Pesquisar este blog

terça-feira, 30 de abril de 2013

Aparecido diz que Prefeitura não deu nem satisfação sobre seu pedido

No dia 11 de Abriu deste mês fiz um requerimento ao Secretário de Infra-Estrutura de Itaituba, como consta na primeira imagem, e até hoje, 30/04/2013 a prefeitura nem se quer ligou para mim ou mesmo veio arrumar os buracos da Décima Rua, (Floresta)

Nem a entrada da Rodovia Transamazônica para entrar na Décima Rua está prestando, como vocês podem ver nas fotos abaixo.

E pasmem, olhem nas ultimas fotos, a máquina da PMI arrumando a frente de uma club de festa próximo a entrada da Décima Rua da floresta.

Uma pergunta: será que a entrada do Club que ainda será inaugurada é mais importante do que a entrada para acesso a um bairro?

Bem pessoal acho que perdi meu voto.

Fonte: Blog do Jota Parente, 30/04/13

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Cidades verdes aumentam a felicidade

Um novo estudo descobriu que as pessoas que vivem em cidades com mais espaços verdes sentem-se melhor do que aquelas cercada por pedras e aço
 

Na verdade, o bem-estar associado ao espaço verde é equivalente a um terço do bem-estar as pessoas têm em ser casadas e de um décimo da satisfação de vida extra derivada de ser empregado vs desempregado, de acordo com um estudo que será publicado na próxima edição da revista Psychological Science.

“Esses tipos de comparações são importantes para os formuladores de políticas ao tentar decidir como investir os escassos recursos públicos, por exemplo, para o desenvolvimento do parque ou manutenção, e descobrir o impacto que vai ter nos seus investimentos”, disse o pesquisador Mathew White, da Universidade de Exeter Medical School.

Não é nenhuma surpresa que as áreas mais agradáveis ​​da cidade possam ser preenchidas por pessoas mais felizes, mas estudos anteriores nunca tinha sido capazes de desvendar se o bem-estar emocional simplesmente se mudou para os pontos verdes ou se estes realmente aumentaram o bem-estar. White e seus colegas aprofundaram a questão, usando dados de longo prazo, coletados entre 1991 e 2008 nos EUA.

Dessa forma, os pesquisadores puderam comparar a satisfação com a vida das mesmas pessoas enquanto se mudaram de áreas mais verdes para áreas menos verdes e vice-versa. Eles também controlaram outras variáveis como a renda, emprego, estado civil, saúde, tempo de moradia e fatores locais, tais como as taxas de criminalidade, para garantir, tanto quanto possível que os efeitos eram provenientes de vegetação.

Os resultados mostraram que a satisfação com a vida das pessoas, avaliada através de um questionário, melhorava quando eles se mudaram para as cidades mais verdes onde havia diminuição de manchas urbanas e onde a natureza estava fora do local. Espaços verdes também foram relacionados com sofrimento mental inferior em moradores.

O estudo não pode provar conclusivamente que o espaço verde causou o aumento na felicidade, porque é impossível controlar todas as variáveis ​​que podem estar em jogo, escreveram os pesquisadores. Mas estudos experimentais também descobriram que os parques estão ligados à saúde psicológica.

Num estudo, os pesquisadores acompanharam moradores de habitação social que foram aleatoriamente designados para apartamentos com vista para árvores e relva ou com vista para pátios estéreis. As pessoas que vivem em vista da vegetação relataram menos violência doméstica e menos conflitos agressivos. Eles também eram menos propensos a ver os seus problemas como insolúveis.

Outro estudo, publicado na revista Environmental Science & Technology, em 2010, constatou que apenas uma dose de cinco minutos de natureza pode melhorar a auto-estima. As áreas verdes com água foram considerados mais benéficas.

A vegetação pode influenciar a saúde física, bem como a psicológica. Um estudo de 2002 publicado no Journal of Epidemiology & Community Health descobriu que idosos no Japão tiveram menores taxas de mortalidade nos cinco anos do estudo, quando viviam em áreas tranquilas e rodeadas de espaços verdes.

Fonte: Ciência Online, 29/04/13 

Presidente da Câmara pretende mudar o formato de votação da PEC

Com a proposta em mãos, Henrique Alves se encontra hoje, no fim da tarde, com o ministro do STF acompanhado do presidente do Senado para tentar reverter a liminar que suspende a tramitação do projeto


Juliana Braga/Leandro Kleber
Publicação: 29/04/2013 09:03 Atualização: 29/04/2013 09:10



Romero Jucá, Henrique Alves e Renan Calheiros, em Comandatuba: Câmara quer votação nominal nas PECs
Romero Jucá, Henrique Alves e Renan Calheiros, em Comandatuba: Câmara quer votação nominal nas PECs
 
Comandatuba (BA) e Brasília — Em busca de entendimento com o Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), apresenta nesta segunda-feira (29/4) um projeto de resolução para que todas as votações de proposta de emenda à Constituição (PEC) sejam nominais. Com a proposta em mãos, Henrique Alves se encontra hoje, no fim da tarde, com o ministro do STF Gilmar Mendes, acompanhado do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para tentar reverter a liminar concedida pelo magistrado na quarta-feira que suspende a tramitação do projeto que muda as regras para distribuição do fundo partidário e do tempo de tevê. Apesar do esforço em admitir a existência de uma crise entre os Poderes, Henrique voltou a elevar o tom ontem e não poupou o Supremo de críticas.

O projeto de resolução que será apresentado hoje pelo deputado muda a tramitação e torna mais difícil a aprovação das PECs. Da forma como é hoje, em uma votação simbólica, basta que os parlamentares permaneçam como se encontram para se manifestarem a favor do projeto e ele ser aprovado. Foi o que ocorreu na quarta-feira passada na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara, quando parlamentares chancelaram o texto que limita a atuação do Judiciário. “Em um quórum de 90 deputados que haviam registrado presença, aquela PEC foi votada com apenas 21 parlamentares no plenário, em votação simbólica e do jeito que foi: com deputados que entraram, saíram e voltaram”, comentou Henrique.

Fonte: Correio Braziliense, 29/04/13
 

sábado, 27 de abril de 2013

Em tempos de guerra, saiba lutar!


Essa é boa!


Temos o direito de saber!

Administração pública que não é transparente, é porque quer esconder suas ações, o que faz com o recurso público e, evidentemente, enganar a sociedade.

A droga é uma droga!


