro de onde partiram os tiros que mataram Marielle no Rio e atingiram os que estão ao lado de Lula em Curitiba".


Em um texto publicado no site do MST, Kelli Mafort, da direção nacional do movimento, lembra que o atentado a tiros contra o acampamento Marisa Letícia, em Curitiba, não foi o primeiro; há cerca de dez dias, militantes do MST apanharam com paus.

"Somos milhares e não nos intimidarão. Marielle vive em nós feito semente germinada, junto com outros lutadores e lutadoras do povo. Seguiremos na batalha por Lula Livre que hoje representa a luta do povo brasileiro por sua própria libertação e contra os retrocessos imposto por uma minoria rica, machista, LGBTfóbica e racista", escreve a militante.


"Decidi dormir aqui para mostrar que fascista algum vai nos intimidar", disse o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), junto com a jornalista Laura Capriglione, do Jornalistas Livres, em resistência uma noite depois do atentado a tiros contra o acampamento, que deixou duas pessoas feridas.

"Eles estão querendo nos intimidar, e a gente não pode aceitar esse tipo de intimidação", disse o senador.


O jornalista Xico Sá criticou no Twitter a cobertura que vem sendo feito na imprensa tradicional do atentado a tiros contra o acampamento que defende a liberdade de Lula em Curitiba; neste sábado, o Jornal Hoje, da TV Globo, ignorou o fato. 

"Se fosse contra a direitona teria plantão das maiores redes de tv", comparou Xico.


"Vamos dar nome aos bois: disparos com armas de fogo contra populações civis, pacíficas e desarmadas, por motivação política é terrorismo", diz o ex-chanceler Celso Amorim, sobre o atentado fascista ocorrido em Curitiba.


Senador do Paraná responsabiliza o discurso criado pela Lava Jato para o clima de ódio e perseguição contra movimentos sociais e o PT no Brasil, que resultou no atentado a tiros contra o acampamento em defesa de Lula em Curitiba e antes contra a caravana do ex-presidente.

Segundo ele, porém, o que "os procuradores e a operação de Sergio Moro não percebem" é que "esses atentados têm mão dupla".

"Hoje pode atingir o acampamento, mas amanhã pode atingir os seus promotores", alerta; "A irresponsabilidade desses meninos pode levar o Brasil a uma guerra civil", alerta.

sábado, 28 de abril de 2018

A trolada do presidente do Chile em Cármen Lúcia mostra que o STF virou piada até no exterior

Por Kiko Nogueira28 de abril de 2018
Piñera e Cármen Lúcia: piada no exterior

Não é só o juiz Sergio Moro.

Todo o mundo passa a mão na bunda do STF.

Na sexta, dia 27, o presidente do Chile, Sebastian Piñera, se sentiu à vontade o suficiente para tripudiar sobre Carmen Lúcia e sua patota.

Piñera perguntou a Cármen, irônico, a quem se poderia recorrer quando o Supremo falha em suas decisões.

Enquanto ela, Dias Toffoli e Edson Fachin tentavam pensar em alguma resposta, Piñera falou: “À instância suprema”, e apontou o dedo para cima, em referência a Deus.

Querendo mostrar serviço, Fachin saiu de seu estupor e observou, sagaz, que, no Brasil, acredita-se que cabe à sociedade fazer o escrutínio das decisões do Supremo, sabe Jesus o que isso significa.

Piñera se divertiu novamente: “Mas pode a sociedade revogar decisões da Corte?”

Enquanto ria, seus interlocutores engoliam o choro.

Ele conhece o assunto.

Logo ao chegar, contou que alguns julgamentos recentes chegaram a ser transmitidos ao vivo na TV chilena.

Viramos uma potência. Já exportamos futebol, cachaça, soja, coxinhas e novelas.

Agora acrescentamos ao cardápio um circo de juízes ao nosso freak show. Ninguém pode nos acusar de falta de originalidade.