Pesquisar este blog

domingo, 31 de maio de 2015

Em Época, a única revista que não dedicou capa ao escândalo na FIFA, Globo é vítima dos crimes de J.Hawilla


Das quatro revistas semanais, Época, da Editora Globo, foi a única que não dedicou sua capa ao escândalo de corrupção que atinge o futebol mundial; na chamada da reportagem interna, a Globo, que detém os direitos de transmissão dos principais campeonatos brasileiros, é vítima do empresário J.Hawilla; "como o empresário J.Hawilla criou e alimentou um esquema internacional de pagamento de propinas, que levou à cadeia dirigentes da Fifa", diz a chamada; ora, se Hawilla comprava os torneios e os revendia imediatamente à Globo, que é sua sócia em emissoras no interior paulista, não é aplicável o chamado domínio do fato?

Jurista denuncia abuso da PF e do MP contra Pimentel


Em artigo exclusivo para o 247, o jurista Luiz Moreira, professor de direito constitucional, questiona os métodos de estado policialesco utilizados na Operação Acrônimo, deflagrada na última sexta-feira, que, na prática, promoveu busca e apreensão na residência do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, uma vez que ele é casado com a jornalista Carolina Oliveira, alvo da ação; "o que leva o ministério público federal a solicitar medida tão invasiva quando um mínimo esforço investigativo poderia esclarecê-lo?", questiona Moreira; "qual o propósito dessa busca e apreensão na residência, em Brasília, do Governador de Minas Gerais?"; Moreira lembra ainda que autoridades policiais deveriam saber que "Governadores de Estado só poderem ser investigados, nos crimes comuns, pelo Superior Tribunal de Justiça e que, do mesmo modo, um mandado de busca e apreensão, na casa de um Governador de Estado, só possa ser assinado por ministro daquela Corte".

Fonte: Brasil247, 31/05/2015

Em Belém, manifestantes protestaram contra a violência e a impunidade

Na manhã de hoje, aqui em Belém, três mil manifestantes (calculo da Polícia Militar) protestaram contra a violência e a impunidade e clamaram por Justiça e Paz. Entre eles, grupos de familiares e amigos de vítimas da violência em Belém, dirigentes de entidades, integrantes de igrejas e populares.

Eles se concentraram, a partir das 8h, ao lado da Estação das Docas, de onde saíram em caminhada pela Avenida Presidente Vargas e deram uma volta em torno da Praça da República. No final, se concentraram em frente ao Teatro da Paz, que foi abraçado simbolicamente pelos manifestantes.

Nos discursos dos coordenadores do movimento e nas frases em placas e cartazes exibidos pelos manifestantes, clamores pela Paz e por Justiça e repúdio à violência e à impunidade.


Fonte: José Maria Piteira (Face), 301/05/2015

Ministério Público recomenda o Governo Jatene a repor os dias parados na Educação Estadual

mpe1   002


001

003 

004 005 

006
Fonte: Sintepp, 27/05/2015


Janio: "PSDB deixou cair 46 máscaras" com doações de empresas


O jornalista Janio de Freitas criticou neste domingo o apoio do PSDB à votação ao financiamento de campanhas eleitorais por empresas, aprovado na Câmara nesta semana. Para o jornalista, o partido, liderado pelo deputado Carlos Sampaio, deixou cair a "máscara"; "Na hora da verdade, o chão do plenário da Câmara ficou repleto de máscaras de bem-intencionado. O PSDB e seu líder, Carlos Sampaio, deixaram cair 46 - nº de deputados federais do PSDB - de uma vez com esses votos pela permanência do dinheiro de empresas para financiar candidatos –a velha causa da corrupção mais devastadora", afirmou Freitas

Não espere as coisas acontecerem...

Erro de Cunha pode anular doações empresariais


O deputado Jean Wyllys (Psol-RJ) argumenta que a manobra do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para liberar o financiamento empresarial de campanha foi inócua; segundo ele, a polêmica emenda do deputado Celso Russomano (PRB/SP) prevê que candidatos só poderão receber recursos de pessoas físicas, enquanto os partidos políticos, de pessoas físicas e jurídicas; "O que é que Cunha e Russomano esqueceram? OS PARTIDOS SÃO PESSOAS JURÍDICAS! Ou seja, os partidos, com essa emenda, não poderão repassar UM TOSTÃO aos candidatos, mesmo que receberem milhões das empreiteiras amigas!", diz ele; leia a íntegra de "a esperteza, quando é demais, come o dono".

Genro defende Vaccari, que não conheceu seu neto

Pessoas, histórias e lutas que não ficarão pelo caminho

Por João Mateus Jr.*

Conheço João Vaccari Neto há pouco mais de um ano. É pouco tempo para conhecer por completo uma pessoa, mas foi o suficiente para aprender muito sobre essa figura pública. Quando o conheci pessoalmente ele já estava secretário de finanças do Partido dos Trabalhadores (PT). O mesmo partido ao qual me filiei aos 14 anos de idade e no qual já não militava mais.

Sem medo algum de errar, atesto que conheci um grande homem, um esposo atencioso e um pai cuidadoso e presente.

Escrevo esse texto 24 horas após o nascimento do primeiro neto de Vaccari, fruto de sua filha única. Ele, lamentavelmente, não esteve presente nesse momento único vivenciado por sua família. O motivo que o fez estar ausente nesse momento sublime é conhecido: Vaccari está preso preventivamente pela conhecida operação “Lava Jato”.

A prisão de Vaccari Neto, solicitada pelo Ministério Público Federal e decretada pela Justiça Federal do Paraná, baseia-se em um tripé tão frágil que faria corar qualquer indivíduo minimamente isento. Meras ilações, suposições e conclusões precipitadas que não encontram qualquer alicerce em provas que as sustentem. Tudo baseado em delações premiadas de criminosos confessos, alguns deles flagrados com centenas de milhões de dólares no exterior e que com seus acordos de delação escaparam de duras penas de prisão.

