Pesquisar este blog

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Senado: comissão aprova fim das coligações proporcionais

Proposta de Emenda à Constituição agora vai ao plenário. Pequenos partidos temem enfraquecimento com mudança no sistema eleitoral

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira o fim das coligações nas eleições proporcionais. O texto segue agora para votação em plenário. Se a proposta avançar, partidos não poderão mais firmar alianças para a disputa dos cargos de vereador, deputado estadual e deputado federal. Foram quatorze votos a favor e seis contra. A alteração havia sido sugerida na Comissão Especial de Reforma Política.

Em seu voto, o relator Valdir Raupp (PMDB-RO) deu parecer favorável à aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC). Ele afirma que a mudança "expurgaria do sistema eleitoral as uniões efêmeras de partidos e a ausência de afinidade entre os coligados, que aglomeram-se somente durante o período pré-eleitoral por momentânea conveniência política e interesse em aumentar o tempo de propaganda eleitoral no rádio e na televisão".

A proposta encontra resistência entre os pequenos partidos, especialmente os que sobrevivem negociando tempo de TV com legendas maiores. "Proibir as coligações nas eleições proporcionais é limitar o direito de livre associação", argumentou Inácio Arruda (PC do B-CE).

Referendo - A CCJ também aprovou uma PEC que torna necessária a convocação de um referendo para validar qualquer mudança no modelo de eleição para deputado federal - o que inclui as alterações em debate no âmbito da reforma política. "Nós não podemos afastar o cidadão das principais decisões da República", argumentou Pedro Taques (PDT-MT), que ajudou a aprovar a medida. Demóstenes Torres (DEM-GO) protestou: "O Congresso está abrindo mão da sua função de legislar. Nós fomos eleitos para isso. Temos de ter coragem de assumir nossas posições".

Fidelidade - Outra proposição aprovada nesta quarta-feira pela CCJ foi o Projeto de Lei que fixa a atual regra de fidelidade partidária: o dispositivo pune com a perda do mandato o ocupante de cargo público que deixar a legenda sem justa causa. A regra já está sendo aplicada graças a uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas ainda não há lei estabelecendo o critério.

Fonte: PB Agora, 29/06/11

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Brasileiros começam a usar RG com chip no mês que vem

O RG biométrico, com chip, já começa a ser implementado no Brasil em julho. Neste ano, 2 milhões de brasileiros em Brasília, Rio de Janeiro e Salvador serão os primeiros a ter o novo cartão de identidade (denominado RIC), em fase de testes.


A convocação dos selecionados para trocar a antiga cédula de identidade começou em janeiro e a escolha foi aleatória, segundo o Ministério da Justiça. No primeiro semestre, parte dos eleitores brasileiros também já foi cadastrada para permitir uma mudança para o cartão biométrico no título de eleitor.

Nessa primeira fase, todo o custo será bancado pelo governo - o documento biométrico pode custar até R$ 40 e as formas de pagamento ainda não estão definidas (hoje alguns Estados cobram pelo atual RG). Procurada ontem para comentar o assunto, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que ainda não há uma data certa para o Estado integrar o projeto. Ainda deverá ser lançado um processo licitatório (sem data definida). 

A mudança no documento deverá atingir, até 2019, 150 milhões de brasileiros. A tecnologia foi contratada de uma empresa suíça, a Covadis, com sede em Genebra, que também trabalha na instalação em outros países do mundo. Para seu executivo-chefe, Marcelo Correa, as alterações no sistema de identificação brasileiro “serão um teste importante” para a nova tecnologia. Para ele, a grande vantagem do novo formato é a proteção dos dados dos cidadãos, além da redução do risco de fraudes, com o roubo de documentos.

O cartão promete diminuir a quantidade de cópias de documentos que cada cidadão terá de fazer, cada vez que for obrigado a se apresentar a um serviço público. Ele trará um chip com dados da pessoa, informações biométricas e sua impressão digital. Para garantir a proteção dos dados, a Casa da Moeda ficará responsável pelo armazenamento das informações contidas em cada um dos cartões. 

Fonte: O Estado de S. Paulo.

Deputado Megale (PSDB) pode está envolvido no escândalo da ALEPA


Os indícios estão no processo do Ministério Público
 
“A bruxa virou contra o deputado alenquerense José Megale (PSDB), que além de perder inúmeras prefeitura na eleição passada, agora vive o pesadelo de perder o mandato com o seu nome sendo citado no escândalo da ALEPA”.