Curto & Grosso


Toffoli dá 72 horas para Câmara explicar PEC 33

Mandado de segurança proposto pelo líder do PSDB na Câmara pede que seja suspensa a tramitação da proposta que passa a submeter decisões do Supremo ao referendo do Congresso Nacional

Toffoli espera a manifestação da Mesa da Câmara dos Deputados 
 
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli deu 72 horas para a Câmara se pronunciar sobre a proposta de emenda à Constituição que submete algumas decisões do STF ao Congresso (PEC 33/2011) e teve a ­admissibilidade aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC). A Câmara ainda não foi notificada oficialmente — a previsão é que a resposta da Casa só seja enviada nesta semana.

O pedido de Toffoli vai instruir a decisão do ministro em mandado de segurança impetrado pelo líder do PSDB, deputado Carlos Sampaio (SP), para suspender a tramitação da PEC, que foi apresentada pelo deputado Nazareno Fonteles (PT-PI). Sampaio argumenta que a proposta viola a autonomia entre os Três Poderes, alterando cláusulas pétreas da Constituição.

A aprovação da admissibilidade é o primeiro estágio da discussão de uma PEC. Mesmo assim, a votação causou polêmica entre deputados e magistrados. O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, já tinha decidido suspender a criação da comissão especial “enquanto não houver uma definição clara sobre o assunto”.

A PEC prevê que o Congresso referende as súmulas vinculantes, as ações diretas de inconstitucionalidade (ADIs) e as ações declaratórias de constitucionalidade (ADCs) emitidas pelo STF.

Caso o Congresso se posicione contra a decisão do Supremo, a questão irá para consulta popular. A proposta também amplia de seis para nove o número mínimo de ministros do STF necessários para declarar a inconstitucionalidade das leis.


Fonte: Jornal do Senado, 26/04/13

Obras na Praça do Congresso: Por que a prefeitura não colocou uma placa?

O Ministério Público pode mover uma ação civil contra a prefeitura de Itaituba.

A administração municipal de Itaituba, representada pela prefeita Eliene Nunes/PSD, está ferindo o princípio da publicidade ao não colocar placas de identificação referentes a obra pública em execução na Praça do Congresso, próxima ao centro da cidade. 


As placas são elementos para promover a transparência das verbas e devem conter informações sobre o valor da obra, nome da empresa responsável, nome do engenheiro responsável e prazo para conclusão do serviço.

A importância das placas se localiza no fato de que a população tem o direito de conhecer os atos praticados pela administração pública para poder exercer o seu controle social. 

O Ministério Público pode pedir à Justiça a concessão de uma liminar para que a prefeitura de Itaituba seja obrigada a afixar a placa informativa, sob pena de multa diária a ser paga, pessoalmente, pela prefeita Eliene Nunes.

Quanto disparate!


sexta-feira, 26 de abril de 2013

O Congresso pode!!!

Do jeito que a coisa vai, daqui há pouco, o Congresso vai aprovar uma lei determinando que seus mandatos são vitalícios

Congresso quer amordaçar o Supremo!

Blog do Jeso | Gilmar Mendes

“Não há nenhuma dúvida, ela é inconstitucional do começo ao fim, de Deus ao último constituinte que assinou a Constituição. Eles rasgaram a Constituição. Se um dia essa emenda vier a ser aprovada, é melhor que se feche o Supremo”

Gilmar Mendes, ministro do STF, sobre a proposta de emenda constitucional (PEC 33), aprovada na CCJ da Câmara dos Deputados e que tem por objetivo limitar o poder do STF de dar a palavra final sobre a inconstitucionalidade de emendas constitucionais. 25/04/13

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Rapidinhas

Antes tarde do que nunca

A presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), Cleide Amorim, está em Santarém, oeste paraense, para anunciar as novas ações que a empresa vai realizar na região durante todo este ano. Será prioridade da Emater na região continuar as ações de pesquisa para beneficiar o maior número possível de agricultores familiares, a exemplo, o projeto de macaxeira em várzea, implantado no Projeto de Assentamento (PA), Santana do Ituqui, que demonstrou a alta produtividade de solo em função do regime das águas.

Cresce o desemprego no País: péssimo sinal

A taxa de desemprego nas seis regiões metropolitanas pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ficou em 5,7% em março, após registrar 5,6% em fevereiro, conforme aponta a Pesquisa Mensal de Emprego divulgada nesta quinta-feira (25). Em março de 2012, o indicador havia registrado 6,2%. A taxa é a menor para o mês de março desde o início da série, em março de 2002. A população desocupada somou 1,4 milhão de pessoas e ficou estável sobre o mês anterior. 

 

Em Santarém agora foi criado o "Espaço Esperança", aqui falta esperança nos espaços 


O Hemocentro Regional de Santarém (HRS) implantou o “Espaço Criança”, destinado aos pacientes da pediatria ambulatorial que, assim como os demais, recebem tratamento médico especializado. A unidade foi criada com uma nova concepção, que oferece um ambiente humanizado e descontraído, onde as crianças podem participar de atividades recreativas e educativas enquanto aguardam o atendimento. O pequeno William da Silva Marialva, 5 anos, que recebe atendimento no Hemopa Santarém desde outubro de 2012, foi o primeiro a conferir o espaço.

Serão construídos cinco portos em Miritituba, distrito de Itaituba

Já estão bastante adiantados os trabalhos no sentido da construção de cinco terminais portuários em Miritituba, distrito de Itaituba. Esses portos vão captar a produção de grãos vinda, principalmente, do Mato Grosso com destino ao estrangeiro.  A notícia ruim e vinculada a esta é que o asfaltamento das BR 163, conhecida como rodovia Cuiabá/Santarém e BR 230, conhecida como rodovia Transamazônica, seguem a passos de tartaruga. Trabalho mal feito, asfalto fino e de qualidade duvidosa. Por outro lado, as chamadas julietas, transportam mais de 40 toneladas de grãos e esse "alfaltinho" não vai aguentar. Por falar nisso, tem trechos que já foram refeitos com menos de um ano de suas entregas. 

Mais um deslize, provavelmente da prefeita, para prejudicar Itaituba

Na terça-feira, 23, um carro de som abriu o "bocão" nas ruas de Itaituba, com uma propaganda volante da Associação dos Filhos de Itaituba, que falava da irresponsabilidade de nossos governantes com a chamada coisa pública. Denunciando que a Escola Alice Carneiro deve dar lugar a um camelódramo. Estamos nos aproximando de um tempo que vamos ter que dobrar o número de escolas do munícípio devido o "inchaço" que vem aí com a construção dos portos, das hidrelétricas e outras obras de grande vulto. Quem foi o jirico que teve essa idéia?