A operação “Lava Jato” começou com a promessa de passar a limpo um dos graves problemas da nação: a relação promíscua entre o capital e o poder. Infelizmente, atinge um ponto melancólico no qual um réu confesso (e inclusive já condenado), flagrado com milhões de dólares em contas secretas no exterior, cumpre pena em casa e um homem acusado sem provas, privado dos seus direitos constitucionais, tem na pena de prisão preventiva a antecipação de pena que só os malabarismos midiáticos da Justiça Federal do Paraná permitem.

João Vaccari Neto não está preso por ser João Vaccari Neto. Ele está preso única e exclusivamente por ter sido o Secretário de Finanças do PT, numa medida desesperada do andar de cima da sociedade em criminalizar todo um partido e assim retirá-lo do poder. As elites conservadoras assistiram nas últimas quatro eleições os seus representantes serem derrotados pelas forças populares. Só os ingênuos acreditariam que essas derrotas seriam aceitas como parte do jogo democrático.

O PT foi construído com o sacrifício de muitos, forjado no seio da luta pela redemocratização. Em sua fundação tiveram papel fundamental operários, sindicalistas, intelectuais, estudantes, trabalhadores rurais. Esse agrupamento de atores políticos permitiu o nascimento de um partido com estrutura, participação popular e ideias único no País.

A eleição do presidente Lula permitiu colocar em prática muito daquilo que o partido defendeu historicamente. As engrenagens sociais da nação foram colocadas em funcionamento a todo vapor, e o País, que se acostumou a alijar do fruto do trabalho seus próprios filhos, passou a mudar.

Os governos federais do PT serão lembrados como aqueles no qual o trabalhador apresentou aumento real e continuado de renda, os estudantes de baixa renda foram às universidades antes frequentadas apenas pelos mais ricos, milhões de famílias conseguiram sua casa própria e outras tantas milhões deixaram a linha da miséria, o que resultou na saída do nome “Brasil” do famigerado “mapa da fome” da ONU.

Pela primeira vez em nossa história, o Estado tinha voltado sua atenção para os mais necessitados. E esse “crime” nunca foi aceito pela casa grande, pelos senhores do capital e seus bajuladores de plantão, todos devidamente acobertados e estimulados pela mídia tupiniquim caolha e entreguista. Ao ver-se rodeada nos aeroportos por pessoas que elas consideram inferiores, ao ver o filho da empregada doméstica cursando medicina na mesma universidade que seu filho, as forças do atraso iniciaram essa campanha de ódio contra o PT, que cega e permite que a lei e a constituição sejam afrontadas diuturnamente com o objetivo único de acanhar o governo e destruir com meios escusos o PT. O julgamento que vale para um partido é o das urnas, e nesse o PT passou com louvor.

Quando decretou a prisão de Vaccari baseado em um processo mambembe, a Justiça desafiou a todos aqueles que detém um mínimo de bom senso e coerência a levantar-se, independente de orientação política, em uníssono contra tal arbitrariedade. Afinal, a violação dos direitos básicos de um indivíduo é uma violação contra todos os indivíduos.

Não queremos e não aceitamos nenhum tipo de privilégio ou tratamento privilegiado, mas também não queremos e não aceitamos ser tratados de forma pejorativa. Não há nos autos uma só prova contra Vaccari, nenhum motivo que justifique sua prisão preventiva.

Ninguém está acima da Justiça. Caso o Estado ache pertinente, que julgue Vaccari, mas que o faça com ele em liberdade. Ao término do processo, não nos restará dúvidas de que ele será inocentado e que a verdade virá à tona. Caso essa prisão preventiva seja mantida indeterminadamente, o dano a ele talvez seja irreparável.

Aguardamos ansiosos a libertação de Vaccari e a JUSTIÇA.

A defesa dele é a defesa do PT, dos avanços sociais e dos legados do presidente Lula.

*João Mateus Jr. é médico, pai do recém-chegado João e genro de João Vaccari.

Até que ponto chegou a desvalorização do professor!



Avião solar, em fase de testes, inicia voo de 5 dias


Em imagem de divulgação, o avião Solar Impulse 2 decola na madrugada deste domingo (31) de aeroporto na cidade de Nanquim, na China, rumo ao Havaí, nos EUA. Esta será a sétima etapa do desafio de volta ao mundo da aeronave, que é movido exclusivamente por energia solar. 

Segundo os responsáveis, este trecho de travessia do oceano Pacífico será o mais complicado do projeto devido à instabilidade do clima nesse oceano, agravada pela atual temporada de tufões, e à enorme distância do voo. O piloto suíço André Borschberg espera completar a viagem em cinco dias

As 7 cidades onde a Receita Federal mais arrecadou no oeste do Pará

Em todas elas houve um crescimento considerável de 2014 para 2015. Portanto, aqui, não há sinais de crise

Com jurisdição sobre 28 municípios, a delegacia da Receita Federal do Brasil, com sede em Santarém, amargou uma queda de 11,7% na arrecadação de impostos federais no primeiro trimestre deste ano, em comparação ao mesmo período no ano passado.

Nesse contexto, Vitória do Xingu foi onde a RFB obteve o maior volume de arrecadação percentual em relação a 2014. O município é o berço maior da hidrelétrica em construção de Belo Monte.

