Pesquisar este blog

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Quem não lê...


quinta-feira, 26 de julho de 2012

Governo dá reajuste de até 45 por cento a professores de ensino superior da rede federal

O salário inicial do professor com doutorado e com dedicação exclusiva será de R$ 8,4 mil


O salário inicial do professor com doutorado e com dedicação exclusiva será de R$ 8,4 mil
O governo federal propôs um plano de carreira às entidades sindicais dos professores dos institutos e das universidades federais que passará a vigorar a partir de 2013. A proposta foi anunciada em um encontro que os Ministérios do Planejamento e da Educação tiveram com os representantes sindicais da categoria nesta sexta-feira, 13. O reajuste vai de 16% até 45%.

A proposta reduz de 17 para 13 os níveis da carreira, como forma de incentivar o avanço mais rápido e a busca da qualificação profissional e dos títulos acadêmicos.

Em reunião realizada com os representantes sindicais dos professores, o governo propôs o seguinte plano:

Todos os docentes federais de nível superior terão reajustes salariais, além dos 4% concedidos pela MP 568 retroativo a março, ao longo dos próximos três anos.

O salário inicial do professor com doutorado e com dedicação exclusiva será de R$ 8,4 mil. Os salários dos professores já ingressados na universidade, com título de doutor e dedicação exclusiva passarão de R$ 7,3 mil para R$ 10 mil.

Ao longo dos próximos três anos, a remuneração do professor titular com dedicação exclusiva passará de R$ 11,8 mil para R$ 17,1 mil.

No caso dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, além da possibilidade de progressão pela titulação, haverá um novo processo de certificação do conhecimento tecnológico e experiência acumulados ao longo da atividade profissional de cada docente.

Segundo o MEC, hoje a rede federal tem 105.667 professores, dos quais 37.522 são aposentados. Entre os docentes em atividade, 87% têm contratos de dedicação exclusiva. Dos ativos, 68% têm doutorado, 25,9% têm mestrado e 2,1%, só a graduação. Outros 2.797 professores estão em nível de aperfeiçoamento ou de especialização, com
cursos em andamento.

"Desta forma, o governo federal atende a reivindicação histórica dos docentes, que pleiteavam um plano de carreira que privilegiasse a qualificação e o mérito. Além disso, torna a carreira mais atraente para novos profissionais e reconhece a dedicação dos professores mais experientes", informou o Ministério do Planejamento.

O Andes, sindicato dos professores de universidades federais, criticou a proposta de plano de carreira apresentada pelo governo federal, mas não quis informar se defenderá a manutenção da greve, que já se estende por 57 dias. "Para as universidades públicas brasileiras se desenvolverem, é preciso ter uma carreira estruturada, e não tabelas com valores jogados ao léu", disse o segundo tesoureiro do Andes, Almir Menezes.

A proposta do governo estabelece prazo de até três anos. "O MEC apresentou uma tabela sem um conceito de carreira e não disse quando isso vai ser aplicado. O problema é que no ano que vem pode ser só 1%, por exemplo." Menezes admitiu que os reajustes, que variam de 16% a 45%, podem ser considerados "razoáveis" se fossem entrar em vigor imediatamente. Mas, com o horizonte proposto, de três anos, são "insuficientes".

Além da crítica à falta de parâmetro e aos valores atribuídos "aleatoriamente" e sem cronograma detalhado, o Andes considerou que a forma de divulgação prejudica a apreciação da proposta. "O comando nacional de greve vai precisar fazer um estudo das tabelas e depois encaminhar para a base", disse Menezes. "Vamos discutir os números na semana que vem. Cada assembleia tem seu tempo."


Fonte: www.estadao.com.br, 16/07/12

O PT mostra sua face Decreto permite substituir servidores federais grevistas

Decreto da presidente Dilma foi publicado no 'Diário Oficial' desta quarta

Decreto publicado no "Diário Oficial da União" desta quarta-feira (25) permite que servidores federais em greve sejam substituídos por equivalentes estaduais. 

Servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Receita Federal em greve nos portos podem ser substituídos pelas vigilâncias sanitárias e secretarias das fazendas estaduais, por exemplo. 

A greve na Anvisa e de auditores fiscais da Receita Federal já causa prejuízos e filas de navios no Porto de Santos, no litoral de São Paulo, no de Vitória, no Espírito Santo, e no de Suape, em Pernambuco. 

De acordo com decreto assinado pela presidente Dilma Rousseff , "compete aos Ministros de Estado supervisores dos órgãos ou entidades em que ocorrer greve, paralisação ou retardamento de atividades e serviços públicos: I - promover, mediante convênio, o compartilhamento da execução da atividade ou serviço com Estados, Distrito Federal ou Municípios; e II - adotar, mediante ato próprio, procedimentos simplificados necessários à manutenção ou realização da atividade ou serviço. As atividades de liberação de veículos e cargas no comércio exterior serão executadas em prazo máximo a ser definido pelo respectivo Ministro de Estado supervisor dos órgãos ou entidades intervenientes." 

As medidas adotadas pelos estados serão encerradas com o término da greve ou paralisação. O decreto começa a valer a partir desta quarta-feira (25). 

Fonte: G1.com      25/07/2012 08h48

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Manaus vai sediar Congresso Internacional sobre direito ambiental e medidas de preservação



A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) em parceria com a Escola Nacional de Magistratura (ENM) vai realizar, entre os dias 8 e 11 de agosto, o I Congresso Internacional de Magistrados Sobre Meio Ambiente, na cidade de Manaus (AM).

O objetivo do encontro é proporcionar uma visão do Direito Ambiental sob a ótica do Poder Judiciário, Executivo e Legislativo, em nível nacional e internacional, além de apresentar soluções para os problemas decorrentes do mau uso do Meio Ambiente na atualidade.

A programação do evento conta com debates sobre os resultados da Rio + 20, tendências e desafios do direito ambiental, interpretação do novo Código Florestal, tratamento de resíduos sólidos, competências ambientais, dentre outros.

As inscrições custam R$ 200 reais para profissionais e R$ 100 reais para estudantes e os interessados devem se inscrever no site: www.amb.com.br/da

Fonte: JusBrasil Noticias, 24/07/12

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Estudar é preciso!

Minha Turma de Doutorado em Psicologia Social, na UK - Universidade John F. Kennedy, de Buenos Aires

terça-feira, 17 de julho de 2012

Eleitores podem denunciar inelegibilidade de candidatos até amanha

Brasília Os eleitores que souberem de fatos que apontem para inelegibilidade de algum candidato às eleições de prefeito, vice-prefeito e vereadores têm até amanhã (18) para informar a irregularidade ao juiz eleitoral da cidade. O cidadão deve apresentar a informação com provas e estar em gozo dos direitos políticos.

A participação do eleitor pode impedir que candidatos irregulares concorram às eleições de 2012. São considerados inelegíveis os enquadrados nas restrições impostas pelas leis complementares 64/90 (Lei das Inelegibilidades) e  135/10  (Lei da Ficha Limpa). As eleições serão realizadas no dia 7 de outubro. O segundo turno eleitoral, nas cidades onde for previsto, ocorrerá no dia 28 do mesmo mês.

De acordo com as duas leis complementares, podem ser considerados inaptos a exercer cargo público os candidatos condenados em decisão transitada em julgado (sem possibilidade de recurso) pelos seguintes crimes: contra a economia popular, a fé e a administração pública; de lavagem de dinheiro e ocultação de bens; de tráfico de entorpecentes, racismo, tortura e terrorismo; além de compra de votos e abuso do poder econômico, entre outros.

De acordo com o calendário eleitoral divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), amanhã se encerra também o prazo de registro dos comitês financeiros pelos partidos políticos que concorrerão às eleições. Os comitês são registrados nos cartórios municipais e são criados para administrar e distribuir a arrecadação das campanhas. O TSE ainda não sabe quantos comitês já foram registrados.