O sujo falando da má lavada

O ex-prefeito Valmir Climaco, fez críticas à atual administração municipal no programa Circuito Aberto, apresentado pelo jornalista Weliton Lima, na TV Tapajoara. esquecendo que ele não é essa "cola-cola toda", que fez e aconteceu como prefeito. Na verdade, era o sujo falando da má lavada. Juntando todos os prefeitos eleitos de Itaituba, até a presente data, não dá um. Que administraçãozinha ruim, sô!

 

O que esse rapaz tá querendo?


O vereador João Paulo, do Partido dos Trabalhadores fez um relato da viagem que fez a Jacareacanga, representando a Câmara Municipal de Itaituba, para participar das discussões a respeito do Decreto 714/2013. Ele disse que a preocupação no município vizinho com os desdobramentos de uma possível paralisação da atividade garimpeira já estão sendo sentidos. Frisou que já ocorreram diversas demissões por conta da decisão de alguns donos de garimpos, que resolveram antecipar-se. Esse pessoal está indo para a cidade.

Moral da história: o vereador quer que os empresários do setor madeireiro e da garimpagem continuem livres, soltos, acabando com tudo, em nome do emprego que ele pensa que nunca vai acabar. João você está me surpreendendo negativamente!

Está armado o circo do decreto da garimpagem

Vai ter barulho, muito barulho, em Itaituba no próximo dia 3 de maio. É o pessoal do dinheiro usando os pobres para defender os seus interesses de continuidade de apropriação e expropriação dos recursos naturais da amazônia. Nessa data, em audiência pública, o decreto estadual que proibiu a atividade de garimpagem no leito do rio Tapajós e seus afluentes será alvo de, pode anotar, acalorados debates. As mais robustas forças políticas itaitubenses, aquelas que nunca tiveram compromisso com mudanças sociais, estão preparadas para bombardear a medida governista. Vindo dessa gente, alguém esperava algo diferente?


Os professores só querem uma coisa do governo do Estado do Pará: seriedade

Veja, abaixo, 6 das principais reivindicações feita pelos professores da rede estudual de ensino ao governo Simão Jatene II. As duas partes estão no tête-à-tête na mesa de negociações, retomadas ontem (23):
- Melhoria das condições de trabalho nas escolas;
- Regulamentação do Sistema de Organização Modular de Ensino (Some) em lei específica;
- Exigência de especialização em gestão para assumir a direção das escolas;
- Jornada de trabalho de 200 horas prevista no Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR);
- Complementação da gratificação progressiva;
- Pagamento do retroativo do piso nacional.

Hoje é o último dia para os eleitores faltosos regularizarem seus titulos

O prazo de 25 de abril aplica-se somente aos eleitores que não votaram, nem justificaram, consecutivamente nas três ultimas eleições, sendo que cada turno corresponde a uma eleição.
Ilustrativa
O prazo para os eleitores passíveis de cancelamento do título comparecerem ao cartório eleitoral para regularizar a sua situação começou no dia 25 de fevereiro. No Brasil na época, estavam precisando regularizar a sua situação, em todo o Brasil, aproximadamente 1,5 milhão de eleitores, em Novo Progresso um índice muito grande de abstenção ocorreu na ultima eleição para prefeito 23.62%,equivalente a 4.132 (quatro mil cento e trinta e dois) eleitores faltosos que deixaram de comparecer as urnas em 2012.

Portanto, até o dia de hoje os eleitores faltosos devem se dirigir ao Cartório Eleitoral para regularizarem suas situações.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Essa é de "lascar"!


Qual o segredo dos vencedores?


A extração de madeiras e minérios no Tapajós exige responsabilidade e coerência

A região do Tapajós vive um momento muito complicado: escolher entre manter os empregos que tem na garimpagem de modo irregular ou parar os garimpos e perder os empregos. Nossos representantes apresentam esse discurso, e com mais ênfase agora, porque o pleito eleitoral está se aproximando.

A meu ver a fala mais coerente é exigir das autoridades do setor da mineração e meio ambiente que cumpram o seu papel, a sua tarefa no que tange a atividades que venham impactar o meio ambiente. Todos sabem que as atividades desse ramo, minerais ou madeireiras, são precedidas de ações, etapas que obrigatoriamente tem que ser respeitadas. Os investidores e o Estado estão cumprindo sua parte nesse processo? É justo que um processo de manejo espere anos pela sua liberação? É justo que haja a liberação do projeto de manejo para uma área e a sua extração ocorra em outra? O que precisa ser feito no sentido de agilizar a liberação de projetos de manejo que atendam as normas ambientais?

Essa é uma questão que exige uma grande responsabilidade de nossas autoridades do Executivo, Legislativo e Judiciário. A maioria dos investidores ou empresários que lidam com a extração de minerais e madeiras são imediatistas, inconsequentes, usam meios escusos para alcançar seus objetivos, não estão nem aí para critérios e pensam que viver intensamente é acabar com todos os recursos naturais o mais rápido possivel.

Fazer deste fato um palanque é contribuir ainda mais para o caos que se encontra este setor da economia da região do Tapajós.

Dentre os empresários do setor extrativista que estão se articulando, se movimentando, têm muita gente boa, bem intencionada, mas a maioria sempre fez o que bem quis e há muitos anos. Resolver um problema tão antigo a toque de caixa ou se posicionar sem conhecer o cenário, a realidade é, no mínimo, ser inconsequente.

O que é melhor, discutir de forma aprofundada essa questão, embora tenhamos alguns problemas de percurso ou perder a oportunidade de resolver o problema, matar o rio Tapajós e termos consequências mais graves depois?

Viver intensamente!

Quero viver o dia de hoje
Como se fosse o primeiro,
Como se fosse o ultimo,
Como se fosse o único.
 

Quero viver o momento de agora
Como se ainda fosse cedo,
Como se nunca fosse tarde.
 

Quero manter o otimismo,
Conservar o equilíbrio,
Fortalecer a minha esperança,
Recompor minhas energias,
Para prosperar na minha missão
E viver alegre todos os dias.
 

Quero caminhar na certeza de chegar,
Quero lutar na certeza de vencer,
Quero buscar na certeza de alcançar,
Quero saber esperar
Para poder realizar os ideais do meu ser.
 

Enfim,
Quero dar o máximo de mim,
para viver intensamente!
Dê o seu melhor tambem!


Colaboração de Ahninel Vasconcelos - Salvador/BA

Sugestão: Consórcio para discutir usinas no Tapajós

Por Jeso Carneiro em 24/4/2013 às 08:40
Do leitor que se assina Leandro Paju, sobre o post STJ restabeleceu decisão de juiz santareno:
Eis mais uma questão técnica judicializada!