Abaixo, o ranking dos maiores arrecadadores federais da região:
1º) Vitória do Xingu

Arrecadação no 1º trimestre de 2015: R$ 7 milhões
Percentual de crescimento em relação a 2014: 69,3%

2º) Novo Progresso

Arrecadação no 1º trimestre de 2015: R$ 6,9 milhões
Percentual de crescimento em relação a 2014: 56,3%


3º) Óbidos

Arrecadação no 1º trimestre de 2015: R$ 5,1 milhões
Percentual de crescimento em relação a 2014: 43,3%

4º) Alenquer

Arrecadação no 1º trimestre de 2015: R$ 5,2 milhões
Percentual de crescimento em relação a 2014: 27,9%

5º) Uruará

Arrecadação no 1º trimestre de 2015: R$ 3,4 milhões
Percentual de crescimento em relação a 2014: 24,5%

6º) Itaituba

Arrecadação no 1º trimestre de 2015: R$ 19,2 milhões
Percentual de crescimento em relação a 2014: 23,4%

7º) Santarém

Arrecadação no 1º trimestre de 2015: R$ 75,2 milhões
Percentual de crescimento em relação a 2014: 19,3%

Fonte: Receita Federal do Brasil/Santarém

As ligações de Aécio e Marin, por Juca Kfouri

Para quem acha que Juca Kfouri é um tucano disfarçado, só porque tem senso crítico suficiente para não aceitar como verdade absoluta tudo que sai do governo, segue post publicado hoje no blog dele:

Do blog do Juca, 28/05/2015


Aécio Neves é amigo de José Maria Marin e o homenageou, escondido, no Mineirão. Deu-se mal porque o que escondeu em sua página na internet, Marin mandou publicar na da CBF. Aécio também é velho amigo de baladas de Ricardo Teixeira e acaba de dizer que o país não precisa de uma “Futebras”, coisa que ninguém propôs e que passa ao largo, por exemplo, das propostas do Bom Senso FC. Uma agência reguladora do Esporte seria bem-vinda e é uma das questões que devem surgir neste momento em que se impõe um amplo debate sobre o futuro de nosso humilhado, depauperado e corrompido futebol. Mas Aécio é amigo de quem o mantém do jeito que está. Não está nem aí para os que reduziram nosso futebol a pó.

Fonte: jornalggn, 28/05/2015

sábado, 30 de maio de 2015

Juiz prende e condena Nestor Cerveró, com base em reportagem de Veja


Quem prendeu Nestor Cerveró: a revista Veja, o juiz Sergio Moro ou ambos? Neste fim de semana, o editorial de Veja celebra o fato de ter sido ela, a publicação da Editora Abril, a responsável pela prisão do ex-diretor da Petrobras.

"Nosso orgulho profissional foi lustrado, mais uma vez, com a divulgação da sentença em que o juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava-Jato, condena Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras, pelo crime de lavagem de dinheiro", diz o jornalista Eurípedes Alcântara, que dirige a revista.

Isso porque, na sua sentença, Moro cita Veja, antes de condenar Cerveró a cinco anos de prisão. Segundo Moro, o jornalismo investigativo não é "um mal a ser censurado", por dar "vitalidade à imprensa livre" e permitir "maior controle dos governantes pelos governados". Na sentença, Moro chegou a admitir que o fato pelo qual Cerveró está preso – o aluguel de um imóvel em nome de uma empresa offshore uruguaia – foi "revelado originariamente" por Veja.

No entanto, no início de maio, um vídeo de uma audiência da Lava Jato, repercutiu na internet, depois que o próprio Cerveró questinou Moro sobre os motivos de sua prisão preventiva. "Eu estou preso há cinco meses, sem nenhuma culpa provada. Nenhuma acusação que o senhor fez foi provada", disse Cerveró (saiba mais aqui). 

O ex-diretor da Petrobras afirmou ainda que a denúncia da Lava Jato sobre seu apartamento teve como base apenas uma reportagem de revista e que não houve investigação sobre o caso – ele alega não ser proprietário da offshore uruguaia de quem aluga o imóvel. Dias depois do vazamento deste vídeo, Cerveró foi condenado a cinco anos de prisão, na sentença citada pelo editorial de Veja desta semana.

Globo pode demitir Rei do Futebol na emissora



Investigação conduzida pela secretária de Justiça dos Estados Unidos, Loreta Lynch, cria um sério embaraço para a Globo, dos irmãos Marinho; embora a emissora alegue que apenas empresas de marketing esportivo estão sendo investigadas, e não grupos, de mídia, era a Globo quem pagava aos intermediários para garantir exclusividade nas transmissões do futebol; executivo Marcelo Campos Pinto, que é responsável na vênus platinada por esses acordos, pode ser demitido para que o escândalo não se aproxime mais ainda da emissora, que é também sócia de J. Hawilla, o pivô do escândalo; "A maior rede de televisão do pais vive um drama que nem mesmo seus melhores roteiristas de novelas poderiam imaginar", informa o Blog do Paulinho, especializado no mundo do futebol.

Fonte: Brasil 247, 30/05/2015

Rapidinhas

Cheiro de Pizza no ar Tomara que os trabalhos da CPI da Câmara de Itaituba prossigam, que ouçam todos os depoimentos e que a conclusão seja um marco em se tratando de sensatez, mas não é isso que se comenta nos bastidores. 

Poupando… Ministros do PT lamentam que o Planalto tenha se retraído na discussão sobre a reforma política travada no Congresso.

… a voz Alegam que o governo pagou um preço muito alto pela aprovação do ajuste fiscal e perdeu força para interferir no debate sobre o tema, caro aos petistas.

7 x 1 Integrantes do governo já reconhecem a possibilidade de o escândalo de corrupção da Fifa comprovar irregularidades em contratos da Copa do Mundo de 2014 com o poder público.

Querosene Escaldado, um auxiliar de Dilma Rousseff evoca os os desdobramentos da Operação Lava Jato: “Todo mundo pensou que era só a investigação sobre um posto de gasolina”.


Ecos de 2014 Aécio Neves aproveita o escândalo no futebol para fustigar Dilma: “Dessa vez tenho de concordar com a afirmação da presidente: seu governo é mesmo padrão Fifa, pelo menos no que se refere a corrupção”.