Por: Enize Vidigal


Deputado José Megale
Dezenas de cheques emitidos pela Assembleia Legislativa do Pará - no valor total que pode chegar a R$ 2 milhões - foram pagos pelo Banco do Estado do Pará (Banpará) a empresas que venceram licitações fraudadas na Casa, em 2005, apesar de não possuírem todas as assinaturas necessárias. 
 
O dado foi relevado à imprensa pelo promotor de justiça Nelson Medrado, após juntamente com os promotores de justiça Arnaldo Azevedo e Milton Menezes, protocolarem no Fórum Criminal de Belém, a denúncia contra seis acusados de participação nas fraudes em licitações da Assembleia, que sangraram o erário em cerca de R$ 8 milhões, entre 2005 e 2006.

Medrado explicou que os cheques deveriam ter duas assinaturas, como manda a lei: a do presidente titular - que na época era o atual senador Mário Couto (PSDB) - ou do presidente em exercício e também do primeiro secretário da Mesa Diretora, que era o deputado Haroldo Martins (DEM). Mas apenas alguns cheques possuíam as assinaturas de Martins ou do deputado José Megale (PSDB), que era primeiro vice-presidente da Alepa,

Segundo Medrado. 
 
Ao que tudo indica, todos os cheques foram pagos para a servidora Daura Hage, que endossou os cheques, assinando no verso. Daura era membro da Comissão de Licitação da Alepa e considerada a cabeça do esquema de fraudes em licitações da Assembleia, que vigorou durante a administração de Mário Couto.
 
As empresas que pertenciam a parentes dela venceram uma série de licitações, com destaque à JC Rodrigues de Souza, a Croc Tapioca, de propriedade do ex-marido dela, José Carlos Rodrigues de Souza, e a Tópicos Comércio de Gêneros Alimentícios Ltda, também pertencente a José Carlos em sociedade com o cunhado de Daura, Josimar Pereira Gomes. Josimar também aparece como sócio dos próprios filhos noutras empresas usadas no esquema: a JW Comércio e Material de Construção e Serviços Ltda, a WTH Gomes Comercial e Serviços e a Real Metais Serviços Técnicos.
 
Banpará - O Banpará detectou a irregularidade e entregou cópias para a Justiça e o Ministério Público do Estado. Em nota, o banco afirmou que afastou os funcionários envolvidos e abriu procedimento administrativo disciplinar. Medrado disse que foram localizados cerca de 80 cheques sem nenhuma assinatura ou faltando alguma assinatura, todos pagos no posto do banco localizado no interior da Assembleia, no valor total de quase R$ 2 milhões.
 
Mas o Banpará apresenta outros números. Segundo a instituição, teriam sido localizados 47 cheques “sem a assinatura devida” no valor total de R$ 1.377.879,08, que foram descontados no posto do Banpará localizado no bairro da Cabanagem.
 
Os cheques foram localizados pelo Banpará durante a análise dos extratos bancários que estão sendo repassados ao MPE por ordem judicial. Os cheques eram relativos apenas ao primeiro semestre de 2005. O Banpará informa ainda que o pagamento irregular dos cheques “será apurado com rigor”. A instituição atesta que, da quantia de R$ 1,3 milhão, foram descontados os encargos do Instituto Nacional de Previdência Social, no valor de R$ 702.547,37, e que a Alepa possuía fundo para pagar os referidos valores.
 
“A Daura não pode endossar os cheques, só o beneficiário. A Assembleia nunca reclamou do pagamento desses cheques”, apontou Medrado. O MP vai apurar a repercussão criminal e de improbidade administrativa do caso. “Para nós, a responsabilidade é do gestor, ele tem que tomar conta da casa dele”, disse. Ele afirmou que, por enquanto, ninguém mais será preso, exceto se tumultuar as investigações. Daura chegou a ser presa em abril, mas ganhou a liberdade e obteve autorização judicial para viajar a Recife, segundo o MPE. José Carlos chegou a ser preso preventivamente, mas ontem foi beneficiado com uma liminar em habeas corpus concedida pela juíza convocada Eva do Amaral Coelho.
 
MEGALE - O deputado Megale confirmou que foi vice-presidente da Alepa em 2005 e que assinou vários cheques quando estava no exercício da presidência. Ele explicou que os cheques eram assinados por ele e pelo primeiro secretário, deputado Haroldo Martins, mas que dificilmente as assinaturas eram colhidas juntas. “Grande parte dessa questão documental, depois de processado pelo Departamento Financeiro e Administrativo, vinha para ser homologado e ser autorizado, exigindo duas assinaturas, pelo regimento. Me causa estranheza ter apenas uma assinatura. O banco não poderia pagar”, declarou o deputado.
 
