Pesquisar este blog

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Homem atropela a esposa e o amante na saída de motel após rastrear o celular

Após cometer o crime, o marido ainda aguardou a chegada do socorro e da Polícia Milita e não resistiu à prisão. Ele disse que quer reatar com a mulher

A Crítica, 11/06/2017       facebook   twitter   google+   email
Crime ocorreu na saída de motel, localizado na zona leste (Foto: Reprodução / Google Maps)

Um homem de 33 anos atropelou a esposa, de 29, e o amante dela, 30, na saída do motel, localizado na Alameda Cosme Ferreira, bairro Zumbi dos Palmares, Zona Leste de Manaus. Depois da tentativa de homicídio, o homem ainda esperou a chegada do socorro e da Polícia Militar no local.

O crime aconteceu no final da tarde do último sábado, 10. O caso foi registrado no 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP). De acordo com o delegado, João Victor Tayah, o autor do crime não tentou escapar da polícia, entregando-se de livre e espontânea vontade. “Eu fiz a prisão em flagrante por se tratar de um crime grave”, detalha. O delegado pontua que o homem chegou a comentar que pretende voltar com a esposa.

A traição foi descoberta após o marido rastrear conversas da esposa, conforme o titular do 9º DIP. “Ele rastreou o celular da esposa e percebeu que ela estava no motel, de nome Chamego. Depois disso, posicionou o carro na frente do motel e aguardou que ela saísse. Quando ela saiu na moto com o amante, ele arrancou com velocidade na motocicleta”, pontua. O horário do fato foi 17h15.

As vítimas foram encaminhadas ao João Lúcio, localizado na Alameda Cosme Ferreira, no Coroado. Já o autor foi autuado em flagrante pelo crime de tentativa de homicídio. No início do domingo, 11, antes das 8h, ele foi encaminhado para audiência de custódia.

Saída do hospital

De acordo com informações repassadas por um policial que preferiu não se identificar, antes de ir para o motel, a mulher estava no Pronto-socorro da Criança, Zona Leste da cidade, onde deixara seu filho. Foi no local que pegou carona com o amante, seguindo de motocicleta.

O delegado João Tayah não confirma esta afirmação.
Postar um comentário