A primeira determinação do juiz – avaliação ambiental integrada – é exigência primária para qualquer empreedimento que faça uso de recursos naturais com significativo impacto ambiental. A bacia hidrográfica é a unidade de referência para essas análises. Esse é o embrião para empreendimentos que façam uso de recursos naturais, como é o caso das hidrelétricas.

As identificações das áreas de influências diretas e indiretas são fundamentais para a determinação da viabilidade econômica do empreendimento, aquela velha relação custo/benefício. Isso consta da segunda determinação do juiz.

Bom, a terceira determinação é consequência das duas primeiras: se não há análise integrada, não há como verificar a viabilidade, portanto, não há sustentação para emissão de qualquer licença.

Infelizmente, a judicialização de questões técnicas não apresenta os melhores resultados.

Uma sugestão: que seja reunido um consórcio dos municípios direta e indiretamente afetados pelos empreendimentos para a discussão técnica da situação. Melhor ainda, que utilizem a qualidade técnica do comitê pró estado do Tapajós no enfrentamento da situação.

terça-feira, 23 de abril de 2013

O valor de uma amizade




"Amigos verdadeiros/sabem transformar/pequenas coisas em grandes /momentos de felicidade.
Amigos são uma força infinita, /que surge em nossos, /caminhos no momento, /em que mais precisamos. /Como é bom saber que você
está sempre por perto!"

O silêncio é a melhor arma


A pergunta que não quer calar?

Itaituba é campeã disparada do Estado em se tratando de "gatos" na rede de energia elétrica - mecanismo que permite que a energia chegue a uma casa sem passar pelo contador.Portanto, uma energia que a pessoa utiliza sem pagar. Por que não são tomadas as medidas necessárias?

Esquecimento e saudade


segunda-feira, 22 de abril de 2013

Usina no Rio Tapajós: Liminar derrubada


O governo conseguiu derrubar, no STJ, uma liminar do TRF-1 que determinava a suspensão temporária dos estudos para o processo de licenciamento ambiental relativo às obras da Usina Hidrelétrica São Luís do Tapajós, no Rio Tapajós, oeste do Pará, e todas as ações relacionadas ao empreendimento.

Fonte: Por Lauro Jardim / Radar On Line, 22/04/13

domingo, 21 de abril de 2013

PANO DE FUNDO

A perspectiva de aprovação da liberação automática das emendas parlamentares ao Orçamento é o motor propulsor da briga entre os partidos pelos cargos que lidam com a lei orçamentária no Congresso 
 
Enquanto a maioria dos congressistas se distrai com os preparativos para os funerais da reforma política, um grupo se debate dentro da Comissão Mista de Orçamento, em torno da relatoria e da presidência do colegiado. Entre as várias razões para a disputa, a mais emblemática caminha silenciosamente fora dos holofotes. Sem muito alarde, os deputados começam a dar forma ao chamado orçamento impositivo para parte da Lei Orçamentária anual. Na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, por exemplo, já foi aprovada uma proposta de emenda constitucional que permitirá a liberação automática das emendas de deputados e senadores ao Orçamento. A grosso modo, significa que o que estiver aprovado em termos de obras e serviços incluídos na lei como emendas parlamentares será cumprido e ponto. 

Essa proposta será agora objeto de análise por uma comissão especial que terá prazo de 40 sessões para emitir um parecer. Depois, segue para plenário, onde será submetida a votação em dois turnos. Calcula-se que, até o fim de junho, a Câmara conclua a apreciação do tema. Daí, segue para o Senado, onde a intenção é aprovar o texto o mais rápido possível, a tempo de tornar obrigatória a liberação das emendas para o ano eleitoral. 

Se os parlamentares conseguirem cumprir o calendário em tempo recorde — e não é segredo que, quando eles querem, as votações ocorrem rapidamente —, o governo será obrigado a liberar as emendas no ano que vem. Afinal, como se trata de emenda constitucional, não passa pela sanção presidencial. É promulgada diretamente pelo parlamento, sem passar pelo crivo do Poder Executivo. E, pelo andar da carruagem, ou a presidente negocia logo, ou verá os parlamentares mandando na execução do Orçamento — coisa que os integrantes do Poder Executivo não gostam, embora digam publicamente que isso faz parte do processo democrático. 

Essa perspectiva é o que move hoje corações e mentes dos políticos que terão assento na Comissão Mista de Orçamento. Os deputados do PT não abrem mão da relatoria, para segurar ao máximo as propostas do governo. Afinal, conseguem liberar as próprias emendas no Poder Executivo. A eleição do presidente da comissão mista está marcada para hoje, e a previsão é de que seja tão tumultuada quanto foram ontem as discussões da reforma política. Caso o PMDB da Câmara não consiga a relatoria do Orçamento, a ordem entre os peemedebistas é negociar a da LDO, a Lei de Diretrizes Orçamentárias, um texto que será aproveitado pelos deputados e senadores para amarrar essa imposição das emendas, de forma a deixar tudo pronto para o caso de os parlamentares aprovarem a liberação automática das emendas até setembro. A diferença é que a presidente Dilma Rousseff poderá vetar a LDO, uma vez que essa imposição de liberar recursos para emendas de deputados e senadores ainda não está em vigor.
 
Enquanto isso, na Comissão de Meio Ambiente…
A Agência Nacional do Petróleo (ANP) autorizou a Chevron a voltar a produzir petróleo no Brasil. A empresa estava proibida de operar no país desde o acidente de 2011. A autorização vem justamente no período em que a Comissão de Meio Ambiente da Câmara se prepara para aprovar um projeto da deputada Elcione Barbalho (PMDB-PA) que pretende destinar 2% da receita líquida da produção de campo à criação de uma reserva especial de recursos. Tudo para cobrir danos ambientais e socioeconômicos decorrentes de acidente ou da falha de equipamentos de exploração de petróleo e gás natural. Hoje, representantes das empresas vão baixar por ali para não deixar o texto ser aprovado.
 
Por falar em não deixar aprovar…
Os funerais da reforma política seguem por hoje. O deputado Roberto Freire, do PPS, por exemplo, não aceita aprovar o único tema que tem algum consenso entre os partidos: a coincidência de mandatos de prefeitos, vereadores, governadores, senadores, deputados federais, estaduais e presidente da República. “Essa coincidência de mandatos vem do período da ditadura. É um retrocesso. Aliás, tudo o que vem do PT tem se mostrado um retrocesso”, afirma. Mas essa é outra história. 
 