Segundo ele, as assinaturas eram colhidas no gabinete de cada deputado por funcionários do Departamento Financeiro, que levavam os cheques acompanhados dos pareceres dos setores técnicos da Casa e com o visto do Financeiro. “Assinei cheques sim, com o comprovante dos processos junto. Assinei vários empenhos, de várias ordens. Se havia alguma irregularidade eu e o deputado Martins não tínhamos conhecimento do que ocorria no processamento dessas despesas. Os cheques foram assinados dentro de uma rotina administrativa, sem favorecimento específico”, completou o deputado, que não sabe dimensionar o que pode ter sido pago só com uma assinatura. (ORM)
 
FONTE: Blogue do Xarope. 

terça-feira, 28 de junho de 2011

Os direitos do doente de câncer e outras doenças!

Vocês sabiam que, qualquer pessoa que sofra de paralisia, câncer, lepra, AIDS, AVC e uma série de outras doenças incapacitantes seja total ou parcialmente, tem direitos a isenções de impostos, taxas, desconto no preço para compra de carros adaptados, passe livre em metrô e transporte coletivo, remédios gratuitos etc???

Pois ela tem. Uma amiga minha descobriu há muito pouco tempo, que estava com câncer de mama, começou a fazer pesquisas sobre tratamentos e descobriu um livro, escrito por uma advogada que também teve câncer de mama, sobre todos os direitos que essas pessoas têm e ninguém divulga.

Entre os direitos que podem ser requeridos estão:
- Aposentadoria integral (mesmo sem contar com o tempo necessário de contribuição ao INSS);
- Isenções de IR; CPMF; Contribuição Previdenciária etc.
- Se houver deficiência física: isenção de IPI; ICMS; IOF e IPVA (isenção VITALÍCIA de IPVA) na compra de carro especial, ou adaptado'. O preço do carro, nesses casos, cai em 30%. (trinta por cento)
- Direito ao saque total de FGTS e fundos PIS ou PASEP
- Direito da quitação de valor financiado (ANTERIOR À DOENÇA, CLARO) para compra de imóvel
- Atendimento médico domiciliar
- Remédios gratuitos etc.
Para maiores detalhes, procurem o livro: 'Câncer Direito e Cidadania', de autoria da advogada Antonieta Barbosa, publicado pela Editora ARX.

Caso vocês conheçam alguém que tenha câncer e esteja em fase de tratamento, forneçam o número de telefone do 'Hospital Santana', em Mogi das Cruzes: (11) 4727- 6043. A pessoa interessada deve ligar antes e saber se o Hospital Santana tem ou não em estoque, remédio utilizado.

Caso eles tenham o remédio necessário, o fornecimento é gratis...
Minha amiga teve um câncer de mama simples, pouco invasivo, sem metástase, graças a Deus. E mesmo assim, ela terá que tomar um remédio por cinco anos. Cada caixa custa R$ 500,00 (quinhentos reais).
Imaginem o drama de quem tem câncer metastaseado, incapacitante.

O livro contém todas as informações sobre todas as doenças que são beneficiadas por leis que nós desconhecemos, que não são divulgadas, além dos procedimentos que devem ser adotados para receber tais benefícios.

DIVULGUEM!!!
Nós nos transformamos naquilo que praticamos com frequência.
A perfeição, portanto, não é um ato isolado. É um hábito'.
Aristóteles Nelson Antonio Corrêa, médico ginecologista.

É IMPORTANTE DIVULGARMOS OS DIREITOS QUE TEMOS NESTE PAÍS, AINDA MAIS PARA PESSOAS QUE REALMENTE NECESSITAM! DIVULGUE, VOCE PODE AJUDAR UMA PESSOA QUE NECESSITA AJUDA, SEM SAIR DE CASA...

A Importância de Escrever Bem

Uma pesquisa realizada recentemente mostrou que saber escrever bem é requisito fundamental para chegar aos cargos mais altos em uma empresa.

A pesquisa analisou redações de 580 pessoas empregadas em empresas de diferentes ramos. A conclusão foi que as pessoas com cargos de chefia (e salários maiores) obtiveram uma nota média 43% maior em seus textos.Especialistas afirmam que escrever bem é um importante diferencial para o profissional moderno. Mais do que o domínio da língua portuguesa, a boa escrita indica raciocínio bem estruturado, bom nível cultural, zelo e atenção a detalhes, características muito valorizadas pelas organizações atualmente.