Ainda de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, amanhã também será a data final para apresentar pedidos de impugnação do registro individual de candidatos que estejam irregulares, nos casos em que os partidos políticos ou coligações ainda não tenham requerido. Podem pedir a impugnação dos registros qualquer candidato, partido político, coligação ou o Ministério Público Eleitoral.

Para pesquisar a situação dos candidatos registrados, os cidadãos podem acessar o DivulgaCand 2012. O sistema, atualizado diariamente, permite que qualquer pessoa verifique a quantidade de candidatos inscritos por estados e municípios, o número de cargos a vereador, além das informações repassadas à Justiça Eleitoral pelos candidatos, como declaração de bens, certidões criminais, entre outros.

Hoje (17), o sistema apontava o pedido de registro de 2.011 candidatos a prefeito, 2.015 a vice-prefeito e 75.448 a vereador. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, os registros dos candidatos estão sendo analisados.

Edição: Davi Oliveira

Fonte: Agencia Brasil, 17/07/12

sábado, 14 de julho de 2012

Neste ano, campanhas eleitorais obedecerão três etapas

Há duas eleições, a forma de trabalhar as campanhas eleitorais mudou consideravelmente. Antes, os candidatos já iniciavam dando uma demonstração de força no que diz respeito a investimentos financeiros. Atualmente, dadas as mudanças na legislação eleitoral com relação a documentação da arrecadação e a aplicação de valores e os exemplos de cassações de mandatos, o melhor é se precaver.

Outro fato comprovado é o planejamento do investimento por etapas: pouco no primeiro mês, aumento no segundo e aceleração no terceiro mês.  

Geralmente, as campanhas vitoriosas envolve todo um trabalho de planejamento, acompanhamento e avaliação do processo. É aconselhável também a otimização de recursos humanos e tecnológicos. Mudanças de rumos podem ser determinadas pela realização de pesquisas mensais. 

Além disso, um profissional com conhecimento de política e capacidade de elaboração de estratégias, pode fazer a diferença. 

A economia na aplicação de recursos, quando se trata de contratação de profissionais, pode significar o começo da derrota.

Além desses aspectos há outros que colaboram enormemente para o sucesso de uma campanha eleitoral.  