Fonte:Blo da Denise, 10 de abril de 2013, 11:58 am
 

Deus esteja contigo!


sábado, 20 de abril de 2013

Suco de beterraba pode reduzir a pressão arterial, diz estudo

Publicada por  Dr. Tufi Dippe Jr
Pesquisadores da Queen Mary University de Londres, Reino Unido, descobriram que o suco de beterraba reduz a pressão arterial. Neste estudo 15 indivíduos hipertensos beberam um copo diário de suco de beterraba (aproximadamente 250 ml). Os pesquisadores observaram uma redução média da pressão arterial sistólica de 11,2 milímetros de mercúrio. A maior parte deste efeito durou 24 horas.

Acredita-se que nitratos encontrados na beterraba sejam convertidos em nitritos quando consumidos. Especificamente, há uma interação entre a saliva e os nitratos, que os converte em nitritos. Estes nitritos, por sua vez, causam um relaxamento das artérias, reduzindo a pressão arterial.

Parece razoável extrapolar que você possa obter um efeito ainda melhor se mastigar a beterraba, permitindo uma maior exposição do alimento a saliva.

O investigador principal do estudo, o Dr. Ahluwalia, disse: "estudos têm demonstrado que todas as frutas e legumes proporcionam uma proteção contra ataques cardíacos e derrames cerebrais. A verdade sobre esses vegetais é que eles representam a principal fonte de nitratos em nossa dieta."

Nutricionistas recomendam a ingestão diária de 5 porções de frutas e legumes.

Fonte: Portal do Coração

Adriane Galisteu fez sucesso na Playboy!

Adriane Galisteu posa para a revista "Playboy" (julho/2011) J.R.Duran/Divulgação
A revista "Playboy" divulgou mais uma foto do ensaio de Adriane Galisteu na Itália. Na imagem, a apresentadora aparece usando apenas um chapéu, sua aliança de casamento com o empresário Alexandre Iódice e algumas pulseiras. A publicação chegou às bancas em agosto (25/7/11)

 Adriane Galisteu posa para a revista "Playboy" (julho/2011) 

 Fonte: Uol,20/04/2013

Atinja sua meta!


Grande movimentação de aeronaves de pequeno porte!


Desculpa esfarrapada!



Um grande amor!


sexta-feira, 19 de abril de 2013

Lei para punir políticos que prometem e não cumprem!

Um projeto de lei muito interessante para a moralização política do país está em tramitação na Câmara dos Deputados.  Trata-se do Projeto de Lei n.º 4523/12, de autoria do Deputado Federal Nilson Leitão (PSDB-MT), o qual pretende tornar crime o não cumprimento das promessas feitas pelos candidatos no horário eleitoral e também das propostas de governo registradas durante a campanha eleitoral.

Juridicamente, o projeto altera o Código Penal incluindo o chamado “estelionato eleitoral” entre as outras formas de estelionato já previstas. 

De forma geral, o crime de estelionato, famoso “171”, caracteriza-se pela obtenção de vantagem ilícita, a partir da indução ao erro, com a utilização de fraude, com prejuízo para outra pessoa, sendo que a pena atualmente prevista é reclusão de um a cinco anos e multa.

Na opinião do Deputado Nilson Leitão, o estelionato eleitoral encerra o mesmo tipo de fraude, só que em relação ao exercício da cidadania. “São muitos os candidatos que registram propostas às vezes impossíveis de serem executadas. 

O eleitor desavisado acredita e vota no candidato que, depois de eleito, ignora as propostas como se não as tivesse feito. Isso é enganar o eleitor, é fraudar o processo eleitoral”, afirma o parlamentar.

O projeto tramita em conjunto com o Projeto de Lei n.º 3453/04, que tipifica como "estelionato eleitoral" o crime no qual o candidato promete, durante a campanha eleitoral, realizar projetos de investimento sabendo que é inviável a concretização da promessa.  

 
Para que se tornem efetivamente leis, as duas propostas ainda deverão ser analisadas pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados, para depois seguirem para votação em Plenário.

Esperamos que, também nesse caso, os Deputados Federais votem com base no interesse público, deixando os eventuais interesses particulares em segundo plano.
 
Fonte: Blog Direito de Informar, 11/03/2013

Inversão de prioridade: Situação de nossas estradas


Saúde de Itaituba está em crise

Por causa do stress, tem gente do HMI tomando antidepressivo

São muitos os problemas da saúde pública municipal em Itaituba. E faz tempo que a população reclama. Esses problemas parece que se agravaram no início do governo da prefeita Eliene Nunes, que não vem conseguindo manter, sequer, o nível do serviço prestado durante o governo de seu antecessor, Valmir Climaco. Tem sido frequente a falta de medicamentos, tanto no Hospital Municipal, quanto nos postos de saúde, além de reclamações a respeito da falta de profissionais.

O médico Antônio Alvarenga, que por alguns anos prestou serviço no Hospital Municipal disse ao Jornal do Comércio, que como profissional da saúde e como cidadão que vive em Itaituba, está preocupado, também, com outro problema que ele reputa como da maior gravidade, fato para o qual a imprensa não tem atentado: a situação de stress que enfrenta quem trabalha no HMI.

"Assim que cheguei a Itaituba, em 2004, comecei a trabalhar no Hospital Municipal. Eu sei dos problemas que existem ali. De 2004, até hoje, não mudou quase nada nesse hospital. Se hoje chega um paciente com traumatismo craniano, o mesmo procedimento que se fazia em 2004, faz-se hoje. Não há suporte, não existe medicação para aplicar no paciente. Mesmo com a chegada da Gestão Plena da Saúde não mudou nada, excetuando o SAMU.

Outra questão grave, muito grave, diz respeito à sobrecarga de trabalho dos profissionais. Colegas médicos que tiram plantão no Hospital Municipal também tem que atender nos postos de saúde. Tem casos em que o médico dá plantão pela manhã no HMI, à tarde atende em um posto de saúde e de noite tem plantão no Hospital Municipal. Ora, numa cidade de aproximadamente 100 mil habitantes, que ainda atende as pessoas que vem do interior, bem como de outros municípios, tem apenas cinco médicos plantonistas no Hospital Municipal. Isso é um absurdo.

Some-se a isso o fato de quem trabalho no HMI não ter segurança nenhuma. Os colegas ficam expostos. Já aconteceram casos de técnicos serem agredidos. Eu mesmo passei por essa desagradável experiência de ser ameaçado, tendo que registrar Boletim de Ocorrência por tentativa de agressão. Além disso, ainda tem o problema da redução dos salários, que no governo passado eram um valor, os quais foram reduzidos no começo do atual governo.