É por isso que testes de redação estão presentes nos processos seletivos de muitas empresas. Para outras tantas, a fluência da comunicação tem um significativo peso na carreira profissional. "É uma competência bastante considerada quando se pensa em promover alguém", confirma Vera Vasconcellos, consultora da Career Center, em matéria recentemente publicada no caderno de empregos do jornal O Estado de São Paulo.

O silêncio também fala!

segunda-feira, 27 de junho de 2011

A Carta de Protesto publicada no Globo

Que venha o novo referendo pelo desarmamento. Votarei NÃO, como da primeira vez, e quantas forem necessárias. Até que os Governos Federal, Estaduais e Municipais, cada qual em sua competência, revoguem as leis que protegem bandidos, desarmem-nos, prendam-nos, invistam nos sistemas penitenciários, impeçam a entrada ilegal de armas no País e entendam de uma vez por todas que NÃOlhe cabe desarmar cidadãos de bem.

Nesse ínterim, proponho que outras questões sejam inseridas no referendo:
· Voto facultativo? SIM!
· Apenas 2 Senadores por Estado? SIM!
· Reduzir pela metade os Deputados Federais e Estaduais e os Vereadores? SIM!
· Acesso a cargos públicos exclusivamente por concurso, e NÃOpor nepotismo? SIM!
· Reduzir os 37 Ministérios para 12? SIM!
· Cláusula de bloqueio para partidos nanicos sem voto? SIM!
· Fidelidade partidária absoluta? SIM!
· Férias de apenas 30 dias para todos os políticos e juízes? SIM!
· Ampliação do Ficha-limpa? SIM!
· Fim de todas as mordomias de integrantes dos três poderes, nas três esferas? SIM!
· Cadeia imediata para quem desviar dinheiro público? SIM!
· Fim dos suplentes de Senador sem votos? SIM!
· Redução dos 20.000 funcionários do Congresso para um terço? SIM!
· Voto em lista fechada? NÃO!
· Financiamento público das campanhas? NÃO!
· Horário Eleitoral obrigatório? NÃO!
· Maioridade penal aos 16 anos para quem tirar título de eleitor? SIM!
Um BASTA! na politicagem rasteira que se pratica no Brasil? SIM!!!!!!!!!!!

Fonte: GLOBO/Gil Cordeiro Dias Ferreira, 17/05/11

Marina Silva vai deixar o Partido Verde

Marina Silva, a mulher de saúde frágil que aprendeu a ler aos 16 anos e quase virou freira, sonha em ser presidente do Brasil. Em nome da utopia, Marina fez uma escolha pragmática. Convidada a ser candidata à Presidência, aceitou filiar-se ao Partido Verde, o PV, uma pequena legenda identificada não apenas com a agenda ambientalista mas também com propostas liberais, como a legalização da maconha e do aborto. Marina, que se convertera à religião evangélica em 1997, ignorou as latentes tensões entre suas convicções religiosas e as posições liberais da plataforma verde. Apesar do bom desempenho na campanha presidencial do ano passado, não deu certo. Dois anos e 19,5 milhões de votos depois, Marina decidiu: deixará o PV.

O anúncio ocorrerá nesta semana. A união entre Marina e o PV começou com promessas e terminou em desilusões. Desilusões produzidas, sobretudo, ao sabor das inevitáveis divergências de uma campanha eleitoral. Marina e o PV, especialmente por meio de seu presidente, José Luiz Penna, discordaram em quase tudo nas eleições. Aos poucos, sua campanha separou-se da estrutura do partido.

Os problemas começaram na arrecadação de dinheiro. O vice da chapa, o empresário e fundador da Natura, Guilherme Leal, centralizou os trabalhos de coleta de recursos. Os tradicionais arrecadadores do PV se incomodaram com a resistência de Leal aos métodos tradicionais e heterodoxos de financiamento de campanhas no Brasil, do qual o partido nunca foi exceção.

Um dos dirigentes do PV conta como anedota o dia em que Marina mandou devolver uma mala de dinheiro não contabilizado, em linguajar delubiano, ao empresário paulista que o havia enviado.

O segundo ponto de atrito entre Marina e o PV deu-se em razão da entrada de líderes evangélicos na organização política da campanha. Pastores da Assembleia de Deus, igreja de Marina, influenciavam decisivamente na elaboração da agenda da candidata. A força deles no comando da campanha não casava com o perfil histórico do PV.