sexta-feira, 13 de julho de 2012


Deposição de Fernando Lugo foi golpe contra o Brasil

12/7/2012 12:36,  Por Breno Altman - de São Paulo

i
Quase um mês após o desfecho sumário que provocou a derrocada do presidente constitucional doParaguai, já é possível analisar com mais acuidade os interesses geopolíticos envolvidos.
Não é uma novidade que as iniciativas de integração sul-americana, aprofundadas após a posse de governos progressistas nesse rincão, estabelecem desafio para a estratégia da Casa Branca, cujas raízes remontam à velha Doutrina Monroe. Desde que o quinto presidente dos Estados Unidos proclamou seu enunciado, em 1823, “a América para os americanos” virou o zênite da política continental de Washington.
Na virada do século, o centro dessa estratégia era a constituição da ALCA – a Área de Livre Comércio das Américas, que selaria a hegemonia sobre nações que considera sua reserva natural de influência. As vitórias eleitorais de esquerda, especialmente de Hugo Chávez e Lula, colocaram por terra o plano expansionista.
Os formuladores do Departamento de Estado levaram algum tempo para reagir. Substituíram a abordagem de bloco pela bilateralidade. Através de tratados de livre-comércio e acordos militares, entenderam que o melhor caminho para defender suas posições seria dificultar que a região encontrasse fórmulas de unidade fora de seu controle.
A atitude em relação ao Brasil, no entanto, vinha se mostrando instável. Com momentos de choque, como no caso iraniano, e outros de pressão nos bastidores, buscando enfraquecer as posições brasileiras no cenário internacional sem afrontá-las. Na maior parte do tempo, contudo, a Casa Branca preferiu defender seus interesses atrás do palco.
Base militar
A derrubada de Lugo, porém, abre novo capítulo. Imediatamente reconhecido por Washington, o governo de Federico Franco facilita enclave norte-americano na área do Mercosul, incluindo a retomada do projeto da base militar de Mariscal Estigarriba. Poucos dias após a queda do presidente, uma delegação do Pentágono já se encontrava em Assunção, conforme revelou o insuspeito deputado Lopes Chávez, presidente da Comissão de Defesa da Câmera de Deputados e aliado do general Lino Oviedo, um dos mentores do golpe.
Além de pretensões práticas, os EUA, ao favorecerem uma virada de mesa na vizinhança brasileira, possivelmente imaginaram colocar em xeque a capacidade do principal país da região em reagir a situações de conflito. Não é segredo, afinal, que o bloco sul-americano depende da força política, econômica e militar do Brasil.
Mas o desenlace, por ora, fustiga os desejos da superpotência. Apesar da influência de grupos pró-Monroe, e por isso mesmo criticado pela hesitação perante o golpe, o Itamaraty seguiu as determinações da presidente Dilma e a Casa Branca tomou o troco, com a suspensão do Paraguai e a integração da Venezuela ao Mercosul.
Logo os aliados de Washington, das mais distintas nacionalidades, começaram a espernear, tentando reverter ou desgastar a resposta liderada pelo Brasil. A começar pelo secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), entidade notoriamente subordinada aos desígnios norte-americanos. Uma reação que ressalta o quanto a disputa ultrapassa o cenário de um pequeno país.
Está em jogo o próprio projeto de integração sul-americana. Os adversários desse processo arriscaram um ataque frontal à liderança brasileira, em plena Rio+20, na expectativa de derrubar uma peça do dominó e ver todas as demais caírem na sequência. Até agora, encontraram resistência à altura.
Breno Altman é jornalista e diretor editorial do site Opera Mundi
Fonte: Jornal Correio do Brasil,12/07/12

terça-feira, 10 de julho de 2012

Secretário de Meio Ambiente de Itaituba flagrado com carne de tartaruga

Um exemplo vale mais do que mil palavras!


O Ibama apreendeu na noite de ontem (9) uma tartaruga-da-amazônia (podocnemis expansa), já sem casco e esquartejada, no Aeroporto Internacional de Belém, no Pará. A carne do animal, que integra a lista das espécies brasileiras ameaçadas de extinção, estava em poder do secretário de Mineração, Meio Ambiente e Produção de Itaituba, Ivo Lubrina de Castro, que desembarcava na capital de um voo da Sete Linhas Aéreas vindo do oeste do Estado.


Segundo o chefe do posto de fiscalização do Ibama no aeroporto Val-de-Cans, Luiz Paulo Albarelli, o secretário alegou que a tartaruga seria servida numa festa de recepção para o filho dele, que chegaria de Londres onde estuda. Por transportar o animal protegido sem autorização do órgão ambiental, o político foi multado em R$ 5 mil e vai responder civil e criminalmente pela infração ambiental. A carne da tartaruga-da-amazônia será incinerada.

O secretário de Meio Ambiente embarcou em Itaituba, aproximadamente às 19h, no voo 6423 (Almeirim-Belém), que fez escala na cidade. Ele despachou a tartaruga de cerca de 10 kg, já congelada, acondicionada em uma caixa de isopor. Ao chegar ao desembarque no aeroporto Val-de-Cans, por volta das 21h, o volume foi aberto pelos agentes do Ibama. A carga foi apreendida e o político multado na hora.

OPERAÇÃO PADRÃO

Mesmo em estado de greve desde 21 de junho, o Ibama está fiscalizando todas as bagagens no aeroporto internacional, como parte da operação padrão da categoria. Os servidores reivindicam que o governo apresente uma proposta de reestruturação da carreira de especialista em meio ambiente. “O setor ambiental está sucateado, desvalorizado e entre os mais mal pagos do Executivo”, diz a presidente da Associação dos Servidores do Ibama (Asibama/PA), Cecília de Jesus. A categoria mantém a operação padrão até 30 de julho de 2012. (As informações são do Ibama).