Eu não me meto em política e não estou querendo falar bem do governo do Valmir, nem falar mal do governo de Eliene. Estou apenas dando conhecimento para a sociedade, da dura realidade que os profissionais da saúde enfrentam. Até onde eu sei, o salários dos médico não foi mexido. Mas, uma equipe de saúde não é composta somente por médicos. Técnicos que ganhavam R$ 1.460,00 tiveram o salário reduzido para R$ 1.000,00. Diminuíram o número de funcionários e reduziram salários. O resultado é a queda na qualidade do atendimento, que já era problemático. Instalaram várias câmeras no Hospital Municipal, não sei a que custo, enquanto o aparelho de Raio-X está quebrado".

Alvarenga continua a conversa com a reportagem dizendo: "Houve uma redução no número de pessoas que atendem. Antes eram três técnicos que atendiam na frente, enquanto agora são apenas dois. Isso faz com as pessoas que tiveram seus salários reduzidos trabalhem mais, e insatisfeitas. Antes era diferente. Quando eu cheguei e durante um bom tempo a gente sentia segurança para fazer o nosso trabalho, porque a equipe trabalhava satisfeita. Eu fui informado de que alguns servidores mais experientes pediram transferência do Hospital Municipal para postos de saúde por causa do stress. A consequência mais cruel disso é que tiveram que colocar um grande número de novatos, que precisam do apoio dos mais experientes para desenvolverem seus conhecimentos. O certo seria haver um médico atendendo na frente e outro atrás. E eu não vejo perspectiva de melhora nisso".

Na parte final da entrevista o médico faz uma afirmação grave: "Eu conheço casos de colegas que trabalham no Serviço de Saúde Pública de Itaituba, os quais estão tomando antidepressivo para combater o stress da carga de trabalho e da pressão que sofrem. Para se tentar resolver isso, é necessário que sentem a secretária de saúde, o Sindsaúde, o Conselho Municipal de Saúde, médicos e outros profissionais da saúde. Do jeito que está, o Hospital Municipal, não só, não tem condições de atender à demanda, como vai continuar sem as condições necessárias.

A gente vai ter um grande aumento na demanda com a chegada dos portos e das hidrelétrica, e nós não estaremos preparados, nem nos preparando para encarar tudo isso. A sociedade civil organizada de Itaituba, quem tem um plano de saúde, ou se não tem, pode pagar por um atendimento médico não tem prestado atenção a isso tudo. A maioria da população, que é quem precisa desse atendimento, faz apenas reclamações esporádicas.

Eu estou falando apenas do básico, do atendimento do dia a dia. Temos a questão dos especialistas, dos quais a população mais carente tanto precisa, mas, não tem contado com eles. E eu faço questão de ressaltar, que não estou querendo apontar o dedo para quem quer que seja. Não estou buscando culpados. Minha única intenção é levantar essa discussão, com responsabilidade, para que a gente encontre a solução adequada que atenda aos interesses da população, sobretudo aquela que mais precisa do serviço público de saúde, no caso, o serviço prestado pelo Hospital Municipal de Itaituba, que é o reflexo da saúde no município", finalizou o Dr. Antônio Alvarenga.

Fonte: Blog do Jota Parente, 19/04/13

Pensando bem


quarta-feira, 17 de abril de 2013

Sou forte porque tenho Deus comigo!


Cirurgia plástica segura

Todo processo cirúrgico exige preparação e cuidados essenciais para uma recuperação rápida e tranquila. Confira dez passos para não cair em uma roubada!

Da Redação Corpo a Corpo
cirurgia-plastica-cuidados
Para obter o resultado desejado na cirurgia, é primordial 
adotar alguns cuidados que podem fazer toda a diferença
Foto: Danilo Borges 
1. Desconfie de facilidades como cirurgias milagrosas em consultório com retorno imediato das atividades.
2. Desconfie de cirurgias na hora do almoço.
3. “Preste atenção nos preços incoerentes com os procedimentos”, alerta Bárbara Machado, cirurgiã plástica e chefe da equipe médica da Clínica Ivo Pitanguy (RJ).
4. Não existe lipoaspiração segura em consultórios.
5. Não há novidades o tempo todo. “Existem, sim, boas técnicas estabelecidas que, quando bem usadas, geram excelentes resultados”, esclarece Miguel Sorrentino, cirurgião plástico (SP).
6. Organize-se antes da cirurgia para não ficar preocupada com assuntos ligados ao trabalho ou ao lar. A sua recuperação é prioridade.
7. Siga todas as recomendações feitas pelo médico. Por isso, respeite o período de recuperação.
8. Informe-se sobre as restrições que envolvem cada etapa da operação.
9. Só tome analgésicos e anti-inflamatórios prescritos pelo médico, caso tenha algum desconforto. Evite a automedicação!
10. Compareça a todas as consultas de acompanhamento determinadas por seu cirurgião plástico.

Fonte: Revista Corpo a Corpo, 16/04/2013

Transparente ou traz parente?



Licença de usina no Tapajós está suspensa temporariamente

Agência Brasil

O desembargador João Batista Moreira, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), em Brasília, determinou a suspensão temporária do processo de licenciamento ambiental relativo às obras da Usina Hidrelétrica São Luís do Tapajós, no Rio Tapajós, município de Itaituba, oeste do Pará, e todas as ações relacionadas ao empreendimento.

De acordo com a assessoria de imprensa do tribunal, na decisão, que ainda não foi publicada no Diário Oficial da Justiça, o desembargador determina a suspensão “até o julgamento do mérito da presente ação”.

O Ministério Público Federal no Pará (MPF/PA) apresentou, no mês passado, o pedido ao TRF-1 como recurso contra decisão da Justiça Federal em Santarém, que havia negado a interrupção das atividades.

Segundo o recurso, atendido na íntegra, antes de serem feitos estudos de impacto ambiental que demandem a presença de técnicos no local, é preciso haver consulta “livre, prévia e informada”, não apenas aos povos indígenas, mas também às populações tradicionais atingidas, nos moldes do estabelecido na Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), da qual o Brasil é signatário.

Leia mais em Justiça determina suspensão temporária do processo de licenciamento ambiental de usina no Tapajós.

Fonte: Blog do Jeso, 17/04/2013


Ministério da Saúde facilita acesso à pílula do dia seguinte

O governo federal distribuiu cerca de 175 mil cartilhas na rede pública de saúde com o objetivo de facilitar o acesso das mulheres à chamada pílula do dia seguinte.

Análise: Desinformação é entrave para a prevenção

É a primeira vez que o Ministério da Saúde dá orientações claras a médicos e enfermeiros de postos de saúde e hospitais sobre a distribuição do contraceptivo emergencial.