Magna Dilma recebeu convites para dar palestras em universidades americanas durante a viagem oficial aos Estados Unidos, em 30 de junho. O Planalto ainda avalia pedidos e não confirmou a presença da presidente.

Oásis Em tempo de vacas magras, o governo brasileiro tenta reaproximação comercial com o Iraque na área de defesa. Jaques Wagner negocia com o chanceler Ibrahim Al-Jaafari na próxima semana a venda de blindados e caças brasileiros ao país.

Que hora 1 Apesar da defesa da administração de Fernando Haddad, dirigentes petistas e aliados do prefeito se irritaram com Jilmar Tatto, secretário paulistano de Transportes, que disse em entrevista que “o PT ficou velho, mas Haddad não”.

Que hora 2 Dizem que, além de os esforços para mudar a imagem da sigla terem sido ignorados, a tentativa de descolar o prefeito do partido, às vésperas do congresso nacional da sigla, pode criar um ruído na disposição de militantes e dirigentes com a candidatura dele em 2016.

Desigual O PC do B torceu o nariz para a possibilidade de nomeação de Luiz Medeiros (PDT) na Secretaria de Subprefeituras de Haddad. Acha que a nova configuração da pasta tira atribuições da vice, Nádia Campeão.

Por partes O partido, que negocia um nome para substituir o Antônio Pinto na Secretaria de Igualdade Racial, diz que a indicação é parte do acordo de 2012 e não garante apoio ao prefeito em 2016.

Dois em um O governo paulista quer resolver já na segunda-feira a possibilidade de greve de funcionários da CPTM, a empresa de trens do Estado. Acha que se, conseguir uma solução, enfraquece movimento semelhante dos servidores do Metrô.

Tiroteio A gente só pode encarar a troca do presidente da Embratur como uma homenagem do governo à lealdade da bancada do PC do B, disse o deputado Orlando Silva,  sobre a troca de comando na estatal ligada ao Ministério do Turismo, de um nome da sigla por um do PMDB.

Tudo acabado entre nós Depois da festa de casamento do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB), na manhã desta sexta-feira no Rio de Janeiro, convidados conversaram sobre o processo de fusão do partido do noivo com o DEM, que se estendeu pelos últimos meses. Diante da impossibilidade da fusão, Campos Machado, secretário-geral, disse: —Não dá para dizer que foi um divórcio, porque nunca houve casamento! Mas, sim, que estamos desmanchando um namoro…

Hipócritas do PSDB e do DEM votaram em bloco a favor da corrupção

O financiamento empresarial da política prejudica sua vida cotidiana, porque quando o Estado serve aos interesses daqueles que pagaram as milionárias campanhas dos candidatos, os interesses do povo ficam relegados

Apesar de ter sido derrotado ontem, Cunha fez de tudo para conseguir o que queria. Atropelando o regimento interno da Câmara, os acordos feitos publicamente no plenário sobre a pauta de votações e a civilidade política mínima (que desde sua chegada ao Trono não existe mais), o presidente da Casa, que se acha imperador, colocou em votação pela segunda vez o financiamento empresarial de campanha, e dessa vez conseguiu. Um "segundo turno" para reverter o resultado do primeiro, mesmo que isso seja uma aberração institucional, porque já era matéria vencida.

E, por incrível que pareça, o placar da votação mudou. Quer dizer, deputados que ontem tinham votado NÃO à constitucionalização da corrupção, hoje votaram SIM. Por que será?


Os hipócritas do PSDB e do DEM, que gostam tanto de bater panela "contra os corruptos", votaram em bloco a favor da corrupção institucionalizada. Porque o que foi aprovado é isso. Financiamento empresarial de partidos significa privatização da política para que as empresas, as corporações econômicas, o poder do dinheiro mande e desmande. Empresa não doa, faz investimento, e recebe em troca muito mais do que investiu. Não é por acaso que 255 dos atuais 513 deputados federais receberam para suas campanhas dinheiro das empreiteiras envolvidas na Operação Lava-Jato.

O Congresso deu as costas à população, mais uma vez, em defesa de obscuros interesses.

O financiamento empresarial da política prejudica sua vida cotidiana, porque quando o Estado serve aos interesses daqueles que pagaram as milionárias campanhas dos candidatos, os interesses do povo ficam relegados. E porque as enormes quantias de dinheiro que eles investem fazem com que seja muito difícil que os candidatos independentes do poder econômico (e, portanto, com campanhas pobres) se elejam.

Não deixemos essa aberração contra a democracia passar.

Proteste, reclame, mobilize-se, faça barulho, manifeste-se nas redes e nas ruas.

Diga não à contra-reforma de Cunha!

Fonte: Brasil247, 28/05/2015

Singer: Câmara endossou Costa sobre financiamento


Para o cientista político André Singer, ao aprovar a constitucionalização do financiamento privado de campanhas, a Câmara respondeu de maneira clara a pergunta feita há três semanas por Paulo Roberto Costa; "Em depoimento à CPI da Petrobras, o ex-diretor de Abastecimento sintetizou: "Para que uma empresa vai doar R$ 20 milhões para uma campanha se ela não tiver algum motivo na frente para cobrar isso?" Resposta: 330 deputados preferem as cobranças e os aportes dos grandes patrocinadores a ter que sobreviver com o apoio de contribuintes individuais", afirmou.

Fonte: Brasil247, 30/05/2015

sexta-feira, 29 de maio de 2015

EUA desenham caminho da propina que atinge a Globo!



