Pesquisar este blog

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Pensando bem

Maduros e velhacos: Brasil e Venezuela  Também pode se dizer que a saída constituinte venezuelana é muito mais legitimável e moralmente digna, do que o golpe da Confederação dos Investigados e Denunciados, que acaba de fazer o país retornar à condição de pária internacional. Como já me perguntaram, em qual o regime eu gostaria de viver, nas atuais circunstâncias – o do liberal-rentismo do oligopólio da mídia ou o modelo de Maduro – eu já adianto a resposta, a quem interessar possa: eu preferiria viver em “nenhum dos dois”. 

Sem quórum, a Câmara não vota e Temer vai ficando  Tudo indica que não haverá quórum para a votação da denúncia esta semana, já que governistas e oposicionistas só deverão dar número se estiverem convictos da vitória. Como consequência, a decisão será adiada até a Casa conseguir quórum legal, o que significa dizer que Temer continuará no Palácio do Alvorada indefinidamente.

A marca do Besta  Sinceramente, eu nunca tinha visto algo de tão mal gosto. Tatuar em seu corpo o nome de um presidente golpista, desonesto, acusado (com provas concretas) de receber malas de dinheiro e envolvido até o pescoço com corrupção, deveria ser considerado apologia ao crime. 

Câmara corrupta e de direita salvará Temer, o chefe do bando que destruiu o Brasil  Mi-shell temer, a despeito de todos seus incontáveis crimes comuns e constitucionais, além dos crimes de lesa-pátria, comemorará, juntamente com sua escória, a vitória dos corruptos, dos inimigos do Brasil e de seus trabalhadores, além de deixar claro e transparente, para quem quer ver ou não, que seu triunfo chancelado pelos bárbaros do Congresso significa a demolição do Estado nacional. 

“A múmia” e “Mulher-Maravilha”: terrorismo ideológico  O feminismo apropriado pela classe média é muito útil. É uma forma de ser rebelde sem ser revolucionário. Como demonstrou Slvaoj Zizek, a luta feminista busca a convivência pacífica com o seu oposto, já a luta de classes procura a aniquilação do seu oposto, embora, a primeira possa ser inserida na segunda. 

Deputado tem ‘vida de gado’ na Câmara  O deputado Wladimir Costa (SD-PA) é o retrato fiel do que virou a Câmara em tempo de Michel Temer. O parlamentar gastou R$ 1200 em tatuagem no ombro homenageando o Tinhoso nas vésperas de o plenário votar a investigação por crime de corrupção passiva. 

O governo Temer e a equipe econômica dos sonhos dos banqueiros  O rumo atual da economia brasileira revela o novo normal da reprodução capitalista assentado na substituição dos ganhos de produtividade pela rentabilidade financeira.

O jornalismo de empulhação que personifica o “mercado”  Mas a dominância absoluta da pessoa “mercado” no noticiário econômico não é a única extravagância brasileira nessa área. O contrário é ainda mais extraordinário. O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, cujas relações com o Itaú são notórias, tem prestado declarações segundo as quais a taxa de juros não caiu mais porque o Congresso não votou a reforma da Previdência, algo de notório interesse da banca privada, inclusive Itaú.

Venezuela: tudo o que a mídia esconde de você  O processo de venezuelanição do Brasil segue firme e forte. E com a diferença de que, no Brasil, o golpe venceu, mas, na Venezuela, fracassou, ainda que a pressão para fazê-lo vingar está cada dia maior. 

Enorme retrocesso  O que agride a cidadania é que, sem um mínimo de aprofundamento e debate, um chefe de executivo que se mantém apenas às custas da barganha da liberação de emendas e um Congresso com baixíssima legitimidade.

Politicamente correto ou corretamente político?  As opções políticas não são únicas. O liberal e o socialista, os democratas e os que defendem a volta dos militares, os comunistas e os fascistas defendem posições diametralmente opostas e antagônicas. O que é correto a um, via de regra é incorreto a outro. Vale perguntar, assim, se existe uma única postura que seria Politicamente Correta para todos, independentemente de sua posição ou crença política. 

Os deputados “éticos” que julgarão Temer  Parte expressiva dos deputados que julgará o Judas também está metida em roubalheiras e é alvo de investigações. Isto ficou patente quando da votação da admissibilidade das denúncias na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Federal, em meados de julho. Dos 66 membros titulares, um quinto (14 “nobres” deputados) tendo sido citado em delações premiadas.  