No livreto, o governo reforça que os comprimidos podem ser entregues por enfermeiros sem exigência de receita médica. A prescrição continua sendo obrigatória para venda nas farmácias, apesar de, na prática, a prescrição não ser exigida.

A Folha revelou em março de 2012 que o acesso à pílula era precário no SUS. A prática, muitas vezes, era exigir a receita médica, mas consultas com ginecologistas podiam demorar até dois meses.

A pílula do dia seguinte tem efeito contraceptivo até o quinto dia após uma relação sexual desprotegida.

"O benefício é tão absurdamente vantajoso que vale a pena. É uma forma de evitar aborto, porque evita uma gravidez indesejada", disse Helvécio Magalhães, secretário de Atenção à Saúde.

O Conselho Federal de Medicina diz que não foi informado oficialmente. Resolução da entidade diz que "cabe ao médico a responsabilidade pela prescrição [da pílula] como medida de prevenção" à gravidez indesejada. É possível, porém, que a norma seja reavaliada agora. 
 
APOIO
A medida é apoiada pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia.

"No Brasil, muitas informações que chegam à população não são científicas, passam pelo crivo religioso.
Muitos dizem que a pílula do dia seguinte é abortiva, mesmo entre profissionais da saúde", declarou Olímpio Barbosa Moraes Filho, dirigente da entidade.

'EMERGÊNCIA'

A previsão é que neste ano sejam entregues cerca de 1 milhão de cartelas do levonorgestrel (pílula comprada e distribuída pelo ministério).

O governo alerta que o remédio não deve ser usado para substituir o método contraceptivo de rotina. E destaca ainda que as usuárias que receberem o medicamento devem receber também orientação sobre planejamento reprodutivo.

"O próprio nome já diz: é de 'emergência'. A pílula não deve ser entregue mecanicamente, tem que ser acompanhada de um processo educativo", afirma Ana Costa, presidente do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde.

A felicidade segundo Chico Xavier


Quem manda mesmo?

Depois que foi divulgado o Decreto nº 714/2013, do Governo do Pará, que no seu bojo paralisa as atividades de todas as balsas que estão extraindo minérios no leito do rio Tapajós, a Diretoria de Planejamento da Prefeitura de Itaituba convocou, para o dia 19/04/2013, a partir das 15 horas, no auditório da Prefeitura Municipal de Itaituba, uma reunião com as cooperativas e outros segmentos envolvidos direta e indiretamente com a atividade garimpeira, o que suscita algumas interrogações, a saber:


1) Já que a Prefeitura de Itaituba tem uma Secretaria de Mineração e Meio Ambiente por que a Diretoria de Planejamento promoverá esta reunião? Não está ocorrendo uma ingerência de uma diretoria numa secretaria? A Secretaria que deveria se pronunciar e agir sobre este assunto não seria a Secretaria de Mineração e Meio Ambiente?


2) O Decreto assinado pelo Governador do Pará, deixa claro que as balsas em atividades de extração de ouro no leito do rio Tapajós, vão paralisar suas atividades por 60 dias, até que seja editado ato normativo pelo órgão ambiental competente que regule ambientalmente a atividade garimpeira, desde que amparado em estudos que comprovem que o meio ambiente tenha condições de suportar esta atividade. As balsas já paralisaram suas atividades?

Decreto de Jatene paralisa, por enquanto, a garimpagem no Tapajós


Balsa extraindo ouro no leito do rio Tapajós 
 
Entrou em vigor nesta segunda feira (15) o Decreto nº 714, de 05 de abril de 2013, assinado por Simão Jatene, governador do Pará, que proíbe a concessão de novas licenças e/ou autorizações ambientais para atividade garimpeira em áreas do rio Tapajós. Conheça o decreto em sua integra o decreto. Agora, a concessão ou renovação de licenças ambientais minerais no leito do rio somente serão possíveis após análise técnica da pasta estadual de Meio Ambiente (Sema). As balsas, dragas, chupadeiras e similares que estão trabalhando hoje com amparo de licenças e/ou autorização ambiental devem paralisar as suas atividades por 60 dias.

O Art. 2º do decreto enfatiza que a concessão ou renovação de licenças e/ou autorizações ambientais minerais no leito do Rio Tapajós somente será possível após análise técnica motivada da Secretaria Estadual de Meio Ambiente – SEMA, que considerará o impacto sinérgico das atividades já existentes, em estrita observância à legislação em vigor.

terça-feira, 16 de abril de 2013

Miritituba obtém licença prévia para terminal de cargas

Foi publicada nesta segunda-feira, 15, resolução do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Coema) do Pará que aprova a concessão de Licença Prévia do projeto Estação de transbordo de Cargas (ETC) HSBA Tapajós, localizado no distrito de Miritituba, no município paraense de Itaituba, da empresa Hidrovias do Brasil - Miritituba S.A. A concessão foi decidida durante a reunião do Coema, na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) na última quinta-feira, 11.

A decisão do Conselho foi baseada nos pareceres técnicos da Diretoria de Licenciamento Ambiental e da Consultoria Jurídica da Sema, órgão responsável pela promoção da audiência pública sobre o projeto, realizada em setembro de 2012.

Mais de 400 pessoas participaram da audiência pública, que teve a presença de gestores municipais, deputados federais e estaduais, representantes da Promotoria de Justiça, Polícia Militar e Civil, Instituto de Colonização e Reforma Agrária, Superintendência do Patrimônio da União, Juizado de Vara Criminal de Itaituba, Associação Comunitária de Itaituba e outros atores da sociedade civil organizada.

Há previsão de programas de responsabilidade sócio-ambiental, que visam, dentre outras coisas, trabalhar em parceria com os órgãos gestores na melhoria das áreas de saúde, segurança e educação, além dos aspectos ambientais, como exemplo do replantio de espécies nativas em áreas degradadas, proteção de animais da região, aproveitamento de áreas já antropizadas para construção das obras.

Também é prevista a viabilização de infraestrutura, especialmente no que diz respeito ao asfaltamento de estradas, tratamento de água superficial e de esgoto. No quesito trabalho, a empresa informou que nas três fases do projeto serão gerados mil postos de emprego.

Funcionalidade
A Estação de Transbordo de Carga/ETC HBSA Tapajós é um terminal que vai realizar a movimentação e transporte de grandes volumes de grãos e farelo - transportados por caminhões vindos das regiões produtoras do Centro-Oeste, através da rodovia BR-163 (Cuiabá-Santarém) - no rio Amazonas e seus afluentes Tapajós, Tocantins e Madeira. A área escolhida para a implantação do projeto é de aproximadamente 11,5 hectares, e prevê localização dentro da Zona Comercial Industrial e Portuária (ZCIP) de Itaituba.

