Pesquisar este blog

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Coronel de Temer tentou destruir provas


Um dos mais antigos e fiéis aliados de Michel Temer, o coronel da Polícia Militar João Baptista Lima Filho, tentou destruir provas que comprovavam denúncias feitas pela delação da JBS.

Em operação de busca e apreensão feita no apartamento do coronel, a Polícia Federal encontrou documentos rasgados que continham informações sobre a reforma da casa de uma das filhas do peemedebista.

Um dos delatores da JBS, Ricardo Saud, diz ter mandado entregar R$ 1 milhão para Lima Filho dos R$ 15 milhões que o grupo doara para o caixa dois de Temer em 2014.

Os rasgos nos papéis sugerem que alguém queria destruir a documentação, na interpretação dos investigadores que participaram da operação de busca.

Destruição de provas é considerada um crime grave pela Justiça e é uma das justificativas previstas para a decretação de prisão.

Foi com esse argumento, por exemplo, que a Justiça mandou prender outro aliado de Temer, o ex-ministro Henrique Eduardo Alves, na terça (6).
Postar um comentário