Procurem o concorrente, por favor!  Um amigo, recém-retornado ao Brasil depois de muitos anos trabalhando no exterior, resolveu abrir, outro dia, com parte de suas economias, uma conta na agência Styllus do Banco do Brasil do Setor Sudoeste, em Brasília, e não conseguiu. A justificativa, citada pela atendente - que não quis nem saber sequer quanto ele tinha para depositar e aplicar, foi "tout court", "superlotação", como se tratasse não de uma agência bancária top de linha, mas de uma vulgar - e desumana - cela de prisão.

Sobre a (as) revolução (ões)  A historiografia brasileira é pródiga em descobrir revoluções. Talvez, pelo fato de que nós nunca tivemos um evento digno de ser chamado de "Revolução", os autores falem tanto de revolução. Existe até mesmo um livro com o título: "Revoluções do Brasil contemporâneo". Revoluções, no plural. Outros mais modestos falam de revoltas, sedições, insurreições etc. E até os golpistas preferem chamar os golpes de revoluções.

A fantasia subterrânea de "grand monde"  A dizimação dos mais pobres é cotidiana, dentre eles, a maioria do povo brasileiro: trabalhadores rurais e urbanos, pequenos empresários (falidos ou em estado de falência), funcionários públicos, profissionais liberais honestos... A cada dia, Temer, porta-voz e capitão do campo (e da cidade), descaradamente, a serviço dos mais ricos, abre o seu arsenal de maldades, sem piedade. 

STF se faz cúmplice dos desvios e abusos comprovados de Temer, Aécio e cia ao se omitir de sua missão  Como pode, o presidente da República assumir pessoalmente o comando de operações de compra de votos e pressão direta aos integrantes da Câmara Federal em processo no qual é o principal acusado sem nenhuma medida corretiva do Supremo?

À moda chilena  Antes de condenar a reação de Maduro às manifestações financiadas por empresários fascistas, pense que, lá, como aqui, não tem ninguém preocupado de verdade com corrupção e liberdades democráticas. O que os fascistas venezuelanos querem é colocar a mão de volta no oceano de petróleo que existe em baixo do país.

Bolsonaro vai disputar o Senado  O deputado Jair Bolsonaro trocou o nanico PSC pelo nanico do PEN. Isto quer dizer que ele vai concorrer ao Senado pelo Rio, em 2018. O PSC tinha 10 deputados na Câmara. O PEN tem apenas 3.

Deputado diz que Temer não cairá porque o povo é corrupto  O deputado tucano Bonifácio de Andrada diz que Temer vai se safar com mais de 200 votos. Para ele, a Câmara vai acobertar a corrupção do presidente porque é “a representação do povo” e se “os deputados não são santos (…) o povo também não é santo”.

Temer vai se safar com país na camada mais profunda da sem-vergonhice  Sem reação popular, os golpistas vão votar é pelo prosseguimento do golpe. Vão quebrar a república para manter o "grande pacto nacional" que beneficia só corruptos e a parcela mais indecente da elite brasileira. Vão proteger Temer, porque a sociedade desbundou geral, acomodando-se à imoralidade na política.

A questão gay  A urgência de uma lei contra a homofobia não se justifica apenas pela violência física, mais grave é a violência simbólica, que instaura procedimento social e fomenta a cultura da satanização.

É hora de votar pelo Brasil!  A reprovação brutal do governo ilegítimo de Michel Temer, que chegou a 95% na última pesquisa CNI/Ibope, é retumbante nas ruas de todo o país. Aprovar a denúncia do golpista por corrupção, no Plenário da Câmara dos Deputados, é certamente votar a favor do Brasil

A rua e a rede  Onde nasceram os "coxinhas"? Na Rede. E depois tomaram as ruas. Onde nasceram os movimentos fascistas, como o MBL e o Vem pra Rua? Na Rede, e depois tomaram as ruas.

Botafogo deu o tom da votação  Para bom entendedor, uma isca quer dizer faísca. Rodrigo Maia, sucessor natural de Michel Temer, sabe que a batata do presidente decorativo está assando nos meios políticos.

O sonho de Macri é trazer para Argentina o fim das leis trabalhistas que Temer promoveu no Brasil  Evidentemente o Macri é um desastre, é uma nulidade, mas é um presidente legítimo, ele foi eleito. O Temer é um desastre, é uma nulidade e é ilegítimo.

É hora de crescer, não de aumentar impostos  A área econômica do governo Temer tem acertado mas tem errado muito também. É preciso ter um olho na vida real, sem escorregar para a lógica meramente rentista ou financista.
Postar um comentário