Se em sua plataforma e em seu discurso o PV era favorável à legalização da maconha, do aborto e do casamento gay, era uma clara incoerência que sua candidata à Presidência se colocasse contra essas posições. O PV temia perder o eleitorado urbano, moderno, descolado. As lideranças evangélicas argumentavam que isso não seria um problema e prometiam trazer 40 milhões de votos para a candidata, caso a campanha se voltasse aos eleitores evangélicos. O terceiro motivo para o desgaste entre Marina e o PV foi político.

Apesar de ter rompido com o PT, Marina mantém uma relação ambígua com o ex-presidente Lula. Suas recusas em criticar Lula publicamente durante a campanha provocaram estremecimentos entre a candidata e Guilherme Leal. Leal é simpático ao PSDB e doou dinheiro para a campanha do tucano Geraldo Alckmin à Presidência, em 2006.

Por outro lado, Marina contrariou aliados ex-petistas quando decidiu não usar uma campanha em vídeo preparado por seu marqueteiro cujo slogan era Marina, a verdadeira sucessora de Lula. A campanha era maravilhosa, impactante, contava a trajetória de vida dos dois, a proximidade deles, diz um aliado.
Marina mantém sua decisão: Acho pretensioso, poderia parecer pretensioso (o vídeo). Eu tenho muita consciência do meu tamanho. 

Fonte: JusBrasil Noticias,  25/06/11

Projeto de Lei aumenta competência dos Juizados Especiais

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei nº 361/11, do deputado William Dib (PSDB-SP), que iguala a legislação dos juizados especiais da Justiça comum à aplicada aos juizados especiais federais. O texto amplia o limite das causas que poderão ser negociadas por juizados especiais cíveis e permite que o órgão analise processos contra órgãos públicos dos Estados e dos Municípios. 

A proposta, que modifica a Lei nº 9.099/95, aumenta para 60 salários mínimos o valor máximo de causas negociadas nos juizados especiais, igualando-o ao praticado nos juizados especiais federais. O teto atual é de 40 salários mínimos para a Justiça comum. 

O texto também autoriza que o órgão estadual julgue processos contra Estados e Municípios, suas autarquias e fundações, e empresas públicas. Isso não é permitido pela legislação em vigor, que só autoriza ações contra a União nos juizados especiais federais. 

Na opinião do deputado, "não se deve estabelecer esse tipo de tratamento diferenciado nas competências do juizado". 

O projeto também permite que os advogados dos Estados e dos Municípios busquem a conciliação e até mesmo desistam de processos em trâmite nos juizados especiais. 

Fonte: JusBrasilNotíciais, 27/06/11

Iniciada campanha contra o Crack

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lança nova campanha: Crack, Nem Pensar. A ação objetiva diminuir o consumo da droga, que traz consequências sérias para o usuário e está diretamente ligada com o aumento da criminalidade. O projeto foi desenvolvido em parceria com o Instituto Crack, Nem Pensar e o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

A colaboração dos tribunais é fundamental para a promoção da campanha. O lançamento oficial foi no domingo (26), Dia Internacional de Combate às Drogas. Materiais como cartilhas e vídeos estarão disponíveis no site do CNJ a partir da próxima semana.

Fonte: CNJ, 24/06/11

7 mentiras ou mitos sobre a prosperidade:

Mito 1 - Dinheiro não cresce em árvores
Será? - Os plantadores de laranjas não pensam assim. Uma boa idéia vale mais do que muito dinheiro.

Mito 2 - - Para se ganhar dinheiro é preciso um esforço muito grande.
Será? - Para se ganhar pouco dinheiro também é preciso um esforço muito grande. Na minha opinião, infinitamente maior.

Mito 3 - Pessoas ricas são ruins e/ou enganadoras
Será? - Existem pessoas ricas e pobres que são ruins e enganadoras. Pense em alguns membros de sua própria familia. Muitas pessoas ricas tem bom coração e a ganância não faz parte do estilo de vida de muitos. Existem pessoas com poucos recursos financeiros e diversas outras qualidades e suas vidas são felizes. É verdade também que existem pobres gananciosos e corruptos.

Mito 4 - Dinheiro não traz felicidade
Será? - Nisto concordamos. Não traz mesmo! Mas precisamos de dinheiro para ter certa medida de felicidade. Dinheiro não é o mais importante, mas é importante para você fazer coisas importantes como ter uma boa casa, escola de seus filhos, tratamento de saúde, lazer, ajuda humanitária etc...

Mito 5 - Dinheiro é sujo
Será? - Dinheiro de fonte honesta é dinheiro limpo.

Mito 6 - Não se é bem sucedido sendo honesto.
Sera? - Só sendo honesto é possível ser bem sucedido pois apenas ter dinheiro não é suficiente para ser próspero em outras áreas de sua vida.