Na entrevista coletiva em que apresentou ao mundo as vísceras da corrupção na Fifa, a secretária de Justiça dos Estados Unidos, Loreta Lynch, foi didática, até desenhou o caminho da corrupção na entidade; entre os personagens que pagaram propina para adquirir direitos de transmissão da Copa do Mundo, Libertadores, Copa América ou Copa do Brasil, estão os grupos de mídia que transmitem os eventos; segundo Lynch, a corrupção é "sistêmica, desenfreada" e funciona há pelo menos 24 anos; se a Globo é dona dos direitos de todos os campeonatos investigados e mantém relações empresariais com o pivô do escândalo, o brasileiro José Hawilla, dono da maior afiliada da emissora, a TV TEM, e réu confesso de crimes de extorsão e lavagem de dinheiro, fica difícil acreditar no editorial da edição de quarta-feira do "Jornal da Globo" de que "não pesam suspeitas sobre as empresas de mídia que compraram desses intermediários os direitos de transmissão"

Washington Post: "Cunha'Cunha não se importa de jogar sujo"


O site do jornal americano "The Washington Post" publicou nesta sexta (29) um perfil do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), comparando-o a Frank Underwood, o ambicioso político de 'House of Cards', série do Netflix; de acordo com a matéria, Cunha “não apenas balançou o governo de Dilma Rousseff, no qual seu partido, o PMDB, é supostamente o aliado mais importante, mas suas ações ameaçaram inviabilizar a coligação meses após o começo do segundo mandato da presidente, levando a uma série de revoltas que abriram feridas nas frágeis alianças"; a reportagem relata ainda as manobras de Cunha para votar a reforma política nesta semana; ao site, o professor de história da UFMG, Rodrigo Motta, diz que Cunha 'não tem nenhuma ideologia'; "A sua ideologia é a do poder", disse

PML: Por doação privada, Cunha violou a Constituição Federal


Apareceu um obstáculo intransponível à votação de quarta (28), quando 330 parlamentares refizeram a decisão da véspera para aprovar uma PEC dizendo que “é permitido aos partidos receber doações em recursos financeiros ou de bens estimáveis em dinheiro de empresas privadas de pessoas físicas ou jurídicas"; o obstáculo encontra-se no artigo 60 da Constituição Federal, que diz que proposta de emenda rejeitada não pode ser objeto de nova proposta na mesma sessão legislativa; a informação é do diretor do 247, Paulo Moreira Leite; “É uma decisão nula, sem valor legal”, complementa o jurista Luiz Moreira, ex-integrante do Conselho Nacional do Ministério Público; diante do caso, o deputado Alessandro Molon, do PT, já organizou a bancada do seu partido e aliados para, através de um mandado de segurança, com 63 assinaturas de parlamentares, que deve ser apresentado nesta sexta (29) ao Supremo, questionar a votação.

Fonte: Brasil247, 29/05/2015

Globo silencia sobre a corrupção no seu quintal


Um dos focos das investigações da Justiça americana sobre o escândalo de corrupção na Fifa são transações comerciais em que a Rede Globo, da família Marinho, atua diretamente há décadas; parceira incondicional da Fifa desde o mundial 1970, a Globo é detentora da transmissão no Brasil de praticamente todos os eventos investigados pelo FBI: Copa do Mundo, Libertadores, Copa América e até a Copa do Brasil; o elo mais forte entre Globo e Fifa é o brasileiro José Hawilla, da Traffic Group, que assumiu os crimes de extorsão, fraude, lavagem de dinheiro e vai devolver US$ 151 milhões; além disso, J. Hawilla é dono da TV TEM, maior afiliada da Globo no país; apesar das ligações perigosas, a Globo se limitou a dizer, no Jornal Nacional, que "o ambiente de negócio do futebol seja honesto"; também afirmou que "sobre essas empresas de mídia não pesam acusações ou suspeitas"

FIFA elege novo presidente sob tensão máxima


Já começou, em Zurique, o Congresso da Federação Internacional de Futebol, a Fifa, que poderá reeleger Sepp Blatter para seu quinto mandato à frente da entidade; enquanto países ocidentais anunciam apoio ao príncipe jordaniano Ali bin Al-Hussein, lideranças russas denunciam conspiração liderada pelos Estados Unidos para mudar o comando da entidade e alterar as copas de 2018 e 2022, previstas para a Rússia e para o Catar; em Washington, senador republicano John McCain explicitou a posição americana de sabotar a próxima Copa; presidente da CBF, Marco Polo del Nero, retornou ao Brasil para estar próximo de sua diretoria; do lado de fora do congresso em Zurique, ativistas pedem, ainda, que Israel seja banido do futebol, pelos crimes de guerra cometidos contra o povo palestino; em seu discurso, Blatter disse que se Inglaterra e Estados Unidos tivessem sido escolhidos para as duas próximas copas, nada disso estaria acontecendo; resultado será conhecido hoje

Fonte: Brasil247, 29/05/2015

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Rapidinhas


Fim da reeleição A Câmara Federal aprovou hoje o fim da reeleição para prefeito, governador e presidente da República. A Câmara votará mais uma vez e o Senado votará em seguida. Se passara vira lei.

Fim da reeleição pra quem? O texto aprovado que o fim da reeleição não se aplicará aos governadores eleitos em 2014 e aos prefeitos eleitos em 2012, nem a quem os suceder ou substituir nos seis meses anteriores ao pleito subsequente, exceto se já tiverem exercido os mesmos cargos no período anterior. A exceção para o cargo de presidente da República não cabe porque a presidente Dilma Rousseff, já reeleita, não poderá se candidatar novamente em 2018.

Nada mudou As regras para a eleição proporcional (vereadores e deputados) continuam as mesmas. Os chamados puxadores de votos terão lugar garantido no processo para eleger quem tem poucos votos.

Salvo pelo gongo Situação tranquila para o vereador Orismar do Liberdade, que não ficará com um peso na consciência por escolher outro palanque.



Judas? Tudo que acontecia nos trabalhos da CPI, na Câmara Municipal de Itaituba estava sendo gravado por um vereador. Com que finalidade?