Fonte: Amazônia S/A, com informações de SEMA, 16/04/2013

A pergunta que não quer calar


Pastores viram arma na guerra de audiência na TV

Com pregação semelhante em relação aos direitos dos gays, uma matéria que está na pauta do dia em meio mundo, os pastores Marco Feliciano e Silas Malafaia se tornaram personagens frequentes em programas de auditório, humorísticos e talk shows.
Há várias razões para isso, algumas mais fáceis de enxergar. Do ponto de vista do “show”, é muito valorizada a  habilidade que ambos possuem de expressar suas posições extremadas com a mesma verve que exibem no púlpito, o que confere a suas participações na mídia sempre um caráter de “polêmica”.
Pela primeira vez, que eu saiba, foi possível ver o efeito que produzem de forma simultânea no horário nobre. Por 30 minutos, aproximadamente, o espectador que brincou com o controle remoto na noite desta segunda-feira (15) deu de cara com os dois pontificando contra o casamento gay. Enquanto Feliciano dava entrevista ao Ratinho, no SBT, Malafaia respondia a perguntas de Luciana Gimenez, na RedeTV!.

Mesmo um espectador com maior fervor religioso deve ter achado estranho, para não dizer assustador. Desesperadas por audiência a qualquer custo, as emissoras têm mostrado pouca imaginação nos dias de hoje. A coincidência de ver os dois pastores ao mesmo tempo reforçando pontos de vista conservadores diz muito deste momento que vive a televisão comercial brasileira.
Em tempo: Sobre o conteúdo da entrevista de Feliciano a Ratinho, leia aqui

Fonte:Blog do Maurico Stycer, 16/04/2013

segunda-feira, 15 de abril de 2013

A educação começa em casa!


FBI considera terroristas os ataques em Boston



Pessoas correm desesperadas pelas ruas de Boston próximas ao local onde houve duas explosões durante a Maratona

O FBI já considera os ataques ocorridos nesta segunda-feira (15) em Boston (EUA) como terroristas, de acordo com a imprensa americana. A chegada da maratona de Boston hoje teve duas explosões que aterrorizaram participantes e espectadores. Ainda não há informações sobre as causas do incidente, nem confirmação oficial do número de mortos e feridos. Segundo informações divulgadas no Twitter do Departamento de Polícia de Boston, pelo menos duas pessoas morreram e dezenas ficaram feridas após as explosões.

A Casa Branca também trata os ataques como um "ato de terrorismo", segundo informou uma fonte à agência de notícias Reuters. Apesar de ainda não haver certeza sobre a autoria do atentado à maratona de Boston, esta fonte considera que "qualquer incidente com múltiplos artefatos explosivos --como parece ser o caso-- é claramente um ato terrorista, e será tratado como tal", afirmou à agência. "No entanto, nós não sabemos ainda quem executou este ataque, e a investigação ainda deverá determinar se foi planejado por um grupo terrorista, estrangeiro ou doméstico", acrescentou a fonte da Reuters.


Uma criança de oito anos é uma das duas pessoas mortas pelas explosões, segundo informou a rede de TV americana "CNN". A rede de TV também cita que haveria pelo menos 110 pessoas feridas, incluindo oito crianças. A polícia de Boston recomendou que os moradores da cidade não saiam de casa por enquanto. A recomendação veio após a confirmação da ocorrência de uma terceira explosão, após as duas primeiras.


Vítimas são atendidas após explosão na linha de chegada da Maratona de Boston

O FBI já considera os ataques ocorridos nesta segunda-feira (15) em Boston (EUA) como terroristas, de acordo com a imprensa americana. A chegada da maratona de Boston hoje teve duas explosões que aterrorizaram participantes e espectadores. Ainda não há informações sobre as causas do incidente, nem confirmação oficial do número de mortos e feridos. Segundo informações divulgadas no Twitter do Departamento de Polícia de Boston, pelo menos duas pessoas morreram e dezenas ficaram feridas após as explosões.

A Casa Branca também trata os ataques como um "ato de terrorismo", segundo informou uma fonte à agência de notícias Reuters. Apesar de ainda não haver certeza sobre a autoria do atentado à maratona de Boston, esta fonte considera que "qualquer incidente com múltiplos artefatos explosivos --como parece ser o caso-- é claramente um ato terrorista, e será tratado como tal", afirmou à agência. "No entanto, nós não sabemos ainda quem executou este ataque, e a investigação ainda deverá determinar se foi planejado por um grupo terrorista, estrangeiro ou doméstico", acrescentou a fonte da Reuters.

Uma criança de oito anos é uma das duas pessoas mortas pelas explosões, segundo informou a rede de TV americana "CNN". A rede de TV também cita que haveria pelo menos 110 pessoas feridas, incluindo oito crianças. A polícia de Boston recomendou que os moradores da cidade não saiam de casa por enquanto. A recomendação veio após a confirmação da ocorrência de uma terceira explosão, após as duas primeiras.

 A terceira explosão foi na Biblioteca JFK. O local, que fica a cerca de 4,8 quilômetros da linha de chegada da maratona, abriga o memorial e um museu em homenagem ao ex-presidente norte-americano John F. Kennedy.

Aproximadamente três horas depois que os vencedores finalizaram a maratona, a primeira explosão aconteceu próxima a um hotel na Boylston Street, logo antes da linha de chegada. Antes da tragédia, a prova masculina foi vencida pelo etíope Lelisa Desisa, e a queniana Rita Jeptoo ficou com a vitória no feminino. Mais de 100 pessoas ficaram feridas, segundo o jornal "Boston Globe".

A segunda explosão aconteceu segundos depois da primeira, no mesmo local. Outros dois artefatos explosivos não detonados foram encontrados e desarmados nas proximidades do local das primeiras explosões, segundo oficiais do serviço de inteligência da polícia. Espectadores foram socorridos pelo serviço médico disponível no local para atender aos corredores exaustos.

O comissário da polícia de Boston Ed Davis disse que "artefatos poderosos" causaram as duas explosões e afirmou que a polícia não tinha nenhum suspeito sob custódia. "Estamos interrogando muitas pessoas, mas não há suspeito sob custódia", declarou Davis. Ele disse ainda que o incêndio na biblioteca, que descreveu como tendo sido causado por um "artefato incendiário", pode não ter ligação com o incidente na maratona.

O Consulado do Brasil em Boston está de prontidão para eventual necessidade de atendimento a brasileiros. Mas, até agora, ainda não houve nenhum pedido de ajuda ou de emergência.

Fonte:uol, 15/04/2013