Mito 7 - Dinheiro é coisa do diabo
Será? - Você quer ver o diabo é ficar sem dinheiro quando você precisa dele e não tem.
A verdade é que muitos problemas podem ser evitados se você mudar a sua forma de pensar. Algumas pessoas se queixam de depressão. Se você é uma delas, pense.... Se você receber hoje um milhão de dólares você ainda se sentiria deprimido? Se a resposta for não, então seu problema não é depressão e sim falta de dinheiro.

A verdade dos fatos é que a riqueza nunca esteve escassa. Nunca houve falta dos recursos necessários a produção da prosperidade.

Se por algum momento você acreditou que essa fonte estava escassa ou houve falta para você, é por que sua concepção limitada dos fatos contribuiu para limitar também suas possibilidades.

Nós podemos muito mais do que imaginamos! Apenas... as vezes desconhecemos ou desconsideramos este fato.

Isso nos ensina que a limitação está naquilo em que nós acreditamos e não que realmente seja impossível alcançar determinado objetivo.

Lembre-se - Um pensamento gera uma energia ( boa ou má ), essa energia gera uma ação ( boa ou má ) está ação leva a um resultado ( bom ou mau ).

Quando você muda o seu modo de pensar você muda a sua vida!

Ele broxou, e agora?

Thaís Pontes
Ele broxou, e agora? Chega um dia triste em que a gente cresce, começa a relacionar-se com rapazes e percebe que a vida não é totalmente cor-de-rosa. Isso, entre outros motivos, é porque nem sempre dá pra sentir firmeza no relacionamento. Esse parágrafo todo cheio de voltinhas foi apenas pra introduzir um assunto delicado: como as moçoilas devem agir quando o gato perde o pique na hora H. Ele foi cheio de sede ao pote, mas, por um motivo que você desconhece, desanimou? O que fazer? Ligar a TV? Cantar uma cantiga de roda? Dizer: “acontece”? Ou se virar sozinha? De quem é a culpaSe você está segura que estava tudo em ordem, nem comece a pensar que a culpa é sua. Mas também não julgue o pobre rapaz. Quando começou o jogo, ele achava que ia marcar gols. Se ele não passou do aquecimento foi por causa de alguma lesão grave… E a lesão nesse caso pode ter sido um pensamento inoportuno. Não se torture achando que você é a causa de todos os desastres do mundo. Bala com papelAinda há homens que não conseguem manter a ereção depois que colocam a camisinha. É questão de costume. De qualquer modo, não ceda. Ele que treine em casa. Não coloque sua saúde e futuro em risco só para salvar a transa. Mantendo a calmaO barco já afundou? Só lhe resta nadar, minha filha. Poupe o rapaz de constrangimentos e não aparente tristeza, medo, terror ou decepção. Converse com ele, mostre que não é o fim do mundo. Quem sabe não vale tentar de novo mais tarde. Dê um sorriso acolhedor. Pode ser clichê, mas essas coisas acontecem mesmo. Vai que ele está passando por problemas em casa, ou no trabalho. Descontraia! Coloque-se no lugar do garoto. Ele deve estar morrendo de vergonha de você! Então não fale insistentemente sobre a broxada. Nada de pressão… Quanto mais calma e descontração, melhor. Mude de assunto, fale de algo engraçado. Faça cócegas no pé dele! Brinque! Mas não vá dar risada do moço. Descontraia sem sarcasmo. A próxima vezTodas essas dicas valem apenas pra quando você ainda quer dar outra chance ao menino. Se você não quer mais nada, vire as costas e vá embora… nem precisa se dar ao trabalho de parecer boazinha. Agora se o moço tem potencial, deixe transparecer que você quer vê-lo novamente. E a próxima vez que forem tentar, é mais interessante que seja meio por acaso. O esquema “vamos transar hoje” deixa alguns homens bem nervosos. Haja o que houver, fique firme… Alguém tem que ficar! Mais posts sobre sexo no Dica do Dia Imagem: ThinkStockPhoto
Ele broxou, e agora?

Chega um dia triste em que a gente cresce, começa a relacionar-se com rapazes e percebe que a vida não é totalmente cor-de-rosa. Isso, entre outros motivos, é porque nem sempre dá pra sentir firmeza no relacionamento.

Esse parágrafo todo cheio de voltinhas foi apenas pra introduzir um assunto delicado: como as moçoilas devem agir quando o gato perde o pique na hora H.

Ele foi cheio de sede ao pote, mas, por um motivo que você desconhece, desanimou? O que fazer? Ligar a TV? Cantar uma cantiga de roda? Dizer: “acontece”? Ou se virar sozinha?