Persona non grata O vereador que fez a gravação confessou o fato e entende que seu colega, também vereador, tem culpa no cartório pela revelação e, em função disso, não quer mais a amizade do mesmo.

Eleição no SINTEPP Ontem e hoje, a entidade dos trabalhadores da educação pública do Pará realizou a eleição para escolher sua nova coordenação estadual. Agora há pouco recebi a informação de que o quorum foi alcançado. Amanhã ocorrerá a contagem dos votos para saber o número de votos de cada chapa e a composição da nova coordenação.

Na contra-mão da história Hoje a Câmara federal aprovou o financiamento privado de campanha eleitoral e este fato comprova o quanto esta casa de leis se distancia da realidade brasileira.

A vez do Baixinho Com a prisão e provável condenação de dirigentes do futebol mundial encastelados na FIFA, o Senador Romário, PSB/RJ vai "deitar e rolar", uma vez que ele "cantou essa bola" com bastante antecedência.


Deputados aprovam fim da reeleição para presidente, governador e prefeito

Antes, Câmara aprovou doação de empresas a partidos, não a candidatos. Texto completo da reforma política ainda terá que ser votado em 2º turno.

Do G1, em Brasília, 28/05/2015

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (27), por 452 a favor, 19 contra e uma abstenção, o fim da reeleição para presidente da República, governador e prefeito. A votação foi parte da série de sessões iniciada nesta semana, destinada à apreciação das propostas de reforma política.

O texto do fim da reeleição, de autoria do relator, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), não altera o tempo atual de mandato (quatro anos), mas, nesta quinta-feira (28), o plenário analisará a ampliação da duração do mandato para cinco anos. Antes de votar o fim da reeleição, os deputados rejeitaram nesta quarta o financiamento exclusivamente público das campanhas e aprovaram a doação de empresas a partidos, mas não a candidatos.

A proposta de emenda à Constituição da reforma política começou a ser votada no plenário nesta terça (26). Por decisão dos líderes partidários, cada ponto da PEC, como o fim da reeleição, será votado individualmente, com necessidade de 308 votos para a aprovação de cada item. Ao final, todo o teor da proposta de reforma política será votado em segundo turno. Se aprovada, a PEC seguirá para análise do Senado.

Fim da reeleição

Pelo texto aprovado pelos deputados, a nova regra de término da reeleição não valerá para os prefeitos eleitos em 2012 e para os governadores eleitos em 2014, que poderão tentar pela última vez uma recondução consecutiva no cargo. O objetivo desse prazo para a incidência da nova regra foi obter o apoio dos partidos de governantes que estão atualmente no poder.

Durante a votação em plenário, os líderes de todos os partidos orientaram que os deputados das bancadas que votassem a favor do fim da reeleição.

“O entendimento da nossa bancada é que [a reeleição] foi um instrumento que não se mostrou produtivo para o nosso país”, disse o líder do PMDB, Leonardo Picciani (RJ).

Também defensor do fim da reeleição, o líder do Solidariedade, Arthur Maia (BA), argumentou que o uso da máquina pública pelo governante que está no poder torna desigual a disputa com outros candidatos.

“É desigual e injusto alguém disputar eleição contra o governante que está no poder com todos os favorecimentos que este poder proporciona”, discursou.

O líder do PT, Sibá Machado (AC), defendeu o fim da reeleição, com a manutenção do mandato de quatro anos.

“Nossa bancada vai orientar o voto sim, pelo fim da reeleição. Todos nós sabemos que a reeleição foi introduzida por um governo do PSDB”, declarou.

O PSDB também defendeu acabar com a possibilidade de reeleição, ressaltando porém, que essa regra “cumpriu o seu papel histórico”.

“A avaliação da bancada é que devemos caminhar para um novo ciclo, pelo fim da reeleição com mandato de cinco anos. Amanhã [quinta[, discutiremos o período do mandato”, disse o deputado Marcus Pestana (PSDB-MG).

Financiamento

Mais cedo, nesta quarta, a Câmara aprovou incluir na Constituição autorização para que empresas façam doações de campanha a partidos políticos, mas não a candidatos (veja no vídeo ao lado).

As doações a candidatos serão permitidas a pessoas físicas, que poderão doar também para partidos. O texto foi aprovado por 330 votos a favor e 141 contra.

No início da madrugada de quarta, o plenário havia rejeitado emenda de autoria do PMDB que previa doação de pessoas jurídicas tanto a partidos quanto a campanhas de candidatos.

A derrubada dessa emenda foi interpretada por lideranças políticas como uma derrota do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do vice-presidente Michel Temer, que negociaram pessoalmente a votação do artigo da PEC.
saiba mais

O PMDB, então, se empenhou para aprovar, pelo menos, uma emenda que garantisse a doação de empresas aos partidos políticos.

Outras siglas da base aliada e da oposição defenderam a proposta, como o PR. “Esse é o texto mais equilibrado que temos. Impede a doação a varejo aos candidatos, mas permite a doação aos partidos. Posteriormente as leis estabelecerão limites a essas doações”, disse o líder do PR, Maurício Quintella Lessa.

O PT, porém, favorável ao financiamento exclusivamente público, se posicionou contra. O vice-líder do partido Alessandro Molon (PT-RJ) defendeu a derrubada da emenda para que se negociasse, posteriormente, uma solução em projeto de lei que garantisse maior “equilíbrio” na distribuição de recursos de campanha.

“Se derrotarmos, teremos tempo para conseguir uma solução para todos nós. Hoje, pela regra, qualquer um de nós pode receber, partidos e candidatos. Se essa emenda for aprovada, só os partidos poderão receber recursos. Vamos encontrar uma solução que estabeleça uma distribuição equânime”, defendeu.