Fonte: Blog Quarto Poder, 10/07/2012

domingo, 8 de julho de 2012

Deputado federal do PT renuncia ao mandato em protesto contra direção do partido


Ivan Richard

Repórter da Agência Brasil


Brasília - O deputado federal Maurício Rands (PT-PE) oficializou hoje (6) seu pedido de renúncia do cargo. Em documento lido pelo deputado João Caldas (PSDB-AL), no exercício da presidência da sessão, Rands afirma que sai da vida pública e da política partidária para exercer mais plenamente a cidadania.

Em nota intitulada Carta ao Povo Pernambucano, Rands argumenta que sua decisão foi motivada pela postura autoritária da direção nacional do PT em relação à candidatura petista para a prefeitura do Recife, quando a disputa interna foi suspensa em benefício do senador Humberto Costa (PT-PE). A decisão de renunciar ao mandato havia sido anunciada na última quarta-feira (4).

No segundo mandato consecutivo, Rands estava licenciado da Casa para exercer o cargo de secretário de Governo de Pernambuco. Depois da decisão da direção nacional do PT, impondo autoritariamente a retirada da minha candidatura e a do atual prefeito [João da Costa], recolhi-me à reflexão. Concluí que esgotei por inteiro minha motivação e a razão para continuar lutando por uma renovação no PT, diz trecho do documento.

Na carta, Rands diz que a Executiva Nacional do PT cometeu grave equívoco" por ter imposto, a partir de São Paulo, um candidato à prefeitura da capital pernambucana. Por não terem dialogado com a militância do PT no Recife, muito menos com a Frente Popular, ignoraram que existiam alternativas, procedimentais e de quadros, dentro do partido, que unificariam a frente em torno de uma candidatura do PT, escreveu Rands.

Para o deputado, a medida provocou danos na relação com o partido. Com a decisão da direção nacional do PT, lamentavelmente, esta unidade resultou rompida. Diante da minha discordância com essa ruptura provocada pela direção nacional do partido, concluí que cheguei ao fim de um ciclo na minha vida de militante partidário, pontuou.

Pelo Regimento Interno da Casa, a renúncia, para ser efetivada, ainda precisa ser publicada no Diário da Câmara dos Deputados, o que deve ocorrer na próxima segunda-feira (9).


Edição: Davi Oliveira


Fonte: JusBrasil Notícias, 06/07/2012

A renúncia do deputado Maurício Rands

Acredito que estamos no fundo do poço como náufragos de uma democracia onde os interesses partidários prevalecem sobre os da nação. Tivemos os "Anões do Orçamento", cujos atos cairam no esquecimento.

Agora aguardamos o desfecho do julgamento do "Mensalão" marcado para início de agosto/2012, cuja decisão vai marcar o STF como guardião ou não da CF (art. 102/CF/88).

Assim caminha o Brasil, atolado na corrupção e na insegurança jurídica.

Por outro lado, o nobre deputado Maurício Rands antes de filiar ao PT deveria ter lido Hamlet, de Shakespeare, no trecho que diz: "Os covardes morrem várias vezes antes de lutar. Somente os heróis morrem uma única vez:LUTANDO. Segundo Shakespeare, a luta pelos princípios éticos e morais representa a essência do ser humano. A fuga pertence, irremediavelmente, aos fracos. E por falar nos fracos, disse o amigo Vladimir Putin, o eterno presidente rotativo da Rússia: "Os fracos não são amados e nem ouvidos, são insultados".


Sou de opinião de que se todas as pessoas honestas sairem do PT o partido desaparece do cenário político nacional. Isso não é bom para a democracia brasileira que está entre as alas: direita, centro e esquerda.


Ambrósio da Cruz, comentando a renúncia do deputado federal Maurício Rands do PT/PE

O PCdoB e PSB RECUARAM ESTRATEGICAMENTE!

Eliene Nunes, candidata a prefeita, apoiada por Horalícia/PSB e Anézio Ribeiro/PCdoB


O PCdoB e o PSB queriam concorrer coligados as eleições para prefeito e vereador, em Itaituba. Primeiro, trabalharam a possibilidade de uma coligação mais ampla, envolvendo os dois partidos e também o PT, o PR, o PRP, o PTB e o PRB.