De quem é a culpa
Se você está segura que estava tudo em ordem, nem comece a pensar que a culpa é sua. Mas também não julgue o pobre rapaz. Quando começou o jogo, ele achava que ia marcar gols. Se ele não passou do aquecimento foi por causa de alguma lesão grave… E a lesão nesse caso pode ter sido um pensamento inoportuno. Não se torture achando que você é a causa de todos os desastres do mundo.

Bala com papel
Ainda há homens que não conseguem manter a ereção depois que colocam a camisinha. É questão de costume. De qualquer modo, não ceda. Ele que treine em casa. Não coloque sua saúde e futuro em risco só para salvar a transa.

Mantendo a calma
O barco já afundou? Só lhe resta nadar, minha filha. Poupe o rapaz de constrangimentos e não aparente tristeza, medo, terror ou decepção. Converse com ele, mostre que não é o fim do mundo. Quem sabe não vale tentar de novo mais tarde. Dê um sorriso acolhedor. Pode ser clichê, mas essas coisas acontecem mesmo. Vai que ele está passando por problemas em casa, ou no trabalho.

Descontraia! 
Coloque-se no lugar do garoto. Ele deve estar morrendo de vergonha de você! Então não fale insistentemente sobre a broxada. Nada de pressão… Quanto mais calma e descontração, melhor. Mude de assunto, fale de algo engraçado. Faça cócegas no pé dele! Brinque! Mas não vá dar risada do moço. Descontraia sem sarcasmo.

A próxima vez
Todas essas dicas valem apenas pra quando você ainda quer dar outra chance ao menino. Se você não quer mais nada, vire as costas e vá embora… nem precisa se dar ao trabalho de parecer boazinha. Agora se o moço tem potencial, deixe transparecer que você quer vê-lo novamente. E a próxima vez que forem tentar, é mais interessante que seja meio por acaso. O esquema “vamos transar hoje” deixa alguns homens bem nervosos.

Haja o que houver, fique firme… Alguém tem que ficar!

domingo, 26 de junho de 2011

Se você me perguntar...

*Se você me perguntar ...
Se eu preciso de você ,
A Resposta é :

Sempre
*Se você me perguntar ...
Se eu vou te deixar ,
A Resposta é :

Nunca
*Se você me perguntar ...
No que eu tenho valor ,
A Resposta é

Em você

*Se você me perguntar ...

Se eu te adoro ,
A Resposta é :

Adoro !!!


sábado, 25 de junho de 2011

Seu relacionamento ainda tem jeito?

Seu relacionamento ainda tem jeito? Por mais que a água dentro barco esteja pra cima dos joelhos, tem gente que se nega a aceitar que ele vai afundar. Veja bem, a dica aqui não é pra ser conformista… Mas tem horas que a gente tem que aceitar que quando termina é porque acabou! Vamos às dicas de como detectar se o relacionamento está indo por água abaixo: • Ele não liga maisQual foi a última vez que ele ligou? Se você nem se lembra mais, é possível que esse seja um indício de que o cara já está te colocando em banho maria. Faça a experiência de não ligar para ele também… Se nem assim seu telefone tocar, fique com a pulga atrás da orelha. • Ele dá bolosSe cumprir com os compromissos não é mais o forte dele, fique atenta. Quanto mais ele te deixar eperando e/ou desmarcar em cima da hora, maior é o sinal de que ele não tem mais consideração por você. • Ele não pensa no futuroSe as palavras “namoro”, “noivado” ou “casamento” (conforme o caso) causarem arrepios nele, preste atenção. É comum que uma coisa leve à outra… Se ele não pensa em prosseguir, pode ser que a relação não tenha mais pra onde ir. • Ele não parece mais interessado em sexoSe as relações sexuais de vocês estão raras, a coisa já ficou feia. Se nem sexo ele quer mais, imagina as outras incumbências da relação! Homem desinteressado em sexo é sinal de perigo. • Ou ele só te encontra para transarHá também o outro lado da moeda. Cinema, teatro, parque o caramba! Se ele não quer mais saber de nenhum outro programa a não ser sexo, e se durante o ato você não sente ele tão envolvido emocionalmente, pode ser que o sentimento já não seja o protagonista dessa relação… • Brigas demaisSe ele vem encrencando com você à toa e tudo é motivo para discussão, pode ser que o motivo maior seja a falta de interesse dele. Muitas vezes o garoto não consegue terminar a relação e, tentando arrumar uma saída, inventa motivos para brigar. A dica para os homens nesses casos é que criem vergonha e rompam de vez (nem que para isso tenham que usar essas táticas de pé na bunda). E meninas, ninguém é insubstituível. Vejam aqui as dicas de como esquecer o ex e bola pra frente! E mais: Dicas de como levar uma bota sem perder a dignidade! Esse post foi inspirado no livro Quando Termina é Porque Acabou, de Greg Behrendt e Amiira Ruotola-Behrendt Imagem: ThinkStockPhoto
Seu relacionamento ainda tem jeito?