Querem acabar com o PT e Dilma por medo de Lula, diz Chico Buarque

Em entrevista ao site do jornal espanhol El País, compositor diz que Brasil vive situação “muito confusa” e ninguém sabe o que acontecerá nos próximos anos. Para ele, governos do PT atenuaram desigualdade social

Chico: "O PT não resolveu tudo, mas
conseguiu atenuar. Isso é inegável. O
PT tem  melhorado as condições de
vida da  população mais pobre"
O cantor, escritor e compositor Chico Buarque saiu em defesa do PT, da presidenta Dilma e do ex-presidente Lula e repudiou os ataques da oposição aos petistas. Em entrevista ao sitedo jornal espanhol El País, Chico afirmou que oposicionistas ao governo querem “acabar” com o Partido dos Trabalhadores e desgastar Dilma para evitar a volta de Lula ao poder em 2018. “O alvo não é Dilma, mas o Lula; têm medo que ele volte a se candidatar”, declarou.

Em entrevista ao repórter Antonio Jiménez Barca, Chico disse que, embora não seja filiado, não tem “qualquer problema” em “tomar partido”. “Sempre apoiei o PT, agora a Dilma Rousseff e antes o Lula”, disse. O compositor participou de gravações do horário eleitoral de Dilma e Lula.

Segundo ele, o PT não resolveu os problemas do país, mas atenuou os problemas sociais. “Apesar de não ser membro do partido, de ter minhas desavenças e de votar em outros candidatos e outros partidos em eleições locais. Mas sempre soube que o problema deste país é a miséria, a desigualdade. O PT não resolveu tudo, mas conseguiu atenuar. Isso é inegável. O PT tem melhorado as condições de vida da população mais pobre”, disse.

Para Chico, a atual situação do país é “muito confusa” e o governo não tem como escapar de tomar medidas impopulares devido à crise econômica. O momento, avalia, também é de dúvida sobre o futuro do Brasil. “Não há nenhuma maneira de saber o que vai acontecer nos próximos anos.”

O compositor considerou que falta objetivo em comum às manifestações de rua no país. “Entre aqueles que saem às ruas há de tudo, incluindo loucos pedindo um golpe militar. Outros querem acabar com o Partido dos Trabalhadores, querem enfraquecer o governo para que, em 2018, o PT chegue desgastado nas eleições”, afirmou.

Fonte: Congresso em foco,26/05/2015

Câmara limita tempo de TV e financiamento a partidos pequenos

Pela PEC aprovada pela Casa, agora siglas precisam ter pelo menos um deputado ou senador eleito para conseguirem tempo de TV e acesso ao fundo partidário

Por 369 votos a favor, 39 contra e cinco abstenções, a Câmara dos Deputados aprovou Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que regulamenta a chamada “cláusula de barreira” aos partidos políticos. Agora, para ter acesso a tempo de TV e ao fundo partidário, as siglas precisam eleger pelo menos um parlamentar.

Na prática, a medida prejudica apenas os partidos nanicos que não tem representação parlamentar como o PCO, o PPL, o PCB e o PSTU. A maioria dos deputados defendeu a medida em Plenário. Algumas legendas como o PSDB queriam até que a “cláusula de barreira” fosse mais rigorosa. Esse texto faz parte do relatório inicial do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) para a Proposta de Emenda à Constituição da reforma política (PEC 182/07).

Essa medida, segundo a deputada Renata Abreu (PTN-SP), não vai prejudicar os partidos menores. Ela criticou, no entanto, a intenção de se estabelecer a cláusula de desempenho baseada em votos. “A partir do momento em que um deputado superou o quociente eleitoral [mínimo de votos] e chegou nesta Casa, não podemos tirar o direito de ele ir a televisão falar de suas propostas”, disse.

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) disse que o critério de representação é o mesmo para que um partido tenha o direito de ir ao Supremo questionar a constitucionalidade de lei. “É um critério isonômico no conjunto das organizações partidárias”, disse.

De acordo com a legislação eleitoral, 5% do fundo partidário é distribuído igualmente entre as legendas homologadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os outros 95% são rateados com base na bancada. Raciocínio semelhante é válido para o tempo de rádio e TV. Um terço do horário é partilhado igualmente; os outros dois terços, com base na estrutura partidária no Congresso.

No ano passado, o fundo partidário distribuiu R$ 371,9 milhões (incluindo restos a pagar). Para 2015, os partidos devem receber R$ 867,6 milhões após mudanças determinadas pelo Congresso Nacional.

Com informações da Agência Câmara, 28/05/2015

quarta-feira, 27 de maio de 2015

No PA, greve continua após 64 dias sem aulas na rede estadual de ensino

Assembleia da categoria foi realizada nesta quarta-feira, 27. Ato está marcado para a próxima sexta-feira, na abertura da Feira do Livro.

Do G1 PA, 27/05/2015

Professores reuniram em assembleia e decidiram por manutenção da greve (Foto: Divulgação/Sintepp)

A greve dos professores da rede estadual de ensino no Pará continua após 64 dias sem aulas nas escolas. A categoria aprovou a manutenção da paralisação após uma assembleia geral realizada nesta quarta-feira (27), na sede da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), na avenida Augusto Montenegro, em Belém.

Os manifestantes decidiram mobilizar as escolas na próxima quinta-feira (28) e realizar um ato na sexta-feira (29), às 16 horas, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. Na ocasião será realizada uma assembleia entre os integrantes do Sindicato dos Trabalhadores da Educação Pública do Pará (Sintepp), durante a abertura da XIX Feira Pan Amazônica do Livro.

Reivindicações

Os professores pedem o pagamento de piso salarial, a ampliação das horas-atividade, que são o período de preparação para as aulas, e que o ponto dos grevistas não seja cortado. Na última terça (19), a Justiça determinou que os dias parados sejam descontados do salário dos grevistas.