As discussões aconteciam desde janeiro e haviam fortes indicativos de que uma coligação de oposição identificada com os anseios populares seria formada. Uma pesquisa definiria quem dos cinco pré-candidatos do grupo o representaria como prefeito nas eleições.

A pesquisa indicou que Afábio Borges/PT seria o candidato da oposição, mas este não aceitou alegando possíveis problemas na sua empresa e dificuldades financeiras. Para a surpresa da oposição, dias depois Afábio Borges e o PT fechava acordo com Valmir Climaco do PMDB.

O PTB antes mesmo da pesquisa tomou outro rumo.  César Aguiar e Horalícia, não chegaram a um entendimento sobre quem seria vice na chapa e ambos buscaram a carreira solo. Diante do impasse, o PSB decidiu lançar Horalícia Cabral, como prefeita, num acordo com o PCdoB, com Anézio Ribeiro, de vice.

Numa análise da conjuntura política local, o conjunto do PSB e PCdoB, entendeu que disputar a prefeitura seria fortalecer a mega coligação de Valmir Climaco e, então decidiu por retirar as candidaturas majoritárias e apoiar Eliene Nunes, para prefeita de Itaituba.

Assim, o PSB, o PCdoB, o PV, o PR e o PRP, se juntaram numa coligação proporcional, onde o professor Anézio Ribeiro, é uma opção para o eleitorado itaitubense, como candidato à vereador.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

PCdoB aposta em Sefraim para Vereador

Eliene Nunes, candidata a prefeita, Horalícia Cabral, Sefraim, nosso candidato à vereador e Anézio Ribeiro, presidente do PCdoB


Sefraim, candidato a vereador pelo PCdoB, é um dos nomes bastante respeitados na legenda e por esse motivo o partido apostará na sua eleição. Além ser jovem e experiente, Sefraim conhece bem a realidade do município e busca as transformações sociais necessárias.

Formado em Gestão Pública pela UNITER, Sefraim também é um dos valores da Igreja Assembléia de Deus de Itaituba, onde certamente boa parte dos irmãos de fé e da juventude lhe confiará o voto. Além disso seus amigos, parentes e simpatizantes do PCdoB, reforçarão sua candidatura.

Sefraim, um dos bons nomes disponibilizados como opção para a Câmara de Vereadores!

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Definidos os candidatos à prefeitura de Itaituba

Hoje, no último dia para se registrar candidaturas majoritárias e proporcionais, finalmente podemos saber quem são os candidatos a prefeito de Itaituba.

O atual prefeito, Valmir Climaco, é candidato a reeleição e ao todo tem o apoio de 12 partidos. Seu partido o PMDB coligou-se com o PT, PTC, PSC, PSDC, PPL, DEM, PMN, PHS, PTdoB,  PDT e PP. Segundo informações, foram formadas três coligações proporcionais, cada uma com trinta candidatos à vereador para dá sustentação a candidatura de Valmir.

Deuzin, do PRB, também está na disputa pela prefeitura de Itaituba e assegura que além de disposição para a campanha, também está preparado do ponto de vista do discurso. Segundo informações, Deuzin tem um grupo de vinte e um candidatos à vereador.

Eliene Nunes é a candidata do PSD e, na última hora, conseguiu juntar uma forte coligação que além de seu partido também tem o apoio do PSDB, PPS, PTB, PV, PSB, PCdoB, PR e PRP. As duas coligações proporcionais que apoiam Eliene têm ao todo 58 candidatos a vereador. Horalicia Cabral, do PSB, Anézio Ribeiro, do PCdoB e Cézar Aguiar, do PR, depois de  muitas articulações e da decisão de seus respectivos partidos, recuaram para apoiar Eliene Nunes.

domingo, 1 de julho de 2012

A pergunta que não quer calar!

O Valmir Climaco, que busca a reeleição para prefeito de Itaituba, conseguiu fechar uma coligação com treze partidos porque é um ótimo administrador do município ou foi por outro motivo? 


Com a palavra o povo de uma cidade onde são muito fortes os indícios de desvios de recursos públicos!

Quantidade e qualidade!

Não quero quantidade! Quero qualidade! 
(Horalícia Cabral/PSB, falando sobre determinada composição política)

Defunto político ambulante

Em Itaituba, um determinado sujeito participava de reuniões políticas e depois, traindo seus companheiros, passava todas as informações para o seu "chefe" através de celular. As informações eram compartilhadas pois o celular receptor estava sempre no viva voz. O Judas Iscariotes, como está sendo chamado, não será eleito e portanto, daqui pra frente, ele nada mais é do que um defunto político ambulante!

Os Judas atuais

Os Judas de hoje não se contentam em receber apenas 30 dinheiros. Um deles, negociou a 40 mil reais e 10 cabos eleitorais pelas cabeças simples e sabe Deus quanto pela principal!

A sorte foi lançada!

Após a realização das convenções partidárias de ontem, em Itaituba, para homologar nomes definidos pelos "caciques políticos", se pode concluir que Eliene Nunes/PSD/PPS/PSDB/PTB, tem simpatia, Valmir Climaco/PMDB/PP/PV/PSDC/PTC/PSC/PT/PMN/PTdoB/PPL/PDT/DEM/PHS, tem dinheiro e César Aguiar/PR e Horalicia Cabral/PSB tem o melhor discurso (o de oposição).

Até agora tivemos uma fase que pode ser denominada TREINO e a partir da homologação das candidaturas, começa a fase denominada JOGO.

Muitos partidos que estão com Valmir,  na verdade estão só a sigla, é o caso do PTdoB, PDT, PPL e PHS, por não terem candidatos a vereador ou por serem tomados de assalto. 

Com a candidata Eliene Nunes acontece a mesma coisa com relação ao PPS, que Dadinho e Diomar estão comprometidos até a alma com o Valmir e o PTB, segundo informações não tem candidatos.

Polícia Federal prende reitor e diretores do IFPA

A Polícia Federal prendeu na madrugada de quinta-feira (28) quatro membros da diretoria do Instituto Federal do Pará (IFPA), entre eles o reitor, Edson Ary de Oliveira Fontes, o direto de projetos, Bruno Garcia Lima, o diretor financeiro administrativo, Alex Daniel Costa Oliveira e o diretor geral do Centro Federal de Educação Tecnológica do Pará (Cefet), Armando Costa Junior. Todos são acusados de formação de quadrilha, peculato e fraude em licitações. 

Durante alguns meses, com base em documentos obtidos e analisados pela Controladoria Geral da União no Pará, foi detectado o grande esquema de fraudes em licitações, apropriação e desvio de recursos públicos do IFPA e da Fundação de Apoio à Educação Tecnológica, Pesquisa e Extensão do Centro Federal de Educação Tecnológica do Pará (Funcefet). 

Por conta dos crimes comprovados, os envolvidos foram denunciados pelo Ministério Público Federal, quando foram expedidos pela 4ª Vara da Justiça Federal, em Belém, quatro mandados de prisão preventiva, oito mandados de busca e apreensão, todos cumpridos na manhã de hoje, nos municípios de Belém e Capanema. As buscas foram realizadas na reitoria do IFPA, Campus de Belém, Funcefet e escritórios de contabilidade no centro de Belém. 

Os envolvidos responderão na Justiça Federal pelos crimes de formação de quadrilha, peculato e fraudes em licitações. No total, participaram da Operação 60 Policiais Federais da Superintendência do Pará, doze servidores da CGU/PA e membros do MPF. 

Os presos foram conduzidos para a sede da Polícia Federal em Belém, mas serão transferidos, ainda na manhã de hoje, para o presídio Anastácio das Neves. 

Em Itaituba, em breve, poderá acontecer a mesma coisa com determinadas pessoas que administraram recursos federais de forma irresponsável.