Por mais que a água dentro barco esteja pra cima dos joelhos, tem gente que se nega a aceitar que ele vai afundar. Veja bem, a dica aqui não é pra ser conformista… Mas tem horas que a gente tem que aceitar que quando termina é porque acabou!

Vamos às dicas de como detectar se o relacionamento está indo por água abaixo:

Ele não liga mais
Qual foi a última vez que ele ligou? Se você nem se lembra mais, é possível que esse seja um indício de que o cara já está te colocando em banho maria. Faça a experiência de não ligar para ele também… Se nem assim seu telefone tocar, fique com a pulga atrás da orelha.

Ele dá bolos
Se cumprir com os compromissos não é mais o forte dele, fique atenta. Quanto mais ele te deixar eperando e/ou desmarcar em cima da hora, maior é o sinal de que ele não tem mais consideração por você.

Ele não pensa no futuro
Se as palavras “namoro”, “noivado” ou “casamento” (conforme o caso) causarem arrepios nele, preste atenção. É comum que uma coisa leve à outra… Se ele não pensa em prosseguir, pode ser que a relação não tenha mais pra onde ir.

Ele não parece mais interessado em sexo
Se as relações sexuais de vocês estão raras, a coisa já ficou feia. Se nem sexo ele quer mais, imagina as outras incumbências da relação! Homem desinteressado em sexo é sinal de perigo.

Ou ele só te encontra para transar
Há também o outro lado da moeda. Cinema, teatro, parque o caramba! Se ele não quer mais saber de nenhum outro programa a não ser sexo, e se durante o ato você não sente ele tão envolvido emocionalmente, pode ser que o sentimento já não seja o protagonista dessa relação…

Brigas demais
Se ele vem encrencando com você à toa e tudo é motivo para discussão, pode ser que o motivo maior seja a falta de interesse dele. Muitas vezes o garoto não consegue terminar a relação e, tentando arrumar uma saída, inventa motivos para brigar.

A dica para os homens nesses casos é que criem vergonha e rompam de vez (nem que para isso tenham que usar essas táticas de pé na bunda).

E meninas, ninguém é insubstituível. Vejam aqui as dicas de como esquecer o ex e bola pra frente! E mais: Dicas de como levar uma bota sem perder a dignidade!

Esse post foi inspirado no livro Quando Termina é Porque Acabou, de Greg Behrendt e Amiira Ruotola-Behrendt

Colaboração: Thaís Pontes, 25/06/11

Fazer amor é coisa séria demais...

Não basta um corpo e outro corpo, misturados num desejo insosso, desses que dão feito fome trivial, nascida da gula descuidada, aplacada sem zelo, sem composturas , sem respeito, atendendo exclusivamente a voracidade do apetite.

Fazer amor é percorrer as trilhas da alma, uma alma tateando outra alma, desvendando véus, descobrindo profundezas, penetrando nos escondidos, sem pressa com delicadeza ... porque alma tem tessitura de cristal, deve ser tocada nas levezas, apalpada com amaciamentos.. até que o corpo descubra cada uma das suas funções.


Quando a descoberta acontece é que o ato de amor começa.


As mãos deslizam sobre as curvas, como se tocando nuvens, a boca vai acordando e retirando gostos, provocando os sabores, bebendo a seiva que jorra das nascentes, escorrendo em dons, é o côncavo e o convexo em amorosa conjunção.


Fazer amor é Ressurreição !!!


É nascer de novo : no abraço que aperta sem sufocamentos no beijo que cala a sede gritante, na escalada dos degraus celestiais que levam ao gozo.


Vale chorar, vale gemer .. vale gritar, porque ai já se chegou ao paraíso, e qualquer som ha de sair melódico e afinado, seja grave, agudo, pianinho... há de ser sempre o acorde faltante quando amantes iniciam o milagre do encontro.


Corpos se ajustaram, almas matizaram ... Fez-se o Êxtase !!! É o instante da paz ... é a escritura da serenidade !



Colaboração de Nilda - S.Paulo/SP