O Comando de Greve diz que, mesmo diante da contra argumentação do Sindicato na reunião desta quarta, não houve consenso com o Governo. A Coordenação do Sintepp vai realizar visita ao Ministério Público do Estado (MPE) e demais órgãos para denunciar a postura do Governo do Estado de manter o corte de ponto e impedir a reposição das aulas.

Melão de são caetano pode curar câncer

Uma planta muito simples que consegue matar até 98% de células cancerígenas e também frear o diabetes


Hoje eu vou lhes falar sobre outra planta que seguramente mata o câncer com tanta eficácia quanto uma quimioterapia. Na verdade, funciona inclusive no câncer de pâncreas, um dos mais difíceis de se combater.

A planta é um vegetal comum da Ásia e no Brasil, é conhecido como melão-de-são-caetano), sendo popular na região de Okinawa, no Japão.

O suco do vegetal, na concentração de 5% em água mostrou ter um potencial assombroso de lutar contra o crescimento dos quatro tipos de cânceres pancreáticos pesquisados, dois dos quais foram reduzidos em 90%, e os outros em incríveis 98% apenas 72 horas após o tratamento!

O suco induziu essa morte programada por vários caminhos diferentes. Um desses caminhos foi o de colapsar o metabolismo de alimentação por glicose das células doentes, ou seja, privou-as do açúcar que elas necessitam para sobreviver.

Pesquisadores da Universidade de Colorado aplicaram doses em ratos que seriam proporcionais a humanos, e eles apresentaram uma redução em 64% do tamanho de seus tumores, sem efeitos colaterais. Esse nível de melhora ultrapassa os alcançados atualmente com o uso de quimioterapia para um tipo de câncer tão letal.

O responsável pela pesquisa na universidade, Dr Rajesh Agarwal, observou o costume chinês e indiano de usar o fruto em remédios para diabetes. Vendo que esta doença tende a vir antes do câncer pancreático, o doutor associou as ideias, criando novos rumos nas investigações existentes.

A dose utilizada foi de seis gramas de pó do melão amargo para um adulto de porte médio (75 quilos). Os grandes laboratórios e companhias farmacêuticas buscam encontrar petroquímicos patenteáveis que obtenham o mesmo resultado que Deus colocou nesse vegetal. Eles ficaram boquiabertos como uma planta tão despretensiosa consegue desnutrir o câncer sem precisar de nenhuma química complexa.

No centro médico da Universidade de Saint Louis, a Dra. Ratna Ray, Ph. D. e professora de patologia, liderou pesquisas similares, testando primeiramente em células de câncer de mama e próstata e depois experimentando em cânceres da cabeça e pescoço, que embora representem 6% apenas dos casos, são agressivos e se espalham facilmente, começando por vezes pela boca, garganta, nariz.

Com efeito, após quatro semanas de tratamento controlado em animais, o volume e crescimento dos tumores reduziu. A doutora ressalta: "É difícil medir o resultado exato do tratamento com o extrato de melão amargo no crescimento das células, porém combinado com as terapias e remédios existentes, pode auxiliar na eficácia do combate ao câncer."

Pesquisadores descobriram recentemente que a síndrome metabólica é amenizada pelos benefícios no metabolismo glicólico. Ótimas notícias, pois não se destrói o câncer por uma via só, e eu acredito que deve ser multifocal: em outras palavras, fortalecer o sistema imunológico, desintoxicar, eliminar infecções dentais e materiais tóxicos dos dentes, alcalinizar o organismo, oxidar o corpo com terapia com oxigênio, e prover nutrientes específicos para dar uma “chave de braço” nos caminhos particulares do metabolismo do câncer.

Todas as células cancerosas mostram uma produção anormal de energia que utiliza fermentação ineficiente de glicose. O melão amargo pode ser um excelente aliado ao combate dessa produção de energia anormal. Você pode encontrá-lo na maioria das lojas naturais ou comprar online.

O artigo original pode ser conferido aqui.

Fonte: Folha do limoeiro

Presidente nacional do Incra cumprirá agenda em Santarém


A presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Maria Lúcia Falcón (foto), cumprirá agenda em Santarém (PA), no oeste do Pará, nos dias 28 e 29 de maio. Trata-se do "Incra Itinerante", cuja proposta é levar a direção nacional do Incra - presidência e diretorias nacionais - para as superintendências regionais em todo o país.

Além da presidente nacional do Incra, estarão em Santarém os diretores de Desenvolvimento de Projetos de Assentamentos e de Ordenamento da Estrutura Fundiária, César Aldrighi e Richard Torsiano, respectivamente. O procurador-chefe da Procuradoria Federal Especializada, Júnior Fideles, também integra a equipe que estará na cidade.

O objetivo é pactuar estratégias e ações com servidores da autarquia, movimentos sociais, representantes setoriais, autoridades do Executivo, Legislativo, Judiciário e do Ministério Público Federal.

O primeiro estado a receber o "Incra Itinerante" é o Pará. Maria Lúcia Falcón iniciou sua agenda por Marabá, na segunda, dia 27 de maio. Hoje, ela está em Belém.

Programação em Santarém

A primeira agenda de Maria Lúcia Falcón é com os servidores do Incra, às 10 horas, no dia 28 de maio, na sede do órgão em Santarém. Às 11 horas, no Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais (STTR), a presidente do Incra terá um encontro com o consórcio de prefeitos do Tapajós. À tarde, haverá reuniões com membros do Judiciário, do Ministério Público e organizações de ensino e pesquisa.

No dia 29 de maio, a partir das 9 horas, na sede do STTR, Maria Lúcia Falcón terá agenda com os movimentos sociais e irá anunciar a conclusão e publicação do Relatório Técnico de Identificação e Delimitação (RTID) da comunidade quilombola Tiningu. Por volta das 11 horas, a presidente do Incra irá visitar o assentamento Eixo Forte.

Fonte: Ascom/Incra/Quarto Poder, 